Leituras: A Dança dos Dragões | George R. R. Martin

A Dança dos Dragões

Ilustração da capa do livro, onde um dração enorme e negro encara a pequena Daenerys em meio a um mar de pessoas que assiste da arquibancada

Sinopse

O Norte jaz devastado e num completo vazio de poder. A Patrulha da Noite, abalada pelas perdas sofridas para lá da Muralha e com uma grande falta de homens, está nas mãos de Jon Snow, que tenta afirmar-se no comando tomando decisões difíceis respeitantes ao autoritário Rei Stannis, aos selvagens e aos próprios homens que comanda. Para lá da Muralha, a viagem de Bran prossegue. Mas outras viagens convergem para a Baía dos Escravos, onde as cidades dos esclavagistas sangram e Daenerys Targaryen descobre que é mais fácil conquistar uma cidade que substituir de um dia para o outro todo um sistema político e económico. Conseguirá ela enfrentar as intrigas e ódios que se avolumam enquanto os seus dragões crescem para se tornarem nas criaturas temíveis que um dia conquistarão os Sete Reinos?

Sou de câncer, sou dramática

Eu já havia lido os outros volumes d’As Crônicas de Gelo e Fogo havia um bom tempo. Lembro de carregar esses livros enormes pra lá e pra cá quando comecei a trabalhar logo depois de formada. Gramatura horrenda mesmo, que deixa o livro gigante e pesado de se carregar, aliás.

Pra resolver o problema, arrumei um e-book deste quinto volume para ficar mais fácil o que não adiantou muito, já que demorei mais de dois anos pra terminá-lo. Achei que era algum tipo de maldição, praga, carma, qualquer azaração possível porque eu não conseguia engrenar na leitura dele. Li até outros livros no meio do caminho, mas ele sempre ficava pra trás. Então resolvi que esse ano eu tinha que terminar! Nem que fosse de outra maneira. E pá! Foi lembrar da existência de audiobooks e fui salva.

Achei um link na internet com o livro todo em áudio e colocava o bendito pra tocar enquanto estudava desenho. Foi minha salvação. Em pouco mais de uma semana terminei o livro, que só ficou interessante mesmo lá pro final.

O que achei

Capa do livroTive que reler o começo várias vezes, e como ele é arrastado. A gente vai passando pela vida em Westeros, Muralha… e nada parece que vai acontecer. Quando acontece você está lá pro final do livro, mais especificamente lá para a página 800 e qualquer coisa e então o circo começa a pegar fogo! Se você viu a última temporada da série, sabe o que eu tô falando.

Não sei se foi por conta de ter ouvido a passagem, mas a cena de Cersei Lannister respondendo pelos pecados dela foi emocionante, forte, bem como me lembrava na série, mas como temos os pensamentos dela descritos no livro a coisa fica melhor a cada passo que ela dá. Pra mim a melhor passagem deste volume.

No todo vemos todo o tabuleiro se mexendo para quem sabe coisas mais emocionantes num próximo livro. Diz a lenda que serão sete, então imagino o sexto sendo mais enrolado ainda ao me ver, principalmente se for tão grande. Fiquei na dúvida se o sexto livro vai seguir a mesma linha da série, que aliás seria bem interessante, pois alguns personagens tem os destinos mudados, e eu acho que a solução da HBO foi bem legal.

No geral, apesar de achar o começo bem massante, a historia me prendeu novamente e eu fiquei realmente desejando o próximo livro. Enquanto o sexto livro não sai, para meu alívio, já que demorei tanto esse, vou aproveitar e devorar vários!

Você já teve um livro desse, encantado, que você nunca acaba? Já leu este? Conta aí nos comentários!

Sinopse do Skoob.

Vídeo: Morando Junto

Morando junto

Capa do vídeo com texto Morando Junto e eu cara de indagação segurando duas escovas de dente

Quando a gente fala sobre conviver muita coisa pode entrar em jogo na conversa. Se dentro de uma casa cheia de gente da família muita coisa já acontece, imagine morando junto com pessoas de lugares diferentes? Cada um com seu jeito e peculiaridade?

Hoje no vídeo eu falo um pouco sobre o que aprendemos quando vamos morar junto de pessoas que não são da família, pode ser um amigo pra dividir apartamento, uma república ou até mesmo se estamos em um relacionamento amoroso.

Já escrevi sobre isso uma vez no blog tem algum bom tempo, mas resolvi falar de uma maneira mais leve e com a cabeça que tenho hoje. Afinal, estamos em constante aprendizado e evolução, não é?

Se você gostar, se inscreve lá no canal!

Segue o vídeo:

PS.: Tô de cabelo novo, vocês viram? =P

Como cuido do meu cabelo curto

Cuidados com cabelo curto

\fto minha de cabelo bem grande, segurando um raminho de zamioculca em frente ao rosto. Ao lado uma outra foto, mais recente comigo de cabelo curtinho.Meu antes e depois.

Ano passado deu a louca mais uma vez e eu resolvi cortar o cabelo curtinho. Lá fui eu levar a inspiração pro meu pai, que além de fazer parte da minha vida como um bom pai, ainda é meu cabeleireiro de confiança desde meus primeiros fios na cabeça. Só ele tem a permissão de fazer e acontecer aqui nessa madeixa.

Levei uma foto de Ruby Rose, maravilhosa em XXX (aquele filme com o Vin Diesel) e ele foi lá e PUF! Cortou tudo.

Contei um pouco sobre as vantagens e desvantagens do cabelo curto em um vídeo lá no canal, só que além dessas coisas, minha rotina cabelística deu uma boa mudada e por isso vim aqui contar pra vocês essas mudanças de cuidados.

Embalagem do Cereal Killer da Lola Cosméticos, uma pomada para cabelo, com desenhos de folhinhas e corações ao redor

Mantendo ele no lugar.

Só quem tem o cabelo curtinho sabe o estado que ele acorda. É a hora do seu marido/namorado/noivo te zoar tudo que você zoou eles nos dias que ele acordou descabelado. Cada pedaço vai para um lugar, cada ponta fica de um jeito, uma loucura. Então todo dia é bom molhar o cabelo cedo, ou pra sair.

No meu caso (não sei se acontece com cabelos enrolados) o cabelo é liso e ele fica caindo no rosto ou vira as pontinhas pro lado errado quando seca. Como eu não manjo nada de fazer escova e usar coisas quentes pra modelar o cabelo, eu comprei uma pasta ótima liberada pra low poo e no poo da Lola. Foi amor logo de cara! O cheirinho é delicioso e deixa meu cabelo como eu quero! O segredo é passar uma quantia boa e amassar com as mãos pra dar aquele ar “acordei desleixada” que a gente adora.

Embalagem Elseve Light Poo com folhinhas desenhadas.

Lavando a Juba.

Cabelos curtos ficam muito mais oleosos porque a oleosidade normal do cabelo tem menos comprimento de fio para percorrer. Apesar disso eu já lavava meu cabelo diariamente por ele ficar oleoso e por conta dos meus treinos de kung fu, então pra usar um produto melhor e cuidar também das cores do meu cabelo, comecei a usar este shampoo da Elsève Light Poo e achei ótimo! Como ele está bem curto uso pouco produto e ele fica cheirosinho!

Economize, mas não descuide.

Apesar de estar economizando bastante com tinta colorida e produtos, a gente não pode descuidar do cabelo! Como corto ele todo mês ele está sempre sendo cuidado neste sentido, mas tenho que hidratá-lo para que não fique muito seco, espetado e sem brilho, principalmente porque tenho descoloração nos fios. Por isso de 15 em 15 dias eu faço uma hidratação nele. A cada 20 dias também arrisco uma reconstrução para ajudá-lo a ficar mais brilhante e saudável.

Não tem muito segredo e muitas mudanças, mas sempre é bom dividir aqui no blog essas coisas de cabelo que vou descobrindo e mudando. Quem sabe vocês também não vêm com alguma dica né?
Quem aqui já se rendeu aos curtinhos? Conta pra mim nos comentários!

Evento: Semana Monteiro Lobato 2017 – #SML2017

Semana Monteiro Lobato em Taubaté

Eu, Renata Cundari, Armindo Ferreira, Má Moraes, Thiago Galvão e Marcela Cerqueira numa selfie.

Um convite delicioso

Este ano fui convidada para um evento que já está no meu coração, a Semana Monteiro Lobato, lá em Taubaté, terra do escritor. Organizada pelo Almanaque Urupês, pelo Taubaté Shopping e pela Livraria Leitura, o evento reuniu uma programação maravilhosa entre os dias 19 e 23 de abril.

Vários nomes de peso passaram por lá, como Carina Rissi, Carolina Munhoz, Raphael Draccon, Heloisa Prieto e Bruno Honda, e eu fui convidada, juntamente com outros criadores de conteúdo aqui da região do Vale do Paraíba, para falar sobre produção de conteúdo digital por aqui.

Thiago Galvão, eu, ma Moraes, Marcela Cerqueira e Armindo Ferreira.

Thiago Galvão olhando para mim, que estou falando no microfone, ao lado, Ma Moraes.

A mesa dos boletos

Foi bem legal reencontrar pessoas que sigo aqui do Vale. Eu, Má Moraes, Marcela Cerqueira, Armindo Ferreira e o mestre de cerimônias Thiago Galvão falamos sobre como é complicada a relação entre as marcas e o produtor de conteúdo por aqui, de como mantemos os trabalhos paralelos da nossa vida “na internet” para pagar os boletos que chegam no fim do mês, mudanças de regras nas plataformas, etc.

Ganhamos um kit fofíssimo pela participação, com direito até a pó de pirlimpimpim!

Eu e Draccon no maior papo.

Carolina Munho e eu.

Autógrafos e espaço pra uma fã.

Fora a mesa, aproveitei para ficar na palestra super legal com Carolina Munhoz e Raphael Draccon, escritores brasileiros que eu adoro e sigo faz tempo nas redes sociais. Draccon é meu querido por conta da trilogia de livros Dragões de Éter que eu adorei ler. Infelizmente não tinha livros para autógrafo, mas fiz questão de tirar foto com os dois.

Eu segurando a pelúcia do Jovem Link, personagem do Zelda, e Camila Loricchio.

Ainda encontrei minha amiga e eterna bixete da faculdade, Camila Loricchio, que é escritora e estava com livros dela numa máquina linda que você podia pegar livros. Aliás indico muito a trilogia Castelo de Cartas.

Eu usando um capacete de papelão criado por Bruno Honda, que estava na exposição dele.

Caixas da exposição de Bruno Honda

Leitura e Arte

Pude ainda conferir a exposição do Bruno Honda, criador do famoso Mônica Toy, animação bem simplificada e engraçadinha da Turma da Mônica. O cara manda muito bem e fiquei só alí babando nas artes que ele faz em coisas que provavelmente jogaríamos fora, como desodorantes e caixas de pizza.

Pra completar a felicidade, estava rolando a exposição Donas da Rua, com artes de personagens da Turma da Mônica feitas por artistas que admiro muito. Mas é tanto que deixei isso pra falar em um próximo post e dar a devida atenção. Calma que logo ele chega.

E você, conhecia o evento? É da região? Conta mais se você foi e o que achou =D