Hoje sou uma moça grande e crescida de 23 anos, tenho meu namorado e sou correspondida, mas quando eu era pequena eu sofria de várias paixõezinhas. Toda menina tem seus amorzinhos quando pequena, aqueles imaginários, cheios de suspiros e que você nem sabe o que é… Então hoje eu vim apresentar pra vocês a lista dos meus amores platônicos:

Aladdin, Seya e Darien

Aladdin – Eu sempre gostei de meninos na escola também, mas porque sempre escolhia os pestes? Acho que tudo começou com o Aladdin, ou Ali para os íntimos. Ele é todo maroto, esperto e eu sei que é um desenho, mas pra mim ele era bonitinho demais. Magrinho sim, mas eu odeio “Homens-Hércules” que parece que vão te esmagar no primeiro abraço.

Seya – Não me perguntem porque, hoje eu odeio o personagem, mas quando menor eu era apaixonada no Seya. Lembro que adorava me fingir de Atena (outra que eu odeio hoje em dia também) e “namorar” o Cavaleiro de Pégasus. Adorava ser a Atena a ser resgatada por Seya. Eu sei que não tem nada a ver, mas eu criei isso na minha cabeça infantil.

Darien/Tuxedo Mask – Ah… o cara mais irritante, bobo, chato e LINDO dos animês que eu assistia quando pequena. Incrível como eu tinha o mesmo sentimento de ódio e amor que a Serena (Sailor Moon) tem por ele. E ele era outro a sempre me salvar nas minhas brincadeiras imaginárias com as rosas que ele lançava.

Lantis, Gambit e Logan

Lantis – Esse era frio de tudo, mas eu simplesmente era uma menina muito fácil e logo caí nos braços imaginários desse personagem das Guerreiras Mágicas de Rayearth. Ok, na época sem a zona que é a infância de hoje eu mal sabia o que era namorar, então ele sempre me salvava dos perigos e ouvia os suspiros, hehehe.

Gambit – O meu predileto no desenho que passava na Globo, e eu sempre era a Vampira, lógico, assim ele sempre me salvaria do Magneto e dos Robôs enormes. Não me salvaria não, porque a Vampira é forte e sabe lutar! E nessa época eu já estava ficando meio “feminista”.

Wolverine – Minha última paixonite de criança. Cara mau, forte, bonitão, nervozinho… Ah vai! Com Hugh Jackman no papel quem não se apaixona?

E vocês meninas? Quais suas paixonites de criança?

Você também pode gostar desses

4 Comments on Os Amores Platônicos da Minha Infância

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *