Assistir

A Viagem de Chihiro + O Castelo Animado

Viagem de Chihiro –

“Perdidos em uma viagem de mudança, Chihiro e seus pais acabam descobrindo uma misteriosa passagem que os leva até um mundo mágico. É lá que a jovem Chihiro precisará enfrentar uma jornada heróica para salvar seus pais, que foram transformados em porcos. Vencedor do Oscar de Melhor Filme de Animação.” Vencedor do Oscar.

GOSTEI- Desenho lindo! Estilo diferente de todos os desenhos animados Disney e Pixar, e isso me facinou. História também é bem diferente de tudo que já assisti de animação(não que eu seja expert), trilha super legal, adorei!

NÃO GOSTEI – História é confusa em algumas partes, e achei algumas partes bem nojentas.

O CasteloAnimado

“Após ser amaldiçoada, uma jovem de 18 anos passa a ter 90 anos. Ela foge e consegue emprego no castelo de um mágico.”

GOSTEI – TUDO! História empolgante, diferente, e com os traços de “viagem de Chihiro” que me encantaram! História bem mais fácil de entender, e enredo melhor elaborado.

Presságio, DragonBall e Wolverine


“Quando uma capsula do tempo é aberta na escola do filho, professor (Cage) se depara com um estranho mapa numérico. Decodificado, este mapa mostra profecias assustadoras: são datas de cada uma das maiores catástrofes globais dos últimos 50 anos, como terremotos, incêndios e tsunamis, tudo em perfeita sequência. O problema é que algumas datas estão por vir, e portanto novos desastres para acontecer.”

Minha versão – Presságio é um filme que mistura todos os clichês que existem, mas não achei que por isso ele foi ruim, afinal, que filme até hoje conseguiu misturar tantos clichês? Nicolas Cage leva seu lado “Lenda do Tesouro” para “O Chamado”, e alí a história toda se passa até o “Impacto Profundo” com “Sinais”.

“Após a morte do avô, o jovem lutador chamado Goku sai com Bulma em busca do grande Mestre Kame a fim de reunir as sete Esferas do Dragão e assim evitar que o vilão Piccolo as utilize para dominar o mundo. Adaptação live action do popular desenho nipônico feito para TV.”

Minha versão – Uma mer** fo**, como diria JovemNerd. W.O. total, dormi com 30 minutos de filme (são 84) e até agora não criei coragens pra terminar.


“Logan, também conhecido como Wolverine, é um mutante com poderes regenerativos, três garras de aço em cada mão e cujo esqueleto é permeado com um tipo de metal chamado adamantium. Nessa nova produção, o personagem criado por Stan Lee ainda não faz parte da escola de mutantes e quer buscar os segredos de seu passado, contando com a ajuda de Charles Xavier.”

Minha versão – Quando vi que o Omelete deu DOIS ovos para Wolverine, comparando-o assim com Dragon Ball, eu queria morrer. Toda minha vontade de ver o filme se esvaiu. Mas mesmo assim fui ao cinema! E não é que eu achei que eles foram muito maldosos? Talvez por terem lido a HQ, mas o fime é bom SIM! Tem cenas clichês de brucutus dos anos 80, mas acho que combina com o personagem. Não é o melhor filme de todos os tempos, mas é bom pra se assistir!
Adorei as cenas de ação, e o ator… o que falar dele? É só ver ele pulando da cachoeira e as respostas femininas serão todas respondidas!

Quem Quer Ser um Milionário?

Quem Quer Ser Um Milionário?
Sinopse – “Jamal Malik, um orfão de 18 anos das favelas de Mumbai, está há apenas um passo de ganhar o surpreendente prêmio de 20 milhões de rúpias na versão indiana do programa de televisão “Quem Quer Ser Um Milionário?”. Preso sob suspeita de ter trapaceado, ele conta à polícia sua incrível história de vida como um menino de rua, e sobre a garota que tanto ama, mas que também perdeu. Mas o que uma criança sem nenhum interesse em dinheiro estaria fazendo nesse programa? E como é possível que ele soubesse todas as respostas? “

O que gostei – Ao contrário do que muuuuita gente disse, não tem nada haver com “Cidade de Deus”, pelo menos pra mim. Slumdog tem de fundo uma história de amor meio sofrida, repleta de dificuldades causadas pela vida na favela dos personagens principais. Achei o filme bem editado, agitado, músicas bem legais e com aquele toque de romance lá no fundinho que te deixa querendo saber o final. Pra mim, mereceu o Oscar SIM!
O que NÃO gostei – … sabe que não sei?

 

Sete Vidas

Ontem assisti ao filme “Sete Vidas”, com Will Smith, dirigido por Gabriele Muccino, o mesmo italiano que dirigiu “A Procura da Felicidade”, também com Smith. Se forem assistir, levem suas caixinhas de lenço. Chorei rios (tá é uma hipérbole, mas foi quase isso).

O filme começa bem confuso, nos primeiros trinta minutos de filme eu estava mais que boiando, mas do nada tudo começa a se encaixar: Ben Thomas é um fiscal da Receita Federal que está a procura de 7 pessoas boas para ajudar. Tudo corre bem até que Ben conheçe Emily Posa, uma tipógrafa que tem problemas cardíacos. Ela custa a confiar que ele só deseja ajudá-la, e quando percebe, a coisa toma rumos bem diferentes do que ela imaginava.
Como li no Omelete: “nos últimos minutos, você vai ficar torcendo para que sua inteligência tenha te deixado na mão e tudo aquilo que você imagina que vai acontecer não se concretize. De novo, pegue sua caixa de lenço de papel. Mas fique alerta, pois o choro também pode ser de raiva e/ou incredulidade.” O que é a mais pura verdade, mas o meu choro foi de tristeza.


%d blogueiros gostam disto: