O ArtistaO Artista – Rating: ★★★★☆“Na Hollywood de 1927, o astro do cinema mudo George Valentin (Jean Dujardin) começa a temer se a chegada do cinema falado fará com que ele perca espaço e acabe caindo no esquecimento. Enquanto isso, a bela Peppy Miller (Bérénice Bejo), jovem dançarina por quem ele se sente atraído, recebe uma oportunidade e tanto para traballhar no segmento. Será o fim de sua carreira e de uma paixão?”

Aqui temos um filme bem diferente do que estamos acostumados: mudo e preto e branco. Não é toda pessoa que tem saco pra assistir um filme assim em tempos que coisas saem da tela do cinema, mas sabe de uma coisa? Eu gostei. Achei muito diferente poder ver um filme que pode ser visto em qualquer língua, já que não requer legenda, e por incrível que pareça não senti falta das falas, pois a trilha sonora fez este papel de dar emoção e me fazer ficar tensa com uma gentileza incrível. Adorei o que o som simboliza, ou a falta dele. Pra mim o som foi a mente de Valentin, que não se abria pro mundo e para as coisas novas. Peppy foi uma gracinha e o cachorrinho teve seu papel de coadjuvante também. Opção diferente e bem interessante de filme pra ser visto. Minha cena predileta foi a dele descobrindo os sons, muito divertido. Mas não sei se daria Oscar de melhor filme não.

Millennium - Os Homens que não amavam as mulheresMillennium – Os Homens que Não Amavam as Mulheres Rating: ★★★★★“Em 1966, Harriet Vanger, jovem herdeira de um império industrial, some sem deixar vestígios. No dia de seu desaparecimento, fechara-se o acesso à ilha onde ela e diversos membros de sua extensa família se encontravam. Desde então, a cada ano, Henrik Vanger, o velho patriarca do clã, recebe uma flor emoldurada – o mesmo presente que Harriet lhe dava, até desaparecer. Henrik está convencido de que ela foi assassinada e entrega o caso nas mãos de Mikael Blomkvist(Daniel Craig), um jornalista investigativo cuja carreira e credibilidade se encontram ameaçados após um processo por difamação. No meio dos acontecimentos acaba contando com ajuda de Lisbeth(Rooney Mara), uma garota um tanto quanto diferente. “

Depois de muito se ouvir sobre este filme eu tive que ver e constatar por conta própria como este filme é bom. Namorado entrou em piração nos créditos iniciais (Led Zeppelin é muito bom vai) e James Bond me surpreendeu. Rooney Mara surpreendeu. Procure fotos desta garota na internet e veja como ela ficou pirada neste filme! Achei a trama interessante, o caso bem intrigante, mas o que me deixou meio triste foi não conseguir ir desvendando os fatos do caso com os investigadores, não sei, acho que o público deveria saber mais um pouco sobre o caso, como se nós fossemos também os investigadores, mas fora isso, ÓTIMO assim como todos que viram falaram, eu recomendo e muito!

Você também pode gostar desses

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *