Aproveitando o feriado, o longa metragem da semana é o 23º clássico Disney, “Bernardo e Bianca”.

O filme conta as aventuras de 2 ratinhos que ficam incubidos da missão de resgatar uma garotinha órfã que desapareceu. O filme, pouca gente sabe, é baseado em contos infantis da escritora britânica Margey Sharp. A mudança de linguagem sempre é uma tarefa desafiadora, mas nessa animação conseguem realizar um trabalho de muito bonito. Desde o início, nos créditos de abertura, onde muitos filmes antigos, os letreiros apareciam por completo antes antes mesmo da sequência narrativa ter início, vemos diversos backgrounds, lindamente, coloridos a mão, mostrado uma garrafa com bilhete viajando pelas águas com o pedido de socorro da pequena Penny.

Debaixo do prédio das Nações Unidas, enquando representantes dos países do mundo inteiro se encontram, diversos ratinhos desses mesmos países também se reunem. Dentre eles a jovem embaixadora da Hungria, Miss Bianca. A reunião tem início contando sobre a bilhete de socorro que encontraram, e ela resolve resgatar a garotinha. Como há algumas zombarias pelo fato dela ser uma garota, ninguém dá muita atenção a proposta. Ela bate o pé e resolve ir assim mesmo, e leva como ajudante o faxineiro superticioso Bernardo.

A aventura ira se desenvolver por muitos lugares para descobrirem pistas do paradeiro da garota. O filme me chama bastante atenção em detalhes como, por exemplo, para o atrapalhado albatroz Asdrúbal que seria o “avião” para esses pequeninos, o local para tranporte dos passageiros é uma lata de sardinha. Realmente tiro o chapéu para a galera que consegue realizar essas adequações de contextos. Além dele possuir personagens que, futuramente, vieram a inspirar outros das produções Disney, como Madame Medusa sendo referência para a Úrsula – de “A Pequena Sereia”), e a Penny para a Jenny – “Oliver e sua Turma”.

A produção acabou levando 4 anos para ser finalizada, com uma equipe de 250 pessoas – das quais 40 eram animadores. Houveram diversos percalços ao decorrer do desenvolvimento da película, até sua estréia. Apesar do sucesso que fez, os lucros serviram pra compensar as produções que foram mal sucedidas, como o filme “O Buraco Negro” (1979) e a outra animação “O Caldeirão Mágico” (1985). Muitos anos mais tarde, lançaram uma continuação que ainda não tive a oportunidade de assistir, “Bernardo e Bianca Na Cangurulândia”, quando isso acontecer deixo o comentário para o pessoal. O DVD não possuim muitos extras referente a produção, mas ainda assim é um material interessante.


“Bernardo e Bianca” é um filme muito divertido, que fala bastante sobre heroísmo e amizade verdadeira e com certeza emocionara a família toda. =D
Particularmente, é um dos filmes que marcou bastante minha infância porque assisti no colégio num evento especial que teve para o Dia dos Pais, lá nos idos da 2ª série. Hehe!

Espero que se divirtam. Bom resto de feriado e boa Páscoa para todos.

COMPRE!
DVD Bernardo e Bianca

Você também pode gostar desses

3 Comments on Bernardo e Bianca (1977)

  1. Ahhh, esse filme é lindo! Lembra muito minha infância, e faz anos que não assisto. Época boa… Deu muita saudade agora =)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *