Devo confessar que adoro barzinhos, não que eu seja fã de bebidas alcoólicas, mas é gostoso sentar, comer, tomar um suco e jogar conversa fora. Aliás o motivo pelo qual eu adoro é esse: conversa. Quer coisa mais gostosa que tagarelar sem parar e falar asneira com os amigos? Pra mim não tem, e o barzinho é o  lugar perfeito para isso, porém existem os chatos de barzinho, e são essas criaturas vindas de outra mesa que atrapalham o rendimento da noite de alguém.

Chato Maria-Fumaça

É o chato fumante que não tem nexo. Não levanta pra fumar longe de quem não fuma e acaba fazendo os que não o fazem passarem mal e terem suas noites estragadas por isso. Não é porque não fumo que não tenho direito de ir em um bar. Diz no dicionário:

Bar sm (ingl bar) 1 Balcão onde se servem bebidas. 2 Estabelecimento ou parte de estabelecimento com esse balcão. 3 Móvel ou compartimento em rádio-vitrola, ou em televisor, onde se guardam bebidas. Pl: bares.

Onde se servem bebidas. Nem alcoólicas está ali, ou seja, posso e tenho o direito de ir a um bar, beber suco e ficar sem feder a cigarro. Mas aqui na questão não é nem CHEIRO e sim PULMÃO. Tenho um pulmão fraco que me faz passar mal, fato. Sabe como é, não se escolhe nascer com bronquite asmática no mundo e a fumaça faz queimar os pulmões, mesmo eu não fumando o maldito pauzinho de nicotina fumegante só a fumaça do ar. Pelo menos alguns estados, como o de São Paulo, proíbiu o fumo em lugares assim: TE AMO GOVERNADOR! Aqui saio e sou uma pessoa mais feliz, levem isso logo pra Minas!

O Chato “Te quiero para mi”

Tenho namorado, mas às vezes rola de ir para bar com amigos, e aí entra o problema. Homem não pode ver mulher sozinha que acha que ela está livre e desempedida. Mas,  OK, ele tem o direito de tentar. O problema é quando você já avisou-o da situação e ele não entende. Ou melhor, da uma de “não sou ciumento”. Caros homens, nem toda mulher com namorado sai dando em cima e aceita cantada, entendam, e se o fazem não dizem que tem namorado. O duro é que saí este final de semana e: 1 – o cara não entendeu, 2- estava mais louco que o Robin de tanto álcool que já havia ingerido, 3 – eu tive que zoar com ele e 4- como ele não soube perder me chamou de “sapata”. Homens, sejam bonzinhos e saibam perder uma cantada, ainda mais se a moça já lhe informou que é comprometida.

Você também pode gostar desses

8 Comments on A Vida de Quem Vai pra Barzinho

  1. Ri demais com o modo como vc escrever, menina, adorei! hahaha

    Eu detesto gente que não levanta pra fumar, muita gente acha que só pq é barzinho pode fumar à vontade. Ainda bem que a lei agora mudou tudo né?

    E os chatos, pior ainda é quando ficam mandando bilhetinhas e coisas pelos garçons! hahaha

    Beijosssss

  2. Concordei com tudo! 😉
    Barzinhos são tudo de bom, uma pena existirem algumas pessoas sem noção q estragam tudo às vezes.

    Beijos

  3. Ei flor, eu também amo barzinhos.. apesar de só beber uma taça de vinho e olhe lá.
    Eu passo por esse problema da maria fumaça constantemente.. meu marido fuma. EKAAAAAAAAA. rs

    Bjus flor

  4. Menina, tenho pavor de “maria fumaça” do meu lado. Eu saio de perto na hora…cheiro de cigarro em mim não! E claro, tem muita coisa que vem além do cheiro, então, estou fora!

    Bjokinhas, ótimo findi!

  5. Eu gosto de ir para bares pelo mesmo motivo. Ficar sentado, tomando algumas e conseguindo conversar. Aliás, tenho preferido bares à baladas.
    Bjitos!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *