música

Evento: FLIM – Festa Litero Musical 2017 | São José dos Campos

Festa Litero Musical 2017

Identidade visual da Flim

A Flim

Com o objetivo de se tornar um festival de qualidade no circuito alternativo, falando sobre música, educação, linguagens e artes de maneira geral, a FLIM acontece em São José dos Campos, estado de São Paulo e tem eventos, oficinas, shows e feiras gratuitas para quem quiser aproveitar.

No ano de 2017 o evento contou com mais de 50 atrações em três dias e teve a presença de convidados ilustres como Laerte, Adriana Couto, Chico Cesar e até show da banda As Bahia e a Cozinha Mineira. Além de toda a programação maravilhosa, o festival acontece no Parque Vicentina Aranha, um lugar que está entre os meus favoritos aqui da cidade.

Lousa da Letras e Lousas
Vera brilhando na sinalização improvisada. | Foto por Danilo Ferrara

Feira Livre Grafia

Pela primeira vez a organização do evento resolveu criar uma feira de artes gráficas para acontecer em paralelo com as atrações. Eu logo vi o edital e me inscrevi como ilustradora. Seria lindo mostrar meu trabalho para mais pessoas em um evento e em um lugar tão bacana. Felizmente fui selecionada e pude montar minha barraquinha – chamada carinhosamente de favelinha – para vender originais, prints, adesivos e roupinhas da Alpaka por lá, tudo com meus desenhos.

Vera e as coisas da Letras e Lousas
Minha queridíssima amiga Vera e as coisas lindas que ela faz no Letras e Lousas | Foto por Danilo Ferrara


Eu e minha favelinha. | Foto por Danilo Ferrara


Foto por Danilo Ferrara

Como foi?

Sobre a FLIM em si eu não posso falar muito, mas só ouvi elogios. É que onde eu estava sempre estava lotado de pessoas pra atender e dar atenção, o que foi simplesmente maravilhoso. Uma troca de energias deliciosa que eu nunca tinha experimentado. Tanta gente se encantando com tudo e querendo levar minhas artes que eu fiquei emocionada. Pra mim foi uma das melhores feiras que já participei.

Além disso pude conhecer pessoas muito bacanas que fazem trabalhos especiais como o da Helen do Aleatória é a Mãe, que lançou um livro por lá e já virou uma querida.

Eu e a Vera, minha amiga linda, suamos, endoidamos e mudamos várias vezes de lugar juntas. Foi apoio mútuo e sem ela tudo teria ficado mais difícil. Não daria pra fazer o post sem agradecer toda a ajuda que ela me deu. O trabalho que ela tem feito de quadro negro tem sido maravilhoso e cada dia a coisinha fica melhor! Acompanhem esta maravilhosa!

Eu e Helen
Eu e a Helen


Foto por Danilo Ferrara


Foto por Danilo Ferrara

Apesar de termos sofrido um pouco com a localização da feira, pois estava difícil do pessoal encontrar a gente, a galera do evento deixou a gente sair pro jardim e tudo foi resolvido. Eles foram super prestativos e ajudaram onde precisávamos. Espero que logo surjam novas feiras assim por aqui pra eu poder ir, porque foi sucesso!

Broadway Princess Party

broadway

Já imaginou ir em uma festa e ouvir todas as suas princesas preferidas cantando? Poisé, a Broadway tem todo meu respeito depois deste evento que, se um dia eu puder comparecer, tem cara de ser maravilhoso. Os anfitriões do “Broadway Princess Party” (nome em inglês para Festa das Princesas da Broadway) encontro que aconteceu em agosto do ano passado no “54 Below” (restaurante na Broadway) foram o diretor musical Benjamin Rauhala e a indicada ao Tony, grande prêmio do teatro norte-americano, Laura Osnes, interpretando Cinderella.

Claro que o encontro foi um recheio de músicas queridas por todo fã das princesas da Disney, (clicando aqui você consegue ver uma playlist linda cheia de magia no seu YouTube) teve participação de Adam Jacobs, ator que interpreta Aladdin no musical da Broadway em cartaz, mas teve atração a parte pra você poder se sentir uma princesa em várias outras ocasiões: os looks das moças. Algumas sutis, outras mais fáceis de descobrir, mas todas com características que só de bater o olho você sabe quem elas são.

broadway_princess_1Courtney Reed (Jasmine) | Steffanie Leigh (Aurora)

broadway_princess_2Desi Oakley (Ariel) | Arielle Jacobs (Pocahontas)

broadway_princess_3Caissie Levy e Laurie Veldheer (Elza e Ana) | Teal Wickes (Merida)

Fotos do Broadway World.

Pra quem é fã de musicais, Broadway, Disney, princesas, como eu, uma delícia de dar o play e soltar a voz em casa. O que acharam?

Tag: Viciados em Música

tag_musica

A fofinha da Ana Carô me indicou pra esse meme musical e eu tive que fazer porque música é uma coisa que me move. Quando coloco meu fone no ouvido e saio pra rua é como se o mundo tivesse mais cor e fosse um filme passando na minha cabeça. Viagem? Maluquisse? Sei lá, mas me sinto feliz demais e queria dar parabéns pra primeira pessoa que batucou em alguma madeira e achou que dava barato fazer aquilo.

Solta o play e pode ler o post!

1. Uma música romântica: Because You Loved Me – Celine Dion. É melosa sim, mas é uma música com uma letra tão maravilhosa que tinha que colocá-la aqui. Fora que Celine é diva maior, com uma voz linda e nem careta ela faz pra cantar, sai assim fácil que nem respiração.

“Por todas as vezes que você ficou ao me lado | Por todas as verdades que você me fez ver | Por toda alegria que você trouxe para minha vida | Por todos os erros que você fez tornarem-se certos | Por todos os sonhos que você fez tornarem-se reais | Por todo amor que encontrei em você | Eu serei eternamente grata, baby.”

2. Uma música que te define: Defying Gravity – Idina Menzel. Foi sofrimento demais escolher essa, mas acho que ela combina comigo, principalmente no momento que estou agora. Além de ser maravilhosamente interpretada por Idina Menzel e ser parte de um musical que sonho em ver: “Wicked”.

“É hora de tentar | Desafiando a gravidade | Dê-me um beijo de adeus | Eu estou desafiando a gravidade | Acho que vou tentar | Desafiando a gravidade | E você não vai me derrubar”

3. Que música não sai da sua cabeça? Part of Your World – Alan Menken e Howard Ashman.Sim, é Pequena Sereia e sim, eu cantarolo SEMPRE. Seja em inglês ou português, sempre estou lembrando dela. Acho que é nesse momento que Ariel coloca seus sonhos pra fora, se sente motivada e empoderada, diz muito da personagem e me faz pensar nos meus sonhos.

“Durante a noite | Durante o dia | Lá eles andam com alegria | Tudo eu faria | Eu só queria | Ser desse mundo.”

4. Uma música que quando você ouve, você chora: I Don’t Wanna Miss a Thing do Aerosmith. Não adianta, eu tentei achar outra, mas meu espírito de viciada em trilhas sonoras não me deixou. Quando namorava à distância era só ouvir ela e era batata começar a chorar, e fiz isso até no meio da rua uma certa vez. A letra é bonita, cheia de sentimento e é rock dos bons.

“Não quero fechar meus olhos | Não quero pegar no sono | Porque eu sentiria a sua falta, baby | E eu não quero perder nada | Porque mesmo quando eu sonho com você | O sonho mais doce nunca vai ser suficiente | Eu ainda sentiria a sua falta, baby | E eu não quero perder nada.”

5. Qual é sua música predileta no momento? Delilah – Florence and The Machine. Porque é Florence, ela é linda, as músicas novas estão me fazendo amar mais ainda ela.

“É um tipo diferente de perigo | E meus pés estão girando por aí | Nunca soube que era uma dançarina | Até que Dalila me ensinou”

6. Que música você não consegue gostar? Sertanejos e Funks muito cheios de letras malucas. “Você me beijou e eu voltei do espaço com poeira da Lua no sapato”, mas se você beija alguém você não deveria IR pra lá e não voltar? Tipo… eu questiono as letras de algumas músicas sim e morro de rir com elas. Funk muito cheio de p*taria pra mim também é demais, a Ludmila faz uns tão legais, porque o povo não se inspira? Mas essa sou eu.

7. Cite um trecho de sua música predileta: Shake it out – Florence and The Machine. Foi a que lembrei aqui porque eu acho legal a letra por me fazer pensar em esquecer o que tem de ruim e seguir em frente.

“Shake it out, shake it out, shake it out, shake it out | And it’s hard to dance with a devil on your back | So shake him off”

8. Sua música predileta brasileira: Como Eu Quero – Kid Abelha. Me desculpem se sou muito romântica e melosa, mas tô aqui pra provar que quem é de câncer consegue ser bem grudento, né? Então como eu escuto pouca coisa nacional, não me orgulhando muito disso, essa é uma daquelas que começa a cantar e eu sigo junto felizona.

“Diz pra eu ficar muda faz cara de mistério | Tira essa bermuda que eu quero você sério | Tramas do sucesso mundo particular | Solos de guitarra não vão me conquistar”

9. Abra seu player em modo aleatório e diga qual é a 5ª música a tocar: Eye of The Tiger – Survivor. Olha minha playlist nunca me desapontando nessa vida! Adoro trilhas, adoro Rocky, adoro exercícios e essa música dá um gás inexplicável!

10. Tagueie 5 blogs: E as escolhidas são a Cris, a Re, a Stephanie, a Babee e a Thais.

E ai? Gostaram?

Meme: Vezes que a vida me fez rockeira

Lembra daquele monte de recorte que você tinha da Avril Lavigne? Aquela banda que você conheceu assistindo One Tree Hill ou The OC? Aquele festival super hardcore (não) que você ia com os migos? Nós e o mundo queremos saber quais foram as principais vezes que a vida te fez rockeira! Oferecimento Rotaroots.

rockeira_1

Com certeza ir aos “Rock in Rios” em 2011 e 2013 foi crucial pra vida me fazer muito rockeira. Camisetas pretas, gente chacoalhando o cabelo e muitos pulos, gritos e até o namorado me levantando pelo ombro (ok, eu sei que não devemos fazer isso, mas foi uma vez e foi bom demais!). Foram shows ótimos, dias muito bons e cheios de muita música boa. Pra quem vai este ano, tem post com dicas aqui no blog.

rockeira_2

Pra me sentir uma rock girl quase que completa, fugir um pouco do carnaval e ir nos eventos de Grito Rock contribuem pra essa vida de gente que veste preto. A primeira vez fui com duas amigas, na época não havia lei de proibição de fumo em lugares fechados e conforme a noite foi entrando a coisa foi ficando feia, mas foi divertido. Deus abençoe que hoje temos essa lei linda, mas que muita gente ignora. Depois dessa ainda fui mais umas duas ou três vezes prestigiar o evento mais réckenrrou do carnaval.

rockeira_3

Pra hoje eu ser uma amante do rock eu tenho que agradecer algumas pessoas. Primeiro a minha colega Beatriz, a primeira pessoa que ficou minha amiga quando mudei de colégio na sexta série e que era uma rock girl completa, com anéis de caveira e roupas pretas. Desculpa por falar mal das suas bandas, hoje eu escuto quase todas e você era um ser mais evoluído que eu naquela época, hoje reconheço, hehehe. Em segundo lugar, meu irmão. Ele me fez ouvir Chop Suey do System of a Down pela primeira vez e eu apaixonei na música que estava em uma montagem de filme do Final Fantasy e que eu ouvi em loop milhões de vezes. Em terceiro vem o noivo, que é rockeiro desde sempre e me apresentou muitas bandas boas, principalmente de rock clássico e coisas mais antigas. Depois disso foi só começar a pesquisar e cair na vida de rock.

Bandas que eu escuto: AC/DC, Led Zeppelin, System of a Down, Slipknot, Avantasia, MUSE, Queen, Rammstein, U2, Aerosmith, Matanza, Paramore, The Runaways, Foo Fighters, Journey, Iron Maiden… e por aí vai. Hoje estamos aí viciadas em rock e é isso que move a gente, né?

Ilustrações: Euzinha.