lápis de cor

Comparação: Prismacolor vs. Faber Castell Polychromos

Qual lápis de cor comprar? Faber Castell Polychromos ou Prismacolor?

Lápis de Cor Prismacolor

Eu e os lápis de cor da Prismacolor Premier

Eu nunca fui muito a fim de lápis de cor para colorir desenhos, mas de uns anos pra cá eu fiquei bem viciada neles. São mais práticos pra carregar nas viagens que faço pra Minas para visitar minha família e eu comecei a me arriscar mais nas cores pra me acostumar a colorir as coisas que eu faço – pois sempre achei que se eu colorisse eu estragaria tudo. Com isso eu pedi pro meu irmão me mandar há uns anos atrás uma lata dos lápis de cor da Prismacolor lá da Inglaterra, quando ele foi estudar por lá.

Eu fiquei com eles um bom tempo por aqui sem usar, não me acostumava por nada e toda vez que tentava apontar eles quebravam demais, tanto que alguns estão bem pequenos. Até que me dei conta que poderia tentar usar o estilete para apontar – lembrei da minha prima que fazia arquitetura e só apontava os dela assim – e pronto! Me acertei com eles e comecei a utilizá-los. Foi um caso de amor maravilhoso e eu adorei o acabamento que ele dá para os meus desenhos. As cores ficam bem vibrantes e bem lindas, como você pode ver nesse desenho que fiz.

Lápis de Cor Faber Castell polychromos

Eu e os lápis da Faber Castell Polychromos

Eu já havia comprado alguns lápis da Faber da linha azul e não tinha gostado nada deles. Achei que era bem difícil pegar no papel, as cores ficavam bem apagadas, manchavam muito e por isso as 12 cores que comprei acabaram ficando esquecidas por aqui. Até que um dia vi muitos ilustradores visitarem a fábrica da Faber Castell e uma querida amiga, Sabrina Eras, foi e me contou sobre uma caixa de lápis que ela ganhou da marca. Faber Castel Polychromos, lata verdinha, linha mais profissional. De acordo com ela o lápis mais macio que ela já usou na vida.

Coloquei então como meta de consumo e na viagem que fiz final de 2017 para França para visitar meu irmão, comprei uma caixa deles pra chamar de minha e voltei já colorindo com eles. Realmente macios pra caramba, cores vibrantes e maravilhosas! Nada parecidos com a linha vermelha(escolar) e muito menos com a azul. Dá pra ver um desenho que fiz com eles aqui.

Comparando os Lápis: Prismacolor Premier VS. Faber Castell Polychromos

Como as duas marcas são muito utilizados por ilustradores resolvi fazer um post comparativo, já que quando eu fui comprar eu tinha uma dúvida monstra de qual seria melhor e não achei nenhum lugar falando sobre isso, assim sendo resolvi fazer alguns testes e ver se eles realmente apresentam diferença. Para fazer isso eu escolhi cards de papel Hahnemühle YouTangle.art, um papel delicioso e bem liso, assim seria mais fácil sentir a diferença dos lápis. Usei o mesmo papel para os dois lápis.

Papel Hahnemuhle quadrado, latinha

Aí escolhi duas cores que tivessem alguma equivalente nas duas marcas, para conseguir observar com mais facilidade as diferenças. Peguei um azul claro e um rosa bem chiclete.

Prismacolor versus Faber Castell Polychromos

Colori então com pequenos movimentos circulares, segui o mesmo esquema para os dois lápis de cor, para ver se haveria alguma diferença no resultado deles, tanto fazendo um leve degradê da cor, quanto pintando de forma mais firme, para a cor ficar mais uniforme. Fiz iso com o azul e depois joguei o rosa para mesclar as cores e ver como elas iriam interferir na hora da mistura.

Gif Colorindo Com Lápis de Cor em pequenos movimentos circulares

O que os testes mostram?

Card com testes do lápis Prismacolor

Os lápis da Prismacolor Premier são bem macios e cobrem muito bem quando utilizados com um pouco mais de força. Os movimentos circulares garantem uma cobertura praticamente uniforme e as cores ficam bem vivas. Ele é bem fácil de trabalhar com degradês e faz uma boa mistura na hora de sobrepor cores.

Card com testes do lápis Faber Castell Polychromos

Os lápis da linha Faber Castell Polychromos são extremamente macios, cores vibrantes e cobrem super fácil o papel. Na hora de misturar e sobrepor as cores, a maciês ajuda bastante e fica mais fácil não marcar a junção das cores no papel.

Cards com os testes do lápis de cor Prismacolor e Faber Castell Polychromos lado a lado para comparação

Colocando as folhas lado a lado dá pra perceber que o Prismacolor garante um preenchimento mais uniforme quando utilizado com mais força ou camadas mais escuras, porém o Faber Castel permite uma mistura de cores e uma sobreposição mais uniforme e menos marcada, deixando o trabalho mais orgânico.

Conclusão

Prismacolor versus Faber Castell Polychromos

As duas marcas são realmente ótimas para se trabalhar. Na questão de cores todas tem ótimos pigmentos e deixam o trabalho bem bonito, o que vai ditar qual tipo de lápis seria melhor para você será o modo que você pretende trabalhar ou o resultado que você pretende obter.

Se você quer um toque de pintura mais leve, com bastante sobreposição de cores, a linha Faber Castell Polychromos vai ser super indicada pra você. Mas agora, se você quer algo mais vibrante e quer carregar mais nas cores e na força na hora de aplicar no papel, o Prismacolor Premier é um lápis que não vai te deixar nunca na mão e vai garantir ótimos resultados.

As conclusões eu tirei comparando as duas marcas são bem pessoais e tentei fazê-las da melhor maneira possível, porém lembro sempre que as ferramentas não fazem o artista que você é, então nada aqui é regra, viu? Experimentar e achar o que mais combina com seu estilo e seus estudos é sempre válido, este post não substitui um teste de materiais, mas visa apenas mostrar algumas diferenças dos lápis de cor para tentar orientar um pouco mais.

Quem já usou os dois concorda comigo? Você usa alguma outra marca que gosta bastante? Conta pra mim =D

Download: Wallpaper de Setembro – Torre Eiffel

Papel de parede Torre Eiffel

papel de parede torre eiffel aplicado em mockup

Antes Tarde do Que Nunca

Eu não esqueci do papel e parede de setembro não! Acontece que estou trabalhando muito em um projeto que caiu de surpresa pra mim e por isso não consegui trazer nenhuma arte exclusiva pro papel de parede, mas roubei lá do projeto #Agosto do Artista criado pela Dessamore que fiz mês passado, tag que a gente deveria fazer 20 ilustrações com coisas que a gente gosta e ir postando no Instagram.

Eu consegui completar ela direitinho e ainda cheguei em resultados maravilhosos em alguns trabalhos que fiz por lá. Fiquei extremamente feliz. Ultimamente só estes trabalhos tem me animado muito pra estudar e seguir desenhando com frequência, só agradeço quem os criou. AMÉM.

Não me segue no Instagram?
Vai lá http://www.instagram.com/chellbuzogany

Escolhi esta ilustração entre as vinte pra já deixar entrando no clima de viagem pois logo logo eu vou fazer uma bem gostosa, e se der tudo certo vou estar no meio do meu Inktober temático de 2017. Pode deixar que vou contar tudo aqui pra vocês, mas cada coisa em uma hora, né?

Para baixar é só clicar nos links abaixo,
de acordo com a resolução desejada:

1920 x 1080 | 1600 x 1200 | Celular

Torre Eiffel em caneta brush na cor preta com árvores floridas nas laterais

Material Utilizado

Compasso, caneta brush da Pentel, lápis de cor Prismacolor.

Ilustração: Looks de Louisa Clark

louisa_clark_3

Depois de assistir “Como Eu Era Antes de Você” eu saí do filme apaixonada em todos os figurinos de Emilia Clarke, que faz a gracinha da Louisa Clark (olha esses sobrenomes combinando). Com tanta paixão, amô e loucura nessas roupas divinas, coloridas e divertidas, eu comecei a desenhar alguns dos meus preferidos e resolvi trazer pra vocês verem.

louisa_clark_5

O que de cara mais me chamou a atenção no figurino foi a combinação das cores. A maioria das roupas é super colorida e divertida, principalmente as meias. Pena que por aqui é tão difícil achar meias-calças lindonas e coloridas assim por aqui.

louisa_clark_4

louisa_clark_6

A sobreposição de várias peças também me agrada muito e me lembra o estilo das meninas japonesas se vestirem nos doramas que costumo assistir. Fora as saias e vestidos todos super gracinha. O que vocês acharam?

louisa_clark_7

Materiais utilizados: Aquarelas Lukas e Winsor & Newton, pincel Cotman nº4 Winsor & Newton, lápis de cor Prismacolor e sketchbook A4 Hahnemühle.