Meme

Meme que recebi da Regina

* Listar 5 obsessões/apegos/manias
* Postar as regras
* Indicar mais 5 pessoas

1- Mania de organização. As coisas tem que estar em seu devido lugar e não parecer bagunçado, só assim sou feliz. Na TPM sai de perto, viro a Dona Maria.

2- Sempre que chego em casa da rua, ou quando chego em algum lugar, como restaurante, escola, faculdade, etc, preciso, necessito lavar as mãos. Sinto elas sujas, e isso me incomoda.

3- Odeio quem larga torneira ligada, luz acesa, Tv ligada, sempre apago!

4- Minhas pastas do PC têm que estar arrumadas sempre, e o Desktop nunca deve estar cheio de ícones. Detesto muitos ícones.

5- Mania de Customizar. Tudo meu é colorido e alegre, não gosto de nada sem cor, por isso tenho mania de customizar minhas coisas: roupas eu corto, colo, prego, paredes(VHS ou tinta), cadernos, livros, tudoooo!

Sete Vidas

Ontem assisti ao filme “Sete Vidas”, com Will Smith, dirigido por Gabriele Muccino, o mesmo italiano que dirigiu “A Procura da Felicidade”, também com Smith. Se forem assistir, levem suas caixinhas de lenço. Chorei rios (tá é uma hipérbole, mas foi quase isso).

O filme começa bem confuso, nos primeiros trinta minutos de filme eu estava mais que boiando, mas do nada tudo começa a se encaixar: Ben Thomas é um fiscal da Receita Federal que está a procura de 7 pessoas boas para ajudar. Tudo corre bem até que Ben conheçe Emily Posa, uma tipógrafa que tem problemas cardíacos. Ela custa a confiar que ele só deseja ajudá-la, e quando percebe, a coisa toma rumos bem diferentes do que ela imaginava.
Como li no Omelete: “nos últimos minutos, você vai ficar torcendo para que sua inteligência tenha te deixado na mão e tudo aquilo que você imagina que vai acontecer não se concretize. De novo, pegue sua caixa de lenço de papel. Mas fique alerta, pois o choro também pode ser de raiva e/ou incredulidade.” O que é a mais pura verdade, mas o meu choro foi de tristeza.


LEGO

Eu quando era pequena tinha meu brinquedo predileto: minha caixa de LEGO(que amo, e tenho até hoje). Ele permite que você monte o que quizer e com ele eu e meu irmão viajávamos o mundo, explorando o fundo do mar, voando pelos continentes ou apenas abrindo um negócio próprio. Eu acho que é um brinquedo que estimula demais a criatividade, e eu acho que muito do que faço hoje deve ter frutos aí. 

Em 1916 um mestre carpinteiro dinamarquês chamado Ole Kirk Christiansen adquiriu uma loja de artigos de madeira. Em 24 sua oficina se incendeia, acidente causado por seus dois filhos, mas ele vê ai a oportunidade de ampliar sua oficina. Logo depois veio a Crise de 29 e para cortar gastos, ele começou a produzir seus produtos em escala menor, a partir daí ele se inspirou em produzir brinquedos, e em 1932 os brinquedos de madeira começaram a sermanufaturados e comercializados por Ole Kirk, entre os brinquedos estavam carrinhos de puxar, cofrinhos de porquinho, carrinhos e caminhões. Só em meados dos anos 50 que nossas amadas peçinhas de montar surgiram! 
Alguns nomes que Ole Kirk considerava possíveis para o nome da marca: Legio (no sentido de uma “legião” de brinquedos) e Lego, uma expressão criada a partir da frase em dinamarquês leg godt, com o significado de “brincar bem”. 

O fotógrafo Mike Stimpson é um cara que é viciadinho em Lego, e curte tirar fotos recriando cenas famosas em Lego. Para visitar o Flickr do rapaz, clique aqui