Séries

Anos Incríveis – The Wonder Years

 
A emissora de tv ABC andava com a audiência em baixa, nenhum de seus programas angariava um grande público e eles sentiam que era a hora de ousar. Surge então o casal Carol Black e Neal Marlen, com uma ideia bem diferente do que já havia sido mostrado na tv, uma série que mostraria a vida de um menino de 12 anos em um subúrbio qualquer de uma cidade qualquer dos EUA. Após filmado o piloto, o pessoal da ABC não pode negar que era uma série muito interessante e fizeram o lançamento dela logo depois do Superbowl. Então, em 31 de Janeiro de 1988 estreou o seriado “The Wonder Years”, com histórias de Kevin Arnold (Fred Savage), o pai dele, Jack (Dan Lauria), a mãe Norma(Alley Mills), seu irmão do meio, Wayne (Jason Hervey) e a irmã mais velha Karen (Olivia d’Abo), uma família americana nos anos 60, com seus altos e baixos e longe de ser perfeita. Ainda entravam na história Paul Pfeiffer (Josh Saviano), o melhor amigo de Kevin, e Gwendolyn “Winnie” Cooper (Danica McKellar) vizinha dele e sua paixonite.
 
Uma comédia com toque de drama e ALTAMENTE nostálgica, a série foi altamente premiada e durante todos os anos que foi gravada (de 1988 até 1993), também teve seus altos e baixos, como quando depois da primeira temporada os seus criadores Black e Marlen saíram fora da produção, por motivos pessoais.

Anos Incríveis já foi exibido por vários canais, como TV Bandeirantes, Multishow e é claro, na TV Cultura, canal no qual eu assisti quando pequena. Não me recordava muito da série e há algum tempo resolvi rever os episódios na ordem, e não é que é uma série que passa facilmente pela regra dos 15 anos? Com situações divertidas e referências à obras como Star Trek, a série consegue passar mensagens e valores importantes que dificilmente encontramos nos programas de hoje.

A família Arnold não é perfeita em momento algum, Kevin mesmo, nosso fofíssimo personagem principal, é egocêntrico e muitas vezes bem metido, erra como qualquer ser humano. Karen é uma hippie revolucionária e sempre encontra nos pais uma dificuldade de expressar o que ela realmente pensa. Estamos falando dos anos 60/70, a mulher ainda buscava sua independência em todos os lugares e Karen estava sempre engajada nisso, (uma curiosidade aqui, David Schwimmer, o Ross de Friends, interpretou o namorado de Karen na série). Wayne sempre foi visto como um “bundão” por Kevin, sempre com dificuldades no colégio e brigando com ele. Jack é o retrato do pai MEGA estressado e Norma da mulher submissa e reclusa. Uma tipica família dos anos 60.

 
Olha só como a galera está hoje.
.

Por ser uma série de “época”, temos vários fatos que marcaram a humanidade presentes nos episódios, como a Guerra do Vietnã, a ida do homem à lua, o surgimento da TV a cores, os movimentos feministas e hippie, além de musicais, como o rock. Sempre no contexto da vida de Kev, sua família e amigos.

Depois de risadas e choros eu terminei neste final de semana a sexta e última temporada, que terminou com o crescimento dos personagens e a ida de Kevin para a faculdade. Recomendo esta série pra todos que querem lembrar de seus Wonder Years. Ah, a trilha da abertura é simplesmente perfeita.

Emmy 2011 – Os Vencedores

E lá se foi o Emmy cheinho de prêmios pra gente ficar torcendo. Ia fazer um post com os looks das atrizes, mas não achei lá grandes coisas os figurinos. As meninas que gostam de moda que me perdoem, mas não achei digno de um post.

Então fiquem com o vídeo super legal da Sue Silvester e com os vencedores!

Atriz coadjuvante de série de comédia – Julie Bowen – “Modern Family”
Ator coadjuvante de série de comédia – Ty Burrell – “Modern Family”
Direção de série de comédia – Michael Spiller – “Modern Family”
Roteiro de série de comédia – Steven Levitan e Jeffrey Richman – “Modern Family”
Ator de série de comédia – Jim Parsons – “The Big Bang Theory”
Atriz de série de comédia – Melissa McCarthy – “Mike e Molly”
Reality show – “Amazing Race”
Roteiro de programa de variedades – “The Daily Show com Jon Stewart”
Direção de programa de variedades – “Saturday Night Live”
Série de comédia, musical ou variedades – “The Daily Show com John Stewart”
Roteiro de episódio de série dramática – “Friday Night Lights”
Atriz coadjuvante de série dramática – Margo Martindale – “Justified”
Direção de série dramática – “Boardwalk Empire” – Martin Scorsese
Ator coadjuvante de série dramática – Peter Dinklage – “Game of Thrones”
Atriz de série dramática – Julianna Margulies – “The Good Wife”
Ator de série dramática – Kyle Chandler – “Friday Night Lights”
Roteiro de minissérie, filme ou especial dramático – Julian Fellowes – “Downton Abbey”
Atriz coadjuvante de minissérie, filme ou especial dramático – Maggie Smith – “Downton Abbey”
Ator de minissérie, filme ou especial dramático – Barry Pepper – “The Kennedys”
Direção de minissérie, filme ou especial dramático – Bryan Percival – “Downtown Abbey”
Ator coadjuvante de minissérie, filme ou especial dramático – Guy Pearce – “Mildred Pierce”
Atriz de minissérie, filme ou especial dramático – Kate Winslet – “Mildred Pierce”
Minissérie, filme ou especial dramático – “Downtown Abbey”
Melhor série dramática – “Mad Men”
Melhor série de comédia – “Modern Family”

Seriando S02E04 – Ringer e Up All Night

Pelas próximas semanas vou comentar pra vocês duas séries novas por semana, até acabarem todas as séries novas.

Vamos começar com uma bomba atômica e uma comédia bobinha.

Ringer

Ringer estreiou dia 13/09 pela The CW com uma audiência de 2,74 milhões no total, e 1,2 na demo (público entre 18 e 49 anos). Essa audiência é a maior da CW no horário em 3 anos. Estrelado pela eterna Buffy, Sarah Michelle Gellar, Ioan Gruffudd (Sr. Fantástico do Quarteto Fantástico) e Nestor Carbonell (Richard Alpert de Lost). Conta a história das irmãs gêmeas Bridget e Siobhan. Bridget iria testemunhar em um caso de assassinato e resolve fugir, e acaba assumindo a identidade da irmã, que está desaparecida.

Tem muita coisa ruim na série, por exemplo, qual o motivo de Bridget ter fugido do programa de proteção as testemunhas e ir morar com a irmã gêmea dela? Não seria muito mais difícil matarem ela, ela estando com a polícia, do que com a irmã? No trailer parece que ela tinha se livrado do assassino e caído em uma coisa muito pior. Mas na verdade ela “se livrou” do assassino e caiu em um círculo de amizade de hipocrisias. Mantém um casamento de aparência enquanto transa com o marido de sua melhor amiga e isso fica criando dramas familiares para ela, e nada mais que isso (a princípio pelo menos).

A série não me prendeu. Achei fraca e vazia. E ainda os poucos efeitos que precisava foram extremamente mal feita.

Up All Night

Up All Night estreiou dia 14/09 pela NBC com uma audiência de 10,9 milhões no total, e 3,7 na demo. Estrelado por Christina Applegate (Samantha de Samantha Who?), Will Arnett (George ‘Gob’ Bluth II de Arrested Development) e Maya Rudolph (de Saturday Night Live). Conta a história de um casal que tem uma filha e eles precisam aprender a lidar com essa situação, enquanto a chefe de Reagan acha que as coisas continuam iguais.

A série é bonitinha em alguns momentos, mas não é engraçada. A chefe Ava, por exemplo, é extremamente forçada e sem graça. E a maioria dos problemas que o casal encontra pra criar o bebê são muito chatas e absurdas. Mas é bonitinho quando eles estão cuidando da bebê, principalmente no final do episódio.

Seriando S01E22 – TCA Awards

No dia 13/06 foram anunciados os indicados ao prêmio mais importante da crítica televisiva americana, o TCA Awards (Television Critics Association Awards). Dessa vez não vou colocar minhas apostas, pois a grande maioria seria torcida mesmo. Mas vamos aos indicados:

Melhor Ator/Atriz em Drama

  • Steve Buscemi (Boardwalk Empire)
  • Peter Dinklage (Game of Thrones)
  • Jon Hamm (Mad Men)
  • Julianna Margulies (The Good Wife)
  • Margo Martindale (Justified)
  • Timothy Olyphant (Justified)

Melhor Ator/Atriz em Comédia

  • Ty Burrell (Modern Family)
  • Louis C.K. (Louie)
  • Nick Offerman (Parks and Recreation)
  • Amy Poehler (Parks and Recreation)
  • Danny Pudi (Community)
  • Jon Stewart (The Daily Show)

Melhor Reality Show

  • Amazing Race (CBS)
  • Anthony Bourdain: No Reservations (Travel Channel)
  • Survivor (CBS)
  • The Voice (NBC)
  • Top Chef: All Stars (Bravo)

Melhor Série Infantil

  • A Children’s Garden of Poetry (HBO)
  • iCarly (Nickelodeon)
  • Nick News with Linda Ellerbee (Nickelodeon)
  • R.L. Stine’s The Haunting Hour (The Hub)
  • Sesame Street (PBS)
  • Yo Gabba Gabba (Nick Jr.)

Melhor Nova Série

  • Boardwalk Empire (HBO)
  • Game of Thrones (HBO)
  • Terriers (FX)
  • The Killing (AMC)
  • The Walking Dead (AMC)

Melhor Filme para TV, Minissérie ou Especial

  • Cineme Verite (HBO)
  • Downton Abbey: Masterpiece (PBS)
  • Mildred Pierce (HBO)
  • Sherlock: Masterpiece (PBS)
  • Too Big to Fail (HBO)

Melhor Drama

  • Friday Night Lights (DirecTV/NBC)
  • Game of Thrones (HBO)
  • Justified (FX)
  • Mad Men (AMC)
  • The Good Wife (CBS)

Melhor Comédia

  • Community (NBC)
  • Louie (FX)
  • Modern Family (ABC)
  • Parks and Recreation (NBC)
  • Raising Hope (FOX)

Série do Ano

  • Boardwalk Empire (HBO)
  • Friday Night Lights (DirecTV/NBC)
  • Game of Thrones (HBO)
  • Justified (FX)
  • Parks and Recreation (NBC)

Heritage Award (Prêmio de Herança, para séries que já acabaram)

  • All in the Family
  • Freaks and Geeks
  • The Dick Van Dyke Show
  • Twin Peaks

Os vencedores serão anunciados no dia 6 de agosto. E dia 14 de julho tem os indicados ao Emmy.