Cuidados com o Planeta, como causar menos impacto no meio ambiente.

Cuidados com o planeta - ilustração de um planeta terra.
Eu sou dessas pessoas que na medida do possível se preocupa com o mundo que vive. Ecologia era sim uma matéria que eu gostava na faculdade, mas a gente raramente olha pra dentro da nossa casa e altera alguma coisa. Deixa sempre “prá lá” e quando vemos, estamos igual a todas as outras pessoas do mundo.

Acontece que eu conheci a Alex, uma moça maravilhosa que é namorada do meu irmão. Ficamos um tempo na casa dela e lá ela me ensinou com ações, como que a gente fazer nossa parte é tão importante e se cada um realmente colocasse em prática, o mundo seria melhor. Por isso resolvi vir aqui no meu espacinho virtual e contar pra vocês algumas mudanças que adotei na minha vida ou que ainda pretendo adotar, para fazer minha parte pro mundo ser melhor.

Dentro de Casa

Cozinha

Quando falamos em impacto ambiental só o fato de existirmos já gera algum. Se considerarmos o modelo de vida que levamos tudo fica bem complexo, mas algumas mudanças já podem ajudar a deixar tudo menos pior.Ilustração de um detergente com uma bucha de lavar louça em um porta detergentes

Por exemplo, usar uma buchinha natural na cozinha ou cortar as existentes ao meio . As buchas famosas, amarelinhas, não são recicláveis por conta dos materiais utilizados para fabricá-las e pela quantidade de bactéria que elas carregam.

Aqui em casa eu estou esperando para trocar pelas biodegradáveis, mas enquanto isso corto as que tenho em casa ao meio. Além de economizar – já que dura o dobro – você utiliza menos material. Garanto que não muda nada na utilização e quando preciso usar na casa de alguém acho até estranho.

Ilustração de uma maçã, uma pera, uma banana e uma melancia.Evitar e diminuir ao máximo o desperdício de comida.

Planejando bem as refeições durante a semana e prestando atenção no consumo conseguimos praticamente acabar com todo o desperdício aqui de casa. É raríssimo jogar alguma comida fora porque estragou. Sempre aproveito frutas, vegetais e o que mais encontrar na geladeira para não jogar fora. Vale também buscar receitas que aproveitem partes que você costuma jogar fora das comidas, como caules e sementes.

Além disso uma das minhas vontades é diminuir o consumo de carne e/ou quem sabe um dia parar de consumir. Não pelos animais – na verdade menos – mas sim pelo fato da maneira como é toda a indústria da carne no mundo. Meu problema aqui é a anemia que me acompanha e as broncas que levei dos médicos, mas um dia a gente consegue.

Quartos e Sala

Ilustração de uma pilha de três camisetas.Consumo consciente como um todo, ou seja, roupas e coisas do tipo. As roupas são coisas que um dia irão para o lixo, pois deixarão de ser úteis, assim como maquiagens, sapatos, acessórios, tudo que usamos um dia vira lixo. Pense no ciclo de vida de tudo.

Descarte tudo no seu devido lugar!Eu levo as maquiagens estragadas – quando estragam – nas lojas da Quem Disse Berenice aqui do shopping e os frascos de perfume vão para O Boticário, pois dizem que fazem a logística reversa e reaproveitam o que pode ser reaproveitado. Lâmpadas, pilhas, eletrônicos – já levei até máquina de lavar quebrada – devem ser enviadas para um local correto. Aqui na minha cidade, São José dos Campos, a prefeitura disponibiliza lugares que recebem este tipo de lixo. Lá eles também recebem entulho, restos de obra e até mato e galhos que você pode ter tirado depois de limpar seu quintal.

A cidade conta também com sistema de coleta seletiva, então orgânicos e recicláveis sempre estão separadinhos!

Na Rua

ilustração de uma sacola retornável de pano com um desenho do símbolo de reciclável no meio - três setas em círculoQuando vamos ao supermercado não trazemos nenhuma sacolinha pra casa, usamos as retornáveis já tem mais de ano. “Ah, mas e o lixo?” Querendo ou não sempre temos sacolinhas por aqui, de farmácias ou lojas que vamos de vez em quando, incrível como nunca falta. Para os lixos orgânicos e recicláveis eu compro sacos de lixo maiores, eles cabem muito mais volume e com isso consumimos menos plástico. Infelizmente ainda não dá pra virar zero plástico, mas tentamos reduzir a quantidade.

Além das sacolinhas para carregar as coisas, já deixamos de usar as sacolinhas para colocar as frutas, verduras e legumes. Quando são pouca quantidade elas vem soltas mesmo, porque né? Aquele mísero saquinho não protege nada. E quando em maior quantidade, rola levar uma sacolinha de tecido só pra isso. Claro que isso funciona somente para supermercados que tem a balança no caixa, mas já é alguma coisa.

Não jogar lixo na rua, nem entulho. E aqui vale colocar também de não jogar lixo quando se faz passeios em praias, trilhas, piqueniques e coisas do tipo. A natureza agradece.

Levar um copinho retrátil sempre com você. Eu estou atrás de um desses agora, pois me lembro de sempre ver isso nos Parques de São Lourenço, mas nunca mais vi. Com isso você evita de usar copos plásticos onde quer que você vá. É super simples, prático e fácil de carregar!

E você? O que faz pra tentar ser mais gentil com o nosso planetinha? Conta aí que eu quero saber e aprender, quem sabe não faço por aqui também!

Você também pode gostar desses

16 Comments on Cuidados com o Planeta

  1. quanta dica legal! Engraçado que pouco antes de abrir seu post, estava pensando em escrever um post com alguns hábitos que preciso mudar, e essa questão da reciclagem/sustentabilidade está na lista!

    Eu já não uso mais sacolas de supermercado e consigo evitar o desperdício de comida, mas sei que preciso fazer muito mais. A dica de cortar a esponja ao meio é ótima, vou adotar hoje!

  2. guria, eu faço tanta coisa. no dia a dia, de uma forma resumida, eu basicamente compro apenas o que vem fora de embalagens (minha alimentação é orgânica – já que aqui tem feira com preços ótimos – e vegana, o que facilita muito), como em casa, faço esse planejamento de cardápio, compro roupas usadas (quando compro!), cuido ao máximo pra não pegar nada que terá o lixo como destino final, analiso a procedência de tudo, ai, enfim, são várias coisinhas, mas que, já incorporadas na minha vida, acabam nem sendo mais percebidas. eu adoro posts assim como o seu porque meu coração enche de alegria em ver uma mudança acontecer. sinceramente acho que não temos outra escolha, então obrigada por usar seu blog para influenciar pessoas a seguirem o mesmo caminho. <3

    • Eu queria TANTO só comer orgânicos! Só que nenhum lugar aqui passa vale alimentação e nossa comida vem tudo do vale rsss
      Falou tudo!A gente tem que tentar fazer nossa parte influenciando alguém né? =D

  3. achei muito legal as dicas! o mais difícil pra mim, ainda é o plástico! gente, em todo lugar que tu vai gera uma, duas ou até mais sacolinhas! e mercado então? às vezes os empacotadores colocam um produto em cada sacola, acho o cúmulo!!

  4. Somos duas no escritório e temos nossos copos para evitar os descartáveis. Em casa, separo os recicláveis e uso tudo até estarem em estado lamentável, hahahaha. A mesma coisa vale pra roupas. Diminui o consumo e substituo quando preciso. O que deixa de servir eu encaminho pra instituições. Estou também tentando me adaptar ao copinho e evitar absorventes, mas tem sido uma novela!

    Sobre o comentário no meu blog: Tenho penpals sim Chell! Quer ser uma? Se sim, me manda um email! =)

    Beijos

    • Eitha, eu uso copinho há mais de 2 anos e amo muito de paixão. Nunca fui tão livre =O Mas demorei uns 4 meses pra me acostumar.

      Mandando e-mail =D

  5. Chell, eu penso muito nessas coisas também, mas sabe que eu nunca tinha pensado nas esponjinhas de cozinha? Vou rever isso já. Será que essas esponjas biodegradáveis são fáceis de encontrar? Vou correr atrás.

    Tem muito tempo que eu só uso eco-bags na hora de fazer compras, mas é incrível como, mesmo assim, de vez em quando aparecem algumas sacolinhas plásticas lá em casa. A gente não consegue se livrar mesmo. Aff!

  6. Adorei essa matéria! Confesso que não sabia de várias coisas como, por exemplo, que algumas lojas pegavam maquiagens ou frascos de vidro. Já outras coisas eu nunca havia parado para pensar (se esponjas eram recicláveis, por exemplo!). Vou tentar aderir à várias dicas, principalmente a do copo retrátil (achei tão simples mas tão genial!) <3
    Beijos, Chell!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *