Rating: ★★★☆☆ “Quando várias criaturas monstruosas, conhecidas como Kaiju, começam a emergir do mar, tem início uma batalha entre estes seres e os humanos. Para combatê-los, a humanidade desenvolve uma série de robôs gigantescos, os Jaegers, cada um controlado por duas pessoas através de uma conexão neural. Entretanto, mesmo os Jaegers se mostram insuficientes para derrotar os Kaiju. Diante deste cenário, a última esperança é um velho robô, obsoleto, que passa a ser comandado por um antigo piloto (Charlie Hunnam) e uma treinadora (Rinko Kikuchi).”

Então. Quando comecei a ler o pessoal pirando muito com esse filme, começou a crescer um monstro de expectativa dentro de mim. Tanto que mesmo quase 3 semanas depois de ser lançado nos cinemas, eu ainda queria ir e assistir o bendito em 3D. O começo foi muito, mas muito bom. A introdução, os efeitos 3D, parecia que tudo ia bem, até as garras congeladas e os irmãos maluquinhos aparecerem. Não sei, me senti assistindo MESMO Power Rangers, não tem problema se tivessem me avisado antes, mas fui esperando outra coisa. O que foi bom? As lutas e o tamanho absurdo de tudo me deixaram de boca aberta, e confesso que a porradaria foi DEMAIS e isso compensou muito.

Sinopse do Adoro Cinema

Você também pode gostar desses

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *