E voltamos a nossa programação normal… Retomando as animações de sexta-feira, iremos comentar um pouco hoje sobre o um desenho que remete aos anos 80, “G.I. JOE: Resolute”.


Primeiramente, para que não conhece, essa mini-série animada foi baseada na franquia da Hasbro, G.I. Joe (no Brasil conhecida como “Comandos em Ação”). A qual foi escrita por Warren Ellis, dirigida por Joaquim dos Santos (o qual já dirigiu alguns episódios das séries de animação “Liga da Justiça – Sem Limites” e “Avatar – A Lenda de Aang”) e produzida por Sam Register. Originalmente, a série teve sua estréia no site Adult Swim Vídeo em 18 de abril de 2009, com a classificação etária indicativa para maiores de 14 anos. A série apresenta uma fusão entre o desenho animado dos anos 80 e suas histórias em quadrinhos. (ELLIS, Warren. 2008).


A proposta da série para uma classificação mais alta veio a pedido de Sam Register, como a intutítuo de atingir um público mais velho que já conhecesse a série, desse modo, ela foi desenvolvido para mostrar com propriedade os personagens, e tendo as dificuldades de limitação da mídia de suporte, que devido ao tempo, não poderiam haver diálogos em demasia. A trama tem seu início devido a um ataque a base móvel dos heróis, onde acabam descobrindo que o grupo terrorista “Cobra” continua em atividade.


No caso, esse projeto animado tratou-se, originalmente de webisodes, ou seja, termo que se refere a episódios curtos vinculados na internet. Podendo ser usado com uma previsão, material promocional, parte de uma coleção de ‘curtas’ ou mesmo um comercial. (STELTER, Brian, 2008) Um webisode pode ser parte de um drama já estabelecido ou uma série composta de material totalmente original, tudo depende da sua finalidade, além de que ele não necessariamente, precisam fazer parte de um programa que tenha continuidade. Após ser exibido na internet, teve um espaço entre blocos no Cartoon Network (EUA) e atualmente está disponível em DVD – somente importando.

Duke – anos 80 e versão Resolute

Model sheet do personagem Storm Shadow

“G.I. JOE: Resolute” foi exibido com 10 episódios de 5 minutos e mais um de conclusão com 10 minutos. O estilo híbrido entre desenhos animados americanos e animes japoneses foi muito bem recebido pelos adultos ao assistirem. O enredo é complexo, as pessoas morrem, mesmo alguns Joes. Os riscos são maiores e a meta, segundo o diretor Joaquim dos Santos, foi “apenas fazer coisas legais acontecerem no universo Joe”. (KIRKLAND, BRUCE. 2009).

Pack de action-figures lançados de personagens do desenho animado

O que vemos são situações mais reais, e não “caricatas” do desenho animado antigo, onde os heróis e vilões eram péssimos de pontaria e disparavam 100 tiros sem acertar ninguém. O foco apresentado nos episódios tem uma profundidade muito maior, que para os mais velhos trazem aquele ar nostálgico, e pros mais novos um roteiro bem estruturado, além de um resultado visual de qualidade.


Tendo oportunidade recomendo, bastante.
Bom final de semana a todos.
Ateh.

Ps: Em tempo, post adaptado com base no texto original extraído do TCC “Trailer de animação 2D para divulgar uma série animada”, em desenvolvimento (2011), escrito por Estela M. S. Kazmierczak & Wagner R. Régis.

Você também pode gostar desses

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *