***Primeiramente, desculpe galera pelo post vir só hoje. Estive em semana de provas na faculdade, dai já viram. E como ontem estavam todos com olhos pra Inglaterra, então falemos hoje de animação, hehe.

O que pode acontecer quando um imperador muito egoísta é transformado numa lhama feiosa?? Esse é o foco da narrativa no longa metragem animado da Disney “A Nova Onda do Imperador”.

Ah muleque!

O filme consegue em seus 78 minutos de duração contemplar muitos assuntos de maneira divertida para a família toda curtir. Vemos o lado humilde do personagem Patcha e os aldeões da vila que está para ser destruída, a ambição da vilã Yzma, as atrapalhadas do seu comparça Kronk – que no fundo tem um coração bom – e todas as confusões que o imperador Kuzco se mete pelo seu pensamento egocêntrico. Os personagens possuem muito carisma justamente por essas personalidades distintas, cada um tera seu lado cativante dentro de nós, e isso algo muito importante em um projeto animado. Vemos que Kuzco, o protagonista da histório, tem um modo de pensar que denotamos que seja bem ruim, mas isso não significa que ele seja malvado. Toda a odisséia que se passa para que ele volte ao castelo nos mostra e ensina muito sobre a amizade – que é o foco principal do filme – entre ele e Pacha, e mesmo sobre Kronk e Yzma.

Quando o filme foi exibido em salas de cinema, me incomodou um pouco seu aspecto estético, por serem formas estilizadas e retas, acabei assitindo apenas em vídeo apenas alguns anos mais tarde. Na verdade, a própria arte visual acaba sendo um diferencial para chamar a atenção da criançada. Adoro mesmo assistir ao filme dublado, ele teve uma atenção muito legal nesse quesito. Particularmente não sou muito fã quando apelam pra globais, mas admito que fiquei surpreso com o resultado. O imperador tem a voz de Selton Mello, que já trabalha com dublagem de desenhos animados desde os anos 80, como “Asnésio” (Ducktales), a touperia Nick (As Aventuras de Nick e Neck), Daniel (Transformers, o filme de 1986), David (Dinossaucers) e Teddy Ruxpin (“Teddy Ruxpin”), só para citarmos alguns; a vilã Yzma teve o trabalho genial da atriz Marieta Severo, Pacha sendo interpretado por Humberto Martins – outra surpresa que tive; e o Kronk pelo conhecido Guilherme Briggs. Muita gente não gosta de produções dubladas, mas essa recomendo, justamente pelo fato de realizarem uma versão brasileira, e não apenas uma tradução para o português. A equipe dirigida por Garcia Junior (que já dublou o Homer em “Simpsons”, mas mais conhecido por ser a voz do MacGyver, He-Man e Arnold Schwarzenegger) torna o filme muito nacional com a adaptações de piadas que é algo as vezes esquecido nesse processo, por muitos estúdios.


O longa metragem de hoje já foi exibido algumas vezes na sessão da Tarde, mas se você não assistiu, vale a pena dar uma conferida. O dvd acompanha um material muito legal, e sua canção tema “My Funny Friend and Me” foi indicada ao Oscar de Melhor Canção Original.


Atualmente, o canal Disney XD possui uma série animada em exibição contando as desventuras dos nossos personagens após o filme, além de ter saído uma continuação “A Nova Onda do Kronk”, essa ainda não assisti.


É isso ae galera, não é por falta de sugestão que ficarão essa semana.

Até a próxima.

COMPRE!
A Nova Onda do Imperador – Grandes Classicos Disney

Você também pode gostar desses

4 Comments on A Nova Onda do Imperador (2000)

  1. Olá… tudo bem?
    Adooooooro esse filme. Já assiste umas tres vezes. Amooo mesmo. Muito legal. Bem feito. Não é um filminho bobo sem história. Só vi a versão dublada… e se puder verei mais outras vezes.
    Até mais.

1Pingbacks & Trackbacks on A Nova Onda do Imperador (2000)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *