vida

Vídeo: Morando Junto

Morando junto

Capa do vídeo com texto Morando Junto e eu cara de indagação segurando duas escovas de dente

Quando a gente fala sobre conviver muita coisa pode entrar em jogo na conversa. Se dentro de uma casa cheia de gente da família muita coisa já acontece, imagine morando junto com pessoas de lugares diferentes? Cada um com seu jeito e peculiaridade?

Hoje no vídeo eu falo um pouco sobre o que aprendemos quando vamos morar junto de pessoas que não são da família, pode ser um amigo pra dividir apartamento, uma república ou até mesmo se estamos em um relacionamento amoroso.

Já escrevi sobre isso uma vez no blog tem algum bom tempo, mas resolvi falar de uma maneira mais leve e com a cabeça que tenho hoje. Afinal, estamos em constante aprendizado e evolução, não é?

Se você gostar, se inscreve lá no canal!

Segue o vídeo:

PS.: Tô de cabelo novo, vocês viram? =P

Vídeo: A gente gosta de sofrer?

Em alguns momentos da vida a gente pode ficar triste por não passar por algo ruim, por exemplo: se sentir culpado por não trabalhar depois do horário, pode? Conheça a “Síndrome de Estocolmo Moderna”, termo criado por mim e meu digníssimo irmão em uma de nossas conversas, e descubra se você não sofre deste mal que pode chegar de mansinho e deixar você chateado por não ter tristeza.

Se não quiser perder nenhum outro vídeo, se inscreva no canal!

A vida é feita de mudanças

mudanca

Depois de quatro anos em São José dos Campos eu e o noivo mudamos de casa. Foi uma semana de leva-e-traz, muita tinta na cara e algumas emoções, mas finalmente estamos no cafofo novo. Enquanto a internet não volta e a vida não se encaixa direitinho, não consegui fazer post direito. Deixo então uma pequena arte e este aviso. Beiju!

Meme e Ilustração: Coisas que eu já quis ser

oceonografa_eu
Under the sea.

Faxineira – Desde criança, lá na minha cidade natal, temos a mesma pessoa cuidando da nossa casa: a Martinha. Eu lembro de ficar conversando com ela no batente da porta enquanto ela fazia alguma coisa e eu e meu irmão pulávamos de um sofá pro outro enquanto ela passava limpando, ou até enceirando o chão. Lembro também que falava pra ela que queria ser faxineira que nem ela, porque arrumar as coisas sempre foi um certo “passatempo” que tive e sempre gostei da casa cheirosa e limpinha que ela deixava pra gente. Aí eu e meu irmão crescemos e a Marta sempre esteve em casa ouvindo nossas baboseiras. Hoje eu ainda vejo ela quase sempre que vou pra Minas e ela continua ouvindo minhas baboseiras. Martinha merece um prêmio!

Oceanógrafa – “A Pequena Sereia” deve ter sua grande parcela de culpa em eu ser apaixonada pelo mar. Me desculpe quem odeia aquários, mas eu tenho que dizer que eu amo todos eles e sem eles eu nunca teria sido feliz sem ver os bichinhos que mais amo, mas os abissais ainda são os que eu mais adoro. Por conta disso, durante minha fase de “o que ser quando crescer” eu pensei seriamente em prestar vestibular para oceanografia. Foi quando vi uma matéria mostrando a vida de um profissional desta área no jornal e desisti.

Astrônoma – Eu só gosto de mundos profundos demais ou distantes demais. Quando me apaixonei pela física, resolvi por um curto espaço de tempo estudar astronomia. Olhar por telescópios, descobrir estrelas, planetas… tudo muito fascinante e terrivelmente difícil! Por isso, passei pro próximo.

Cantora – Confeço! Já quis ser famosa sim, cantar muito, porque cantar faz bem e eu adoro. Fiz uns 6 anos de coral, contando da escola de inglês e o da faculdade juntos, e era uma delícia. Sinto falta até hoje de participar de algum, pena que só em igrejas.

Maluca? Inconstante? Essa sou eu! hahaha e vocês, o que queriam ser?

O meme “Coisas que eu já quis ser” é um oferecimento do grupo de blogueiros de raiz Rotaroots.