rumo aos trinta: foto de um pedaço de bolo com velas

Eu andava muito dedicada, toda preparada, toda disciplinada. Estava programando posts, selecionando os temas para dar um rumo ao blog e cuidando de tudo direitinho. Acontece que na vida, a gente tem que priorizar as coisas, nosso tempo é curto, temos que trabalhar e ainda tem que sobrar tempo para o marido, estudos, hobbies, e quando vemos o dia precisaria ter 120 horas para que conseguíssemos fazer tudo.

Os posts estavam prontinhos até junho, aí eu desandei. Hoje é dia cinco e em outro momento eu estaria entrando em pânico que não tenho nada agendado para esta semana ou a próxima. Tenho sim muitas ideias, mas cadê o tempo? Depois que criei a Alpaka meu tempo é dedicado a ela, mas sempre achei um jeitinho de encaixar o blog por aqui. Acontece que o blog, por mais que seja minha paixão, não me trás nenhum retorno financeiro, e eu acabei dedicando tempo de estudo e criação de coisas novas para ele. Confesso, fiz errado. Tenho que focar minhas energias onde eu quero que dê certo, mas meu amor pelo mundo bloguístico é tão grande que me deixei levar. Eu amaria que ele fosse a parte “certa” da minha vida, mas não consigo escolher nicho, amo escrever e estou me encontrando nas newsletters. Tenho um cara muito bacana (Arthur! MUITO OBRIGADA!) me ajudando com SEO e tentando melhorar o blog desde o começo do ano, ele diz que adora meu trabalho aqui e quase morre de saber que faço tudo isso aqui, todo esse conteúdo 100% original, de graça. E como tá difícil impulsionar tudo isso! Aí aconteceu: a BAD bateu.

Eu já tinha falado aqui que queria que o blog fosse algo leve, mas eu não tomei nenhuma atitude pra resolver isso. Na verdade só algumas poucas: instituí que só posso postar e escrever posts DEPOIS do meu horário de trabalho. Como eu que faço meu horário, dei umas escapulidas, claro. Diminui um post por por semana, mas resolvi gravar vídeos, que me consomem um dia praticamente que inteiro entre gravar e editar. Ou seja, cadê o foco Michelli?

Esse espaço me trouxe tanta coisa, tanta gente, tanta oportunidade que ele faz parte de mim já. Tenho blog há 17 anos, cresci vendo os pastos dos diários virtuais se tornarem prédios enormes de propaganda e acabei ficando nessa terra de ninguém. A maioria das meninas que eu seguia, que tinham blog, acabaram também por ir embora. Algumas, as que tornaram isso profissão, ficaram. Eu continuo aqui, como prova de que eu não desisto fácil.

Agora tenho menos de 365 dias para completar meus 30 anos e continuo repensando muito no que faço aqui, se tem serventia, se alguém nesse mundão sem fim ainda me lê e se vale a pena continuar dando murros em ponta de faca. Minha terapia está me fazendo repensar em muita coisa e nisso acabo me encontrando. Eu AMO dividir coisas legais com as pessoas, mas a internet de meu deus tá ficando cada vez mais complicada pra gente se reinventar. Já tentei muitas coisas, sei que consigo dividir minhas experiências em outros canais, mas escrever, apesar de eu ser bem visual, ter minhas ilustrações e tudo mais, escrever me trás uma paz sem igual.

Estou aqui, chacoalhando a poeira pra não deixar vocês e me preparando para meus próximos dias até os 30, que tenho certeza que serão incríveis. Aguardem as cenas dos próximos capítulos.

Você também pode gostar desses

8 Comments on Rumo aos Trinta

  1. O pior é o tanto de coisa que aparece pra fazer e cada dia mais o tempo parece diminuir…
    Eu também estou em um ritmo desse jeito, mil coisas pra fazer, refazer, concluir, iniciar que acho as 120h um tempo bem válido para o dia!
    Vivo ouvindo que pra fazer tudo que você quer, você tem que “administrar melhor seu tempo”, mas não sei até que ponto minha mente consegue separar as prioridades, ja que se fosse possível, eu faria de tudo no mesmo dia.
    Eu sou difícil de escrever pra me expressar, até mesmo nao sei demonstrar muito afeto, orgulho ou até mesmo carinho que eu tenho pelas pessoas, mas como escrever é algo que te da Paz, como você disse, acredito que mesmo você achando que talvez possa ser algo que nem todos estão buscando hoje em dia ( porque ja vi gente falando que não lê alguma coisa na Internet porque tem muito “texto”.),que você continue com isso que te deixa zen, porque acertar nisso ja te ajudará bem mais doque o arrependimento de um dia ter parado.

    Continua sim, faz texto, vídeo, arte e tudo mais que te traz pra você mesma, sua propria paz de espírito.

    Zaijian!!!

    Sei lá…me expresso melhor de madrugada? Vai saber né kkkkk…

  2. Eu acho que seu blog tem um conteúdo tão bacama que vale a pena continuar investindo nele sim. Claro que dar prioridade as responsabilidades que dependem da gente (e que a gente depende delas, né?) A Alpaka é maravilhosa e espero que continue crescendo.
    E que vcs se resolva e consiga conciliar o tempo para não ter que sair faqui.. 24 horas é pouco, né?
    E ESTOU CHEGANDO NA CASA DOS 30 TBM CHELL SOCORRO

  3. também estou bem mais perto dos 30 do que dos 20 e isso faz a gente ter várias crises de identidade, né? também passei (e passo) por isso. ainda não sei bem o que tô fazendo aqui e porque ainda tô aqui, mas né, vida que segue.
    adoro o seu blog, acho que você deveria continuar sim, mas respeitando as suas prioridades. sempre achei que o blog deve ser um escape, não uma obrigação. 🙂

    espero que tudo dê certo pra você!

  4. Eu entendo bem quando bate o desanimo. Já aconteceu comigo várias vezes e agora to tentando erguer o blog de novo. Depois de ter filho ele ficou bem as traças e tudo mais.
    Espero que você esteja sempre aqui com bad ou sem rs. Gosto muito do seu trabalho e dos seus posts aqui.
    Abraços.

  5. Não poderia entender mais o seu sentimento. rs
    A grande diferença é que meu blog fica meses abandonado pq não dá pra tudo!
    Mas escrever é tão bom, quando eu releio alguma coisa que escrevi me faz tão bem, eu consigo analisar as minhas mudanças, as coisas que não mudaram, gosto de ver como me sentia, o que estava acontecendo…

    enfim, meu comentário não vai servir pra te ajudar, só pra dizer: tem muita gente nesse barco que vc está, os 30 batendo na porta (eu faço 28 esse ano) e muita coisa que quero realizar e o foco fica comprometido. Ms olha que beleza podermos pensar e falar sobre isso pq vc fez um post sobre seus sentimentos!

    Boa sorte pra nós. 🙂

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *