Doramas

Resenha de novelas orientais – os famosos doramas – coreanas, chinesas, japonesas e o que cair na rede.

Dorama: Playful Kiss (2010)

playfull_kiss

Pra quem não sabe, o Netflix liberou alguns doramas (novelinhas orientais) na sua grade e eu, boa viciada em coisas orientais, saí correndo pra conferir. Além de “Você é Linda” (You’re Beautiful) e “Meninos Antes de Flores” (Boys Before Flowers), títulos que já conferi e já era apaixonada, descobri o fim da minha vida: Playful Kiss.

Este é uma comédia romântica estrelada por Jung So-min e Kim Hyun-joong que foi exibida em 2010 na Coréia do Sul. A história foi baseada no mangá japonês Itazura na Kiss, escrito por Kaoru Tada. Apesar de ser coreana, a série fez mais sucesso em outros países e até uma edição especial foi feita para o Youtube após o final da série.

playfull_kiss_1

Oh Ha-ni não é uma menina muito inteligente e nem esforçada, mas é muito determinada. Ela tem uma paixão platônica por Baek Seung-jo, um garoto muito inteligente, porem muito frio e distante das pessoas. Um dia ela resolve se declarar pra ele por meio de uma carta, e é aí que tudo começa.

Eu simplesmente fui pega de um jeito que não podia mais parar de assistir a série. Com seus 16 episódios de uma hora de duração, além de me fazer rir um bocado a série me divertiu, me fez chorar, e eu fiquei fã. Vale uma menção aos looks da personagem principal que me fizeram pirar na frente da TV: muitas sobreposições e cores. Além de sempre ter o cabelo de um jeito diferente e muito legal. Várias inspirações!

playfull_kiss_2

Quem viu? Quem quer ver? Doramas são viciantes: cuidado!

Dorama: Tayou no Uta (2007)

Tayou no Uta – Uma Canção ao Sol

Tayou no Uta

Sobre o J-Drama

Tayou no Uta é um dorama japonês, exibido em 2006 pela TBS. Neste dorama Kaoru Amane é portadora de uma doença chamada XP (xeroderma pigmentosum), que impossibilita que ela se exponha à raios UV. Ela sonha em gravar um CD e mostrar suas músicas, e pra isso conta com ajuda de amigos que ela conhece graças à um violão que ela vê sendo largado no lixo de um hospital. Ela, seus amigos e o namorado Kouji Kun formam a banda “Moon Child” para tentar realizar o sonho de Amane.

O que achei?

Muito fofo o dorama. Tem bastante drama mesmo (hehe), é romântico na medida que japoneses são românticos, tem músicas super fofinhas e achei que tem uma mensagem muito bonita.
Um pouco antigo, talvez difícil de encontrar, mas vale a pena pra se divertir.

%d blogueiros gostam disto: