Resenhas

Vício em cinema, gosto por doramas, paixão por animes e aquela quedinha pelo teatro.

Livro: Memórias de Uma Gueixa

“Em 1929, uma japonesa órfã sai de uma vila de pesca e é enviada para a cidade, onde é preparada para se tornar uma gueixa. Ela é treinada em habilidades artísticas e sociais, passando a fazer parte de um mundo privilegiado, mas cheio de intrigas. Quando chega a Segunda Guerra Mundial, seu mundo mudará mais uma vez.”

Publicado em 1997 por Arthur Golden, o livro retrata a vida toda de Chio, que depois se torna Sayuri Nitta, desde sua casinha na vila de pescadores até sua ascensão como gueixa e as dificuldades que ela encontra quando a guerra chega ao Japão. Achei este livro apaixonante, pois retrata toda a tradição das gueixas. No prólogo é explicado que a própria Sayuri é quem vai narrar a história, e que foi ela quem a ditou toda, então por isso cada detalhe, como maquiagem, roupas, cerimôniais, tudinho mesmo é explicado. Assim consegui ter uma noção de como quimonos eram desconfortáveis, como a maquiagem toda era feita, o que o penteado de “pêssego partido” significava, como elas entretiam os homens e por aí vai.

Muita gente acha que gueixas são prostitutas, mas na verdade concordo com o ponto de vista passado pelo livro, e hoje não acho mais isso. As gueixas não saiam com homens para dormir com eles, e sim para entretê-los servindo saquê e outras bebidas, fazendo danças e tocando shamisen. Apenas dormiria com o homem que comprasse sua mizuague(eles se referem assim à virgindade de uma gueixa), e para isso havia um leilão, e depois apenas com seu danna, o homem que bancasse a gueixa, dando-lhe prendas e dinheiro à okya(casa de gueixa que ela viver). Assim compara-se a gueixa às mulheres que se casam com um homem com dinheiro para serem “bancadas”, e concordei plenamente, a gueixa apenas não tem o laço do matrimônico com seu danna.

Bem, é um livro maravilhoso e recomendo a todos! O filme também é muito bom por sinal, com algumas diferenças do livro sim, mas nada que deixe a história totalmente diferente,já que acho que este livro serve pra mostrar as tradições e não as intrigas do livro, e além disso a trilha sonora é maravilhosamente composta por John Williams.

Gatos, Fios Dentais e Amassos + Conquista da Honra

Gatos, Fios Dentais e Amassos – Rating: ★★★☆☆ “Prestes a fazer 15 anos, Georgia está de olho no lindo e sensual Robbie, o novo rapaz da escola, membro da banda Stiff Dylans. Infelizmente, Robbie já está saindo com sua cruel arqui-rival, a loira e perfeita Lindsay. Com a ajuda de seus bem-intencionados pais, seu exótico gato Angus e sua turma, a Ace Gang, Georgia põe em prática seus loucos planos para agarrar um fabuloso namorado e curtir o melhor de todos os aniversários!”

O que achei –bonitinho, a atriz é meio esquizitinha, mas acho que é porque ela faz uma personagem cômica demais. Mas as amigas dela também são esquisitinhas. Filminho bonitinho pra tardinha, hehe.

Conquista da Honra Rating: ★★★★★ “O filme mostra a história real dos seis soldados que ergueram a bandeira norte-americana na batalha de Iwo Jima, decisiva na Segunda Guerra Mundial. A produção foca os dramas vividos por alguns membros do exército norte-americano que estiveram presentes na ilha japonesa e, após erguerem a bandeira, seguiram numa espécie de turnê nos EUA a fim de angariar fundos para conseguir manter o exército do país no Japão, continuando o conflito mundial.”

O que achei –Filme de guerra, commuita gente despedaçada e tudo mais, mas por incrível que pareça, Clint Eastwood consegue dar um sentido ao filme, sem ser “pagação” para os EUA e mostra como é difícil uma pessoa voltar de um lugar onde todos estão passando por coisas inimagináveis e voltar a ser normal. Tem horas que o filme é meio parado e chato, mas quando se termina, entende-se que o filme é bom demais. Está de parabéns, adorei!

Vocês viram que o novo vídeo da Cravo e Canela saiu? Participe da promoção!! Basta clicar no banner ali do lado direito, ler as instruções e ganhar sapatos lindos com cheirinho de canela!


Entrevista + Romeu + Faz de Conta

“Entrevista com Vampiro” – “Um vampiro do século XVIII (Brad Pitt) dá uma entrevista a um jornalista de nosso tempo (Christian Slater), contando como foi mordido pelo lendário Lestat (Tom Cruise) e todo o caminho que percorreu até estar ali.”

O que achei – Tirando as parte um pouco “nojentas” por causa das mordidas, cortes de garganta, essas coisas que eu não gosto muito, achei a história interessante. Lestat é um vampiro que podemos chamar de sarcástico, mas também se sente sozinho. Fico com pena da coitadinha da Claudia (vivida por nossa conhecida Mary Jane, Kirsten Dunst) pois ela quer crescer e se tornar mulher e isso nunca será possível, acho a relação dela com Louis apaixonante, e ela é muitíssimo esperta. Achei um filme, interessante e diferente.

“Romeu + Julieta” – “Nesta versão para os dias de hoje da peça de Shakespeare o cenário é Verona Beach. Os Capuleto e os Montéquio, duas famílias que sempre se odiaram, têm rixas sem cessar, mas isto não impede que Romeu, um Montéquio, se apaixone pela bela Julieta, uma Capuleto. Entretanto, uma apresentadora de televisão anuncia que este amor profundo acabará gerando trágicas conseqüenciais, em virtude desta insana rivalidade familiar.

O que achei- Já tinha assistido, e assisti de novo porque o namorado não tinha visto. Sempre adorei esse filme, que tem como diretor Baz Luhrmann, o mesmo diretor de Moulin Rouge, e com ele podemos notar suas características, como algumas aceleradas nas cenas, e a fotografia e cenários meio surreais. Linda história, lindo filme!

“Um Faz de Conta Que Acontece” – “Skeeter Bronson é o faz-tudo de um hotel, cuja vida muda para sempre quando as histórias que ele conta quando põe sua sobrinha e seu sobrinho para dormir misteriosamente começam se transformar em realidade.

O que achei – Não é uma superprodução, mas eu gostei. Achei fofo, divertido e engraçado, como os filmes de Adam Sandler costumam sempre ser. Situações bem legais criadas pelos sobrinhos dele no filme fazem agente rir bastante, e mostra como imaginação de criança não tem limites!

Assistir: Tokyo Shower (2008)

tokyo_shower_1

“Lee Soo Jin é uma atriz coreana que costuma fugir de seus problemas depois que ficou famosa. Em uma gravação no Japão ela foge e encontra um chef de sushi, Hyun Soo, por quem se apaixona. Ela passa momentos felizes ao lado dele, mas se vê obrigada a voltar para Coréia. Sete anos se passaram e ela não consegue esquecê-lo.”

Este dorama é uma produção Coréia-Japão, e uma história de amor de Tokyo. A tradução do dorama é “chuvas de Tokyo”, pois cita a lenda da raposa que se apaixonou pela nuvem, mas se casou com o tigre. Assim quando há chuva com Sol, a nuvem está escondida atrás do Sol chorando de tristeza.

tokyo_shower_2

Simplesmente um dos melhores doramas que assisti, não foram muitos, mas esse achei simplesmente delicioso. Temos atores mais velhos, um envolvimento maior entre eles, e achei as expressões bem mais fortes que em outros doramas. A história é apaixonante e fofa. São 4 episódios apenas, com uma trilha totalmente calma e gostosa de se ouvir. Cenários LINDÍSSIMOS com as árvores mais lindas desse mundo: cerejeiras. Nota 10 pra essa produção.