dança

Vídeo: Kung fu vs. Dança | Chell e Jubaloo

miniatura_video_kung_fu_danca_blog

Quando comecei a praticar kung fu eu vim aqui no blog e contei como estava sendo essa experiência, e hoje eu vim mostrar um desafio com a querida Jubaloo, creator aqui do Vale do paraíba, que tem um quadro super legal no canal dela que se chama “Jubailando”.

Ela é professora e praticante de dança há anos e vai me ensinar alguns passos para repetir. Já eu, pratico kung fu há 2 anos e meio, e como uma padawan vou ensiná-la alguns movimentos da arte marcial. Vem rir com a gente!

E se você ainda não é inscrito no canal, arruma isso!

Informações do Vídeo

Academia Deborah Barreto
R. México, 73 – Vista Verde, São José dos Campos – SP
Telefone: (12) 3929-7797

Associação Long Teh – Kung fu e Tai Chi

Av. Andrômeda, 2949 – Bosque dos Eucaliptos, São José dos Campos – SP
(12) 3916-3377

SEGUE A JUBALOO
Snapchat – jubaloochannel | Instagram | Facebook

ME SEGUE
Snap – merylliel | Instagram | Twitter | Facebook

Dança do Ventre

Dança do Ventre

“A dança do ventre é uma famosa dança praticada originalmente em diversas regiões do Oriente Médio e da Ásia Meridional. De origem primitiva e nebulosa, datada entre 7000 e 5000 a.C, seus movimentos aliados a música e sinuosidade semelhante a uma serpente foram registrados no Antigo Egito, Babilônia, Mesopotâmia, Índia, Pérsia e Grécia, e tinham como objetivo preparar a mulher através de ritos religiosos dedicados a deusas para se tornarem mães. Com a invasão dos árabes, a dança foi propagada por todo o mundo. É composta por uma série de movimentos vibrações, impacto, ondulações e rotações que envolvem o corpo como um todo. Na atualidade ganhou aspectos sensuais exóticos, sendo excluída de alguns países árabes de atitude conservadora.”
Wikipédia

Dança do Ventre

“A dança do ventre mexe com a fantasia e o emocional, estimulando o corpo e acabando com as inibições. Quem acha que tem o corpo feio, vai descobrir uma silhueta linda, num processo natural”, diz a professora de dança do ventre, Lulu Sabongi.

E eu comecei a fazer Dança do Ventre. Meus dias são cheios e eu tenho ficado cansada demais pra acompanhar a academia de noite, então resolvi entrar e fazer o que eu gosto: DANÇA! A única disponível pra mim era a dança do ventre e eu resolvi experimentar. Não é que é super legal? Achei que não ia ser nenhum esforço e nada ia doer, estava muito enganada! Acordei com dor no corpo todo, depois de requebrar ele todo. Achei a dança bem linda, diferente e me ajuda muito como exercício, já que aprendi que não posso viver sem eles graças ao computador. O que é caro na situação são as roupas, mas ainda nem comecei a ver direito, e mesmo sendo meio “salgadinhas” elas são megamente lindas, né?
Estou adorando, e assim que tiver apresentação rolando eu coloco fotos por aqui!

Fonte: Terra