rock in rio

Rock in Rio 2013 : Eu fui!


Finalmente chegou o dia de pisar novamente na Cidade do Rock e poder pular, sentir dor e suar com aquele bando de camisetas pretas!
Como perdemos a venda do RioCard, tivemos que ir de taxi/ônibus. Taxi até o terminal Alvorada e de lá um ônibus para a Cidade do Rock. Foi bem tranquilo! Dizem que nos primeiros dias foi sufoco, mas estava tudo bem organizado! Este ano chegamos um pouco mais tarde, umas 15 horas e ficamos mais de uma hora para entrar, o que foi bem chato. Outro fato desagradável: podia entrar com garrafa de água? Podia, mas só sem tampa. Agora eu te pergunto, POR QUÊ? Duas águas pro lixo e outras eu salvei escondendo as tampas nos bolsos e no sutiã. Se a preocupação com as águas era grande, com armas não, porque ninguém me revistou e nem as pessoas que estavam comigo. Ainda bem que nada de mau aconteceu.


Casal Rockenrrou!
O QUE LEVEI? 1l e meio de água (que virou 1l), 3 sandubinhas caseiros com presunto, queijo, alface e tomate, 3 barrinhas de cereal, duas maçãs e balinhas e chocolates. Foi mais do que necessário! Bem alimentada o dia todo e só gastei com um sorvetinho de pistache que fiquei com vontade, ou seja, aprendi com meu primeiro Rock in Rio.


Zépultura
Lá dentro assisti ao show do Helloween, bem legal e lotado para show do sunset, acho que da próxima vai pro palco mundo e dalí já esperamos pelo Sepultura com Zé Ramalho que foi uma surpresa. Não gosto de Sepultura, mas a junção dos dois ficou surpreendente boa. “Admirável Gado Novo” ganhou meu coração. Tenho que confessar que esperava mais do som desse palco esse ano, mas pelo visto, o som dele será ruim eternamente.

Enquanto Slayer tocava, fomos dar uma olhadinha pelos estandes do evento e fizemos selos com nossas carinhas no Correio. Ainda dava pra você mandar cartão postal do evento com seu selinho pra quem você quisesse. Fofo, né?

Dali foi palco mundo com Avenged e Iron. Não sabia muito o que esperar do show do Avenged Sevenfold, não conhecia muito a banda e o pouco que conhecia eu nem gostava muito, mas tenho que dizer que o show deles foi bem animado e bem legal, cheio de fogo no palco e animação do pessoal da banda.


Iron Maiden

Iron dispensa apresentações, foi nessa hora que o pessoal delirou, desmaiou, pirou e gritou até ficar sem voz. Eu que nem fã sou, cantei todos os “ôôôs” e refrãos em meio a pulos com a galera e delirando com o namorado.

Banheiros como sempre, bem tranquilo de usar, nada sujo e demorado. Comidas eu não sei, pois levei a minha e em resumo, foi tudo bem legal e divertido. Quem sabe 2015 eu volto.


Rock Street

Dicas: Rock in Rio 2013

dicas_rock_in_rio_1

Em 2011 eu e o namorado nos aventuramos no Rock in Rio. Foi uma experiência sem igual! Cheguei a fazer posts antes e depois do festival, com dicas pra quem ia para a cidade maravilhosa aproveitar este que é um dos maiores festivais de música do mundo. Este ano resolvi compilar tudo que passei na outra edição e juntar com as regras do site pra você ir se divertir por lá, que tal?

COMO CHEGAR?

Para evitar confusão de carros e incentivar a galera a ir de ônibus, o evento conta com cartões especiais Rio Card. Esses passes permitem você pegar um ônibus especial do evento que te deixa 500 m da entrada. Eles são meio salgados (50 dilmas), mas compensa pela facilidade e praticidade de ir e voltar do evento com rapidez, conforto e segurança. Os ônibus partem de 15 lugares diferentes da cidade do Rio.

Além disso existem os ônibus comuns. Todas as linhas de ônibus que passam normalmente próximas à Cidade do Rock serão reforçadas e operarão até à meia noite. Mais informações de itinerário dos ônibus ou compra do Rio Card clique aqui.

COMES E BEBES

Em 2011 estava proibida a entrada com QUALQUER tipo de alimento, mesmo assim consegui entrar com 6 barrinhas de cereal e 3 garrafas de água. Lá dentro as filas para os restaurantes estavam infernais, demorei mais de 1 hora para comprar um hambúrguer do Bob’s, delicinha exótica que me rendeu uma super infecção estomacal que começou no evento e me fez parar no hospital no dia seguinte. Este ano tá liberada a entrada de comida, desde que você não vá vender lá dentro. Então, aproveite e leve comida! Lá dentro os preços são salgados, principalmente da água (5 dilmas o copinho), além disso você pode ficar livre das filas e curtir mais as atrações.

dicas_rock_in_rio_2

O QUE LEVAR?

Não é permitida a entrada de coisas que representem riscos à segurança, tais como garrafas, latas, capacetes, animais, armas de fogo ou outros objetos que possam ser considerados perigosos, como o guarda-chuva por exemplo. Por isso, se o tempo for de chuva, já leve aquela capa de chuva esperta. Quando fui, a venda das capas acontecia somente fora do evento e era uma pequena fortuna. Compramos depois de negociar bastante, mas felizmente não precisamos usar, esse ano são elas que vão com a gente.

Leve também documento de identificação com foto, carteira de estudante (se você for um) e dinheiro. Lá, ao contrário de outros festivais, não existe o sistema de fichas, é tudo no dinheiro. Vão haver caixas eletrônicos por lá pra poder tirar dinheiro e é até interessante levar o cartão, pois em alguns “estandes” quem é cliente de algum banco tem vantagens. Exemplo: em 2011 cliente Itaú tinha direito a guardar as coisas no guarda-volume exclusivo pra clientes.

Levo minha câmera? Então. Assunto delicado. Em 2011 houveram muitos casos de furto dentro da Cidade do Rock em alguns dias, então se for levar, fique esperto, não dê bobeira. No dia que eu fui estava tudo muito tranquilo e me arrependi de não ter levado minha câmera.

O QUE USAR?

Esqueça sua bota linda bico fino de salto. Esqueça aquela sandalinha cheia de frufru. Você está indo para um festival de rock, com 80 mil pessoas no mesmo espaço que você. Proteja seus pés e deixe-os confortáveis. Entre deslocamento e shows você vai ficar mais ou menos umas 16 horas andando e pra aguentar tanta andança só um tênis bem confortável com amortecimento pra você aguentar tanto pulo, pisadas no pé e terminar o dia com o pé quase inteiro. Use roupas leves, o Rio é quente e abafado na maioria dos dias, veja a previsão do tempo antes e prepare-se para tudo. Quando eu fui estava bem frio de noite, então você pode sim passar frio no Rio.

DICAS ÚTEIS

Leve o dinheiro em lugares diferentes e de preferência trocado.

Cuidado com as filas. Aprendi isso depois de ficar horas pra entrar em uma fila que não levava a lugar nenhum. Não havia sinalização e todo mundo acreditava estar em uma fila de entrada. Informe-se, nem toda fila é de verdade.

Quer aproveitar tudo? Chegue cedo. Eu cheguei na Cidade do Rock 12h30, mas só entrei as 14h30. Os shows começam as 14h, então se a primeira banda é aquela que você quer ver, já sabe né?

Em 2011 os banheiros eram muito bons! Espero que isso se repita e as meninas não encontrem problema nenhum com isso.

Foi em dupla ou de galera, marque um ponto de encontro no caso de alguém se perder.

Os ônibus do evento saem até as 3h da manhã, prazo dado para o fim dos shows, mas se o show se estender, fique tranquilo que eles vão estar lá esperando por você.

As atrações (tirolesa, roda-gigante, etc) tem filas bem consideráveis, vá com paciência.

ROCK IN RIO EU FUI! – Mais dicas!

Rock in Rio
Eu e o namorado entrando na bagunça!
Eu já postei algumas dicas pra quem vai no Rock in Rio, mas depois de IR ao evento venho com mais dicas preciosas e importantes!

CUIDADO COM AS FILAS FAKES – Repare na imagem acima. Este é um mapa da cidade do rock. Bem, eu fui com os ônibus do evento e com isso ele me deixou à 500 metros da entrada. Quem não vai com o ônibus, PREPARE-SE a caminhada é LONGA! Então, lembra da dica dos tênis confortável? Outra coisa a entrada é do lado esquerdo do evento, pra quem chega, inverta este mapa acima. Quando cheguei haviam duas filas visíveis, uma em direção ao Palco Mundo e Sunset (direito) e outra pro lado de mato e árvores até chegar em alguns comércios (esquerda) é pra este lado que tem a entrada! Pergunte muito! Haviam filas que eram de mentira. Galera começa a formar filas erradas e eu fiquei com mais muuuuuita gente na fila errada por mais de UMA HORA até seguranças do evento avisarem, não havia sinalização visível dizendo pra onde ir.

CHEGUE CEDO! Eu cheguei 12:30 e 14:30 já estava dentro! Isso com a minha 1hora na fila fake, então já sabe né?

LEVE COMIDA – Eu entrei com balas, barrinhas de cereal e sandubinhas, mas estava com medo de levar mais. Se você vai, LEVE COMIDA! As filas pros Bob’s, Kani, Tapioca, Spoletto e outros lugares pra comida, são ENORMES! Você só cansa seu pé nisso! Eu fiquei mais de hora pra comprar a ficha do Bobs e depois mais um tempo pra pegar os lanches, se soubesse tinha levado meus próprios comes e bebes.

LEVE ÁGUA – Eu segui a dica do amigo Iesus e lever 3 garrafinhas pra mim e pro namorado. Pensando que no dia que fui estava nublado e fresco. Lá dentro o preço da água é BISURDO! Mas isso falo na parte dos preços.

PREÇOS – Não achei SURREAL os preços das comidas. Pagar 10 reais em um lanche do Bob’s me pareceu razoável e 5 reais na salada de fruta (incrível como não tinha fila nesse) não foi grandes coisas, a Heineken está por 7 dinheiros, mas o copinho de água custa absurdos CINCO REAIS! Aí você entendeu porque levar água né?

BANHEIROS – Aqui vou separar entre femininos e masculinos… Eu juro que os de mulher estavam MARA! Já fui em baladas com banheiros 1000 vezes pior, aliás, fui surpreendida. Sempre tinha papel, estavam limpos, nada de papel jogado e sempre com sabonetes pra mãos nas pias uma graça. E o mais importante: NADA DE FILA! Ok, fui no dia do Metal e tinha uma proporção 20 vezes maior de homens, e isso nos leva ao banheiro masculino. Namorado relatou visões do inferno nos banheiros de homem, como fezes passadas em trincos de porta e tudo mais.

ASSALTOS – Digo e repito: meu medo foi meio que grande demais. Foi hiper mega tranquilo e realmente quem está sendo assaltado está dando mole demais. Sim tomei cuidados pra não passar raiva, como ir apenas com um celular velhinho, por isso minhas fotos ficaram uó, e um truque que achei legal: bolsinha carteira. Eu ia comprar, mas lá a tia do namorado emprestou. Você amarra ela na cintura e alí coloca seu Card, dinheiro maior e até celular, deixa um troquinho fácil no bolso e na mochila só comida e água. Pulei o tempo todo e nada de problemas. Uma câmera dessas Cybershot da pra levar de boa! Aliás, acho que deveria até ter levado minha Nikon, ia ter tirado fotos lindas. O segredo é, mochila sempre na frente e NÃO DÊ BOBEIRA!

Rock in Rio
AS DORES – Eu sou franga demais. Mas depois de 9 horas de pé entre shows e filas eu fui me sentar no gramado e esperar os shows principais. E depois foi dor e mais dor. Uma hora e meia nos 2 primeiros shows (bons) que eu vi, Motorhead e Slipknot. A primeira hora dos shows ia, a última meia hora era dor e mais dor. Eu achei que era só eu, mas galera tudo reclamando de dor em pé, costas, pernas, pescoço… Então, lembra as roupas confortáveis e o tênis pra amortecer sua pisada? Não ache que é brincadeira, é sério demais! Só assim pra aguentar até o foguetório final. Tá que na hora da emoção, das músicas e da bagunça você esquece, mas é só tocar o último acorde e ir pro intervalo que vira o caos.

PROBLEMAS – Além do problema da fila do começo, que nem foi tão grande assim, mas irritou MUITA gente, tivemos problemas com o som do Palco Sunset. TERRÍVEL! HORROROSO! Coitada da Tarja! E nisso seguiram-se vários coros de “AUMENTA O SOM”, “EI MESA VAI TOMAR NO **”, dentre outros.

OS SHOWS –  Nem tenho o que comentar! Foi sensacional! Valeu cada centavo, cada dor, cada intoxicação (sim, eu cheguei de viagem já passando mal e fui parar no hospital), e valeu pelos shows que não fui na adolescência. Slipknot foi demais, gritei até dizer chega, e na hora do Metallica eu achei que ia ter um troço! O namorado estava uma pilha só e acho que foi o melhor presente de aniversário dele. Diverti muito, foi simplesmente MAGNÍFICO!

E ai? Foi útil? Alguma coisa pra acrescentar? Dúvidas?

Guia : Rock in Rio 2011

Como a galera que me segue pelas redes sociais sabe, eu vou para o Rock in Rio. Vou no dia 25, dia em que é esperado um público de 150 MIL PESSOAS. É coisa pra danar, não consigo nem imaginar tanta gente! Mas com o dia 25 se aproximando eu resolvi fazer um guia com algumas dicas que me passaram e que vou repassar adiante, já que é um MEGA-HIPER-LIPER show e alguns cuidados são bons de serem tomados.

Dicas Rock in Rio
VÁ DE TÊNIS – tem gente que é metida e tem gente que quer se mostrar, mas sinto em dizer que não há espaço pra vocês no meio de 150 mil pessoas. São mais de 16 horas entre transporte, parque, vila, shows, e você, sua linda, não vai aguentar nada com sua bota cano alto salto 15 agulha. Tem que ser um sapato bem, mega confortável, só assim pra aguentar tanta pulação, né?

VÁ DE ROUPAS LEVES – Além de deixarem mais fresco no calor da muvuca, se chover você se seca muito mais rápido, não é verdade? Além do que, o show é em plena primavera no Rio de Janeiro. Frio não vai estar.

Dicas Rock in Rio
COMO CHEGAR? Você não acompanha MESMO o site deles? Vão haver ônibus confortáveis pra levar todo o pessoal, saindo de pontos diferentes do Rio de Janeiro e levando direto pro evento. Veja aqui.

CUIDADO$ NUNCA SÃO DEMAIS – Separe o dinheiro que você vai levar em lugares diferentes, nunca coloque tudo no mesmo lugar. Mochila NUNCA atrás, se você for levar deixe na frente. Não use brincos grandes, de preferência vá sem eles. No meio da muvuca, você pode perder uns lóbulos.

PONTO DE ENCONTRO – Vai com namorado? Amigos? Bando? Caravana? Marque um ponto de encontro. Vai que você se perde no meio da multidão? Tem que poder se encontrar, mas procurar é o jeito mais difícil.

Dicas Rock in Rio
O QUE PODE LEVAR E O QUE NÃO PODE? Não pode portar alimentos destinados ao comércio ou que representem riscos à segurança, garrafas, latas, capacetes, animais, armas de fogo ou outros objetos que possam ser considerados perigosos, aceitando submeter-se a inspeções, revistas corporais e remoção de objetos não autorizados na entrada do evento. Não será aceita a entrada na Cidade do Rock de qualquer pessoa que demonstre comportamento violento, agressivo ou contrário à ordem pública ou que se recuse a desfazer-se de objetos não permitidos ou não autorizados.

PODE FUMAR LÁ? É proibido fumar em qualquer espaço fechado da Cidade do Rock, conforme determina a Lei Estadual nº 5.517 de 17 de agosto de 2009. Mas acho que você podia aprender a não fumar, né?

PODE LEVAR MÁQUINA FOTOGRÁFICA? Você pode levar sua máquina simples e seu celular para registrar os melhores momentos da sua experiência no festival e compartilhar com os amigos! Apenas as máquinas fotográficas profissionais, aquelas nas quais é possível trocar as lentes (conhecidas como SLR ou D-SLR), e filmadoras de qualquer tipo não serão permitidas. Eu tenho câmera e celular power, mas pra evitar roubo, perder, ou qualquer outra coisa, preferi ir só com um celular velho em caso de emergência e que dê pra tirar umas fotinhos, né?

OS BRINQUEDOS! A Cidade do Rock terá roda gigante, free fall, montanha russa e tirolesa e o uso de todos eles é gratuito. A roda gigante pode ser usada até por crianças a partir de três anos – menores de 8 anos precisam estar acompanhadas de um adulto. A free fall e a montanha russa podem ser usadas por maiores de 8 anos com mais de 1,20m de altura. Já para usar a tirolesa você precisa ter 14 anos ou mais, 1,20m de altura como mínimo e pesar entre 50kg e 115kg.

E ai? O que acharam? Tem mais dúvidas? Entre no FAQ do evento clicando aqui.