dica

Gostosuras: Chiquinho Sorvetes

chiquinho_1

Quem me conhece sabe que uma das coisas que mais gosto de comer nessa vida é sorvete. Eu já tomei sorvete fazendo 3 graus centígrados, o que posso dizer que foi uma experiência divina já que podemos degustar o bichinho com mais paciência já que ele demora mais para descongelar. Já tomei sorvete de massa, picolé, casquinha do Mc Donalds, Finlandês, Danoninho Ice e por aí vai. Por conta disso, hoje eu vim contar pra vocês um dos lugares que eu mais adoro comprar um sorvete/milk shake: o Chiquinho.

chiquinho_2

Eu já morava fora da minha cidade natal quando esta coisa linda inaugurou por lá, mas bastaram algumas idas para virar amor na minha vida. Eu e meu irmão temos o ritual de tomar um milk shake TODA VEZ que viajamos pra lá, e sempre levamos minha mãe pra tomar nosso preferido, o Chocomenta.

Depois de algum tempo finalmente apareceu um Chiquinho em São José dos Campos e a alegria ficou completa! Agora posso tomar sorvetes que adoro em qualquer cidade. Pode isso? CLARO! E o melhor de tudo isso, o que me fez cair de amores por essa loja linda, é o fato de fazerem a combinação mais maravilhosa, estrombólica, estrogonoficamente deliciosa desse mundo: sorvete e panetone. Por conta disso, eu tinha que vir aqui no meu cantinho cybernético e fazer um post dedicado especialmente pra uma loja que tem meu coração. Topava ser a garota Chiquinho na boa =9.

E vocês conhecem? Qual o preferido de vocês?
Meus prediletos são: Chocomenta, Kinder Ovo, Mousse de Maracujá e os com panetone.

chiquinho_3

Quer saber onde tem um Chiquinho perto de você? Acesse o site! Ou também siga no Facebook, Twitter e Instagram.

publi

Comer em São José dos Campos

comer_sanja_1

Foto de yvonne lee harijanto

Já faz um tempo que fiz um post falando de como comer bem no Rio de Janeiro com dicas para todos os gostos e bolsos. Depois de pensar bem, resolvi fazer este tipo de post com outras cidades, já que comer é muito bom e eu e o noivo adoramos, como dois bons espíritos de gordinho que somos, e além disso gastronomia é algo legal de se explorar em viagens e afins. Pra continuar a ideia, hoje resolvi falar de restaurantes pra você comer bem em São José dos Campos cidade onde moro e que tem MUITA coisa gostosa.

zensei_sushi

ZENSEI SUSHI
Comida: Deliciosa. O noivo é fã incondicional do shimeji de lá e diz que não tem melhor. Eu adoro salmão grelhado, sunomono (salada de pepino) e os harumakis doces.
Atendimento: Aqui é um dos pontos que mais gostamos neste restaurante, ele é rápido! Sempre chegamos e logo alguns aperitivos para enganar a fome já estão na mesa. A comida chega super rápido e o atendimento é bem agradável.
Preço: O rodízio é mais barato dias de semana na hora do almoço. Finais de semana e horário de jantar é mais caro, mas geralmente pra duas pessoas fica em 100/120 reais.
Onde fica: Av. Nove de Julho, 937 – Jardim Apolo – Tel: 3209-6000

al_badah

AL BADAH
Comida: Eu e o noivo somos apaixonados na salada deste lugar. Isso mesmo, você não leu errado. A mistura de folhas, tomatinhos, mussarela e molho rose deles é espetacular. Kaftas deliciosas e mais um monte de iguarias árabes pra você ficar feliz. Fica a dica de pedir suco de uva integral para beber.
Atendimento: Bom atendimento, lugares agradáveis, não importa em qual deles você vá.
Preço: Você pode fazer um self-service ou pedir pratos. As duas opções são ótimas com preços super acessíveis.
Onde fica: Rua Serimbura, 15 – Vila Ema | Vale Sul Shopping – Av. Andrômeda, 22 | CenterVale Shopping – Piso Vale – Loja K-12c | Shopping Colinas – Piso Superior | Av. Comendador de Vicente Paulo Penido, 604 – Jd. Aquarius
Site: http://www.albadah.com.br/

cantina_da_nena

CANTINA DA NENA
Comida: Acho que não tem como comer algo ruim na Nena. Eu conheci com amigos de trabalho e já fui com o noivo algumas vezes, tudo é sempre delicioso! Meus preferidos são os risotos e as lasanhas.
Atendimento: Sempre muito bom! A comida pode demorar em dias mais cheios, mas nada demais. Garçons sempre educados e simpáticos.
Preço: Os pratos variam em preço, mas fica entre 40/50 reais para um almoço para uma pessoa.
Onde fica: Restaurante: Rua Luís Jacinto, 260 | FastFood em todos os shoppings da cidade.
Site: http://www.cantinadanena.com.br/

johnny_rocket

JOHNNY ROCKET
Comida: Eu sei que este restaurante é uma franquia, mas é tão divertido! Comi um sanduíche super gostoso e uma soda muito boa! Então acho que vale a indicação.
Atendimento: Aqui está o diferencial do lugar. É “Olás” e “Tchaaau” que você vai ficar encantado. AH! Fora as dancinhas do pessoal que trabalha lá, eu tenho que confessar que eu adoro porque me sinto num musical. MEJULGUE.
Preço: Os lanches tem preço de fast food normal, então você pode gastar de 20 até 50 reais pra uma boquinha por lá.
Onde fica: CenterVale Shopping. Av. Deputado Benedito Matarazzo, 9403
Site:http://www.johnnyrockets.com.br/

restaurante_comsciencia

RESTAURANTE COM-SCIÊNCIA
Comida: Este restaurante é um dos achadinhos com o pessoal do trabalho. A comida do vegetariano é maravilhosa. Aquela maionese de soja, aqueles quiches, salada sempre de montão e tudo muito bem temperado. Os dois são ótimos e muito bons e você ainda tem direito a suco.
Atendimento: Normal, pessoal educado e prestativo sempre.
Preço: É self-service, então vai do quanto você quiser comer. Meu prato nunca ficou mais de 20 reais.
Onde fica: Av. Andrômeda, 1810 – Jardim Satélite | Av. Francisco José Longo, 589 – Jd. São Dimas

Gostaram? Dividi este post em duas partes, porque tem bastante lugar legal pra contar aqui, então aguardem a parte dois!

O que preciso pra decorar minha casa?

oquepreciso_decorar_minha_casa
Quando temos nossa casa queremos sempre colocar um pouco da gente em cada pedaço dela, ver tudo bonito e arrumadinha do jeitinho que sonhamos, não é? Esse processo de colocar identidade em uma casa pode demorar um pouco, mas a cada pequena coisa que se compra ou que se faz é uma comemoração. Pelo menos aqui em casa é assim. Já mostrei como é a nossa sala, que fomos arrumando de pouquinho em pouquinho pra chegar no resultado que achamos mais legal e hoje vim dar algumas dicas pra quem quer se aventurar no mundo da decoração.

cozinha

Parede-lousa na cozinha – eu quero!

Tenha Paciência

Se você não tem uma grande quantidade de dinheiro pra investir de uma vez, a paciência é sua maior amiga. Dê as mãos com ela e siga em frente! Você compra conforme sobra um dinheiro e arruma quando surge um tempo na agenda, então isso pode levar muitos meses, mas não se esqueça de ter foco que no final o resultado será o seu tão esperado cantinho dos sonhos.

quarto_1

Escada como cabideiro e cabeceira-estante.

Saiba o Que Você Quer

Pra comprar móveis e itens de decoração é bem legal saber um estilo que você pretende seguir. Quer tudo em cores mais escuras, claras, mais colorido? Mais plantas? Gosta de espelhos? É legal ter em mente o que você gosta pra não errar na hora da compra.

Programe-se

Pra não gastar demais ou para não acabar se perdendo, guardar uma graninha por mês, ou separar uma quantia para ser gasta com isso mensalmente pode ser uma saída. Coloque no seu programa mensal de gastos um pouco para decoração, assim fica bem mais fácil administrar isso e terminar o quanto antes.

cobogo

Cobogó.

Busque Inspiração

Pra conhecer estilos de decoração e sempre ter ideias legais, nada melhor que adquirir um bom repertório visual do que você mais gosta. Pra isso é sempre bom pesquisar na internet lugares que te inspirem, como é o caso do homefy, um site com inspiração de tudo que você imaginar na parte de decoração. Você consegue selecionar por estilos ou por cômodos e ele tem uma variedade enorme de fotos pra você escolher a que mais te agradar.

Além disso o site conta com cadastro de profissionais em várias áreas, como arquitetos, designers e até lojas on-line com coisas bem legais pra casa. Entrei lá pra conhecer e me perdi em tanta coisa legal, já até salvei algumas referências pra usar aqui em casa.

E vocês? Fazem algo a mais para conseguir arrumar a casa do jeito que vocês querem? O que falta?

publi

[Blogagem Coletiva] Como comecei a programar?

programae_bc

A descoberta

Quando eu tinha meus 13 anos eu lembro da minha mãe chegar em casa e falar que o pessoal da escola que ela dava aula pediu pra ela criar um site, mas que era pra eu e meu irmão ajudarmos ela com aquilo. Era dentro de uma plataforma interna e você só tinha que adicionar as imagens e textos, tudo bem simples. Acontece que no topo da página tinha um escrito “código”, que quando clicamos ali apareceram letrinhas malucas. O mais legal é que quando a gente mexia nas letrinhas, mudavam as coisas na página que a gente tinha montado. Maluco né? A gente não sabia, mas tinha descoberto a programação.

O que dá pra fazer?

Depois disso foi a festa! Descobrimos o extinto HPG e todas as possibilidades maravilhosas do HTML. De cara criei um site pra falar só de Harry Potter e um blog, e o irmão fez um site pra falar de carros. Era lindo ter tanto poder nas letrinhas!

Eu aprendi pouco, mas o suficiente pra me virar na vida de blogueira, o que me dá mais liberdade pra criar algumas coisas e customizar, mas foi com isso que cheguei até os programas de edição de fotos, como o Photoshop e na época o Corel, que são as minhas ferramentas de trabalho hoje em dia. Mas meu maninho foi longe! Depois de aprender a primeira linguagem, saiu correndo atrás de todas as outras que podia, se interessou tanto que fez técnico de informática e faculdade de ciência da computação. Lá dentro ele fez trabalhos com o pessoal de robótica, e com isso eu fiquei sabendo que você não precisa fazer só sites, mas também programas que controlam robôs. Falae isso é demais!

Hoje eu trabalho como designer freelancer e tenho meu próprio negócio, mas a noção de programação me ajudou em vários momentos da minha profissão e ainda ajuda em coisas que preciso fazer para a empresa. Meu irmão? Está em Paris trabalhando com essas letrinhas.

Pra quê isso?

Vim aqui contar como eu me interessei pela programação pra falar um pouco do projeto Programaê. É uma iniciativa sem fins lucrativos que visa tirar a ideia de que programação é uma coisa chata e difícil, e trazer essa realidade para perto de crianças e jovens de baixa renda, como uma forma de transformar o futuro dessas pessoas.

É super legal mostrar pra galera que além de você poder aprender de graça, isso pode trazer muitas oportunidades. Tá mais do que na hora de usar o computador pra algo que não seja só Facebook, né? Ele é uma ferramenta poderosa, basta você saber usar.

Pra saber mais sobre este projeto acesse o site do Programaê e da Fundação Iemann.
Este post é um oferecimento da Vic lá do Borboletando.
%d blogueiros gostam disto: