Quando falamos em animação com modelagem em 3D, a Pixar domina a cabeça de 6 a cada 5 crianças. Embora Shrek seja da Dreamworks, acho que no final ninguém liga para isso mesmo.
No entanto, o que falaremos aqui tem uma séria importância em frizar que a animação não é de nenhuma dessas duas empresas, e sim um ousado projeto sob o selo Creative Commons. O filme desenvolvido em 2006 nos Países Baixos, tem como destaque o detalhe de ter sido feito com softwares gratuitos, dentre eles o Blender e o Gimp. Diferente de programas como o 3D Studio Max, Maya, Adobe Photoshop, tanto o Blender quanto o Gimp, são open-source, ou seja, eles têm o código fonte aberto possibilitando a reconfiguração conforme sua necessidade, basicamente falando.


“Elephants Dream” conta a viagem de Proog e o jovem Emo por um estranho mundo industrial futurísta, o qual lembra muito o interior de uma grande rede de sistema telefônico. Podemos dizer que a viagem dos dois seria: enquanto para um o facinío pela tecnologia, para ao outro achando tudo aquilo uma loucura. A trilha original composta por Jan Morgenstern envolve o expectador com clima certo para cada momento das cenas. Além da atuação dos atores holandeses Tygo Gernandt e Cas Jansen, que emprestam as vozes para os protagonistas.
Mesmo tendo apenas (?) 10 minutos, a equipe de colaboradores creditada não deixa nada a desejar de produções maiores. Bassam Kirdali, diretor do filme, diz que no futuro sera cada vez mais rápido e fácil de fazer uma animação de qualidade. Bom, acrescento que vale do bom senso também.


Na época do lançamento, em Março de 2006, o dvd possuía 36 opções de legenda, dentre elas PT-BR! Infelizmente hoje o dvd se encontra indisponível, o o Blu-Disc só garimpando no miolo underground da Europa para conseguir alguma das raras cópias.
Embora o filme parece um pouco confuso, o que chama mesmo a atenção, no final, é o resultado obtido com softwares que muitas vezes deixamos de lado por serem gratuitas e não terem o renome de produtos consolidados do mercado. O produtor, do projeto, Ton Roosendaal, fala no making of que eles mostraram o caminho e a possibilidade de se obter uma animação de qualidade com ferramentas disponíveis legalmente no universo virtual.

Se quiser saber um pouco mais sobre o projeto, vale a pena acessar o site oficial http://orange.blender.org/ que além de infos completas, ost para donwload, tem algo que gosto bastante: fotos da equipe durante a produção no estúdio! \o/

Você também pode gostar desses

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *