Eu sou uma pessoa doce. E os pernilongos concordam comigo mais que qualquer outro ser vivo do planeta, afinal eu sou a marmita certa do lanchinho deles. Só chegar perto e “NHAM! Lá está a menina de sangue com gosto de pão de queijo”. E assim eu acordo às quatro da manhã com zumbidos e coceiras pelo corpo tendo que acender a luz e correr atrás dos malditos com uma raquete elétrica na mão.


Eu, de madrugada
Já tentei muita coisa pra me livrar dos maditos, mas parece que quanto mais eu faço, mais eles me acham.Já tentei aqueles espanta-pernilongos eletrônicos que vão com líquido dentro, mas eu tenho CERTEZA que os pernilongos lá de casa bebem aquilo no café da manhã enquanto estou trabalhando.

Aí minha madrinha me mandou um eletrônico que emite uma frequência de som que irrita os bichos. Se eles ficam irritados eu não sei, mas eu fico doida, porque escuto a maldita frequência.


Aposto que eles dançam pagode ao som do aparelho.
Já tentei até tomar Complexo B, pra ver se eu coloco mais vitamina B12 no meu corpo, já que dizem que é um repelente natural, mas NADA! Hoje foi a segunda vez que acordei me coçando toda às 5 da manhã. O pior é que eles insistem em me picar no rosto, principalmente nas pálpebras, e como sou alérgica, levanto de manhã, olho no espelho e quem eu vejo? Quasímodo!

Se tiverem dicas, macumbas ou promessas pra Santo Expedito que me livrem desses bichos, estou aceitando.

#postdesabapho