dicas

Links Bacanudos #34 – Mulheres e comidinhas

mulheres e comidinhas

Hoje os links são poderosos e gostosos, porque tem posts sobre mulheres e comidinhas! Pra começar eu vou dar a dica do post do blog 21 Invernos que fala sobre praticar yoga em casa. Fez exercício? Tá com fome? Então eu escolhi um post super interessante sobre kefir (O que é? De onde vem? Como vive?) que eu estava super curiosa fazia tempo pra saber mais e a Mari Milanezi explica tim-tim-pot-tim-tim. A Adri também deu dica de três lanches rápidos pra fazer, além de serem super saudáveis parecem ser deliciosos!

Como comecei a vida de vlogueira, achei um post bem legal sobre vídeos que ensinam a editar vídeos. Meio “Inception” né? Mas quem sabe você não se anima e grava uns também?

Pra fazer em casa tem essa dica super legal da Camila pra você fazer uma caneca com textura de galáxia. É ridiculamente fácil e fica bem legal!

Com esta semana sendo especial, pois foi dia da mulher, saíram posts maravilhosos para todos os lados falando sobre nós! Então eu fiz uma coletânea pra vocês lerem e se informarem mais sobre vários assuntos e começo com o post da Duds sobre mulheres e futebol, porque mulher pode gostar sim. Tem post no Quase Mineira sobre empoderamento, explicando mais o que é e como você pode ajudar. Pra lacrar tudo tem um post da Gabi com vários textos maravilhosos e um vídeo sobre a mulher no mercado publicitário. Trabalhei 4 anos em agências de publicidade e em uma delas descobri ter mesmo cargo porém salário bem menor que outros colegas. Também já ouvi “nossa, primeira vez que contrato uma mulher” e já fui a única mulher da criação, então acho que o mercado da publicidade tem sim que rever uns conceitos aí.

E ai? Curtiram? Essa semana foi punk hein? Post TODO DIA! Gostaram?

Links Bacanudos #32 – Videogame, guirlandas e runas

links_32

Hoje é sexta-feira e se você não sabe ainda o que fazer neste fim de semana, a Fernanda te dá 13 motivos pra você começar a jogar videogame?

Vai aproveitar o fim de semana pra dar aquela arrumada na casa? Trocar umas coisas de lugar e dar uma mudada na decoração? A Re ensinou como ela pendura quadros na casa dela. Quem sabe você não se anima?

Agora, você tá pensando em fazer uma comidinha gostosa? Escapulir da dieta? Essa receita de brigadeiro sem leite condensado da Cris está… hmmmmm… delícia! Fez a receita? Quer tirar fotos bem bonitas? Esse post do Quase Mineira vai te ajudar a tirar fotos deliciosas de suas receitas.

O natal tá aí e você ainda não enfeitou a casa? Esse post com dicas de guirlandas lindas pra você mesmo fazer vai te conquistar. Dica do Customizando.

A Pequenina Vanilla fez um post bem legal com ilustradoras pra você seguir no Instagram. Meninas lindas e talentosas! Falando em meninas, o Cantinho B tem um texto bem legal sobre feminismo, moda e beleza, vale a pena conferir.

Pra entrar na onda de Star Wars, que está quase aí na nossa cara pra assistir, tem esse trailer japonês lindo que a Nerdiva colocou pra gente ver e rever.

Sabe runas? Aquelas pedrinhas com umas letras estranhas? Então, a Taís fez um post explicando um pouco sobre elas. Eu não sabia de nada que ela escreveu e achei super legal compartilhar isso, conhecimento nunca é demais.

E aí? Hoje teve receita, videogame, guirlandas e runas, ou seja, pra todo mundo um pouco! Que acharam?

Viagem: Londres – Transporte, Hospedagem e Impressões

tower_bridge
Tower Bridge.

Já mostrei aqui no blog todos os lugares que tive oportunidade de conhecer durante meus seis dias de viagem que fiquei na cidade de Londres, todos arrumadinhos dentro da página que fiz pra cidade, assim fica mais fácil de achar, né? Hoje vim contar então sobre o restinho da viagem e como foi andar por lá.

Hospedagem

Quando fomos pra lá já sabíamos que algum lugar pra cair e deitar teria que estar no roteiro, mas pra economizar começamos procurando por hostels. Os preços estavam em média $40/$50 libras por dia nos que estávamos vendo, pra ter um quarto só pra gente (porém beliche) e banheiro comunitário. Queríamos um quarto só nosso pra podermos dormir em paz e ainda poder largar as coisas lá, já que ficávamos o dia todo na rua. Um dia contei isso pra minha madrinha, que é viajadeira que só, e ela deu a ideia de ver um Ibis, que o valor não mudava tanto, e não é que era verdade? Na realidade o Ibis Budget que ficamos saiu mais barato no final que os hostels que tinha cotado, isso com quarto só nosso e banheiro também. Lucro? MUITO! Além disso aproveitamos o café da manhã deles que era ótimo e por um preço aceitável, na época saiu 362,90 libras e reservamos com 2 meses de antecedência.

Ficamos no Ibis Whitechapel, que estava num lugar mais próximo de metrô e uma walking distance bacana da Tower Bridge, assim conseguimos pegar os últimos dias da exibição “Blood Swept Lands and Seas of Red” do artista de cerâmica Paul Cummins com colaboração do cenógrafo Tom Paper e que aconteceu na Tower of London. Nela tinham 888.246 papoulas de cerâmica, cada uma simbolizando uma morte de um soldado britânico durante as guerras. Era lindo e triste sabe? Dessas coisas que você pega pra pensar e fica meio sem saber como agir. Já falei por aqui que o que me marcou muito na viagem, principalmente por estarmos por lá próximo ao Remembrance Day, é como a guerra é algo muito presente na vida dos Europeus.

papoulas
Exposição das papoulas de cerâmica.

Transporte

Uma verdade é: em Londres andar de metrô é super simples, mas sai caro. Lá eles cobram por distância percorrida, o que ajuda demais, mas também pode atrapalhar se você fizer um roteiro maluco. Assim que chegar lá compre seu cartão Oyster, vende em qualquer lojinha de revista e na época pagamos 5 libras em cada e sim, cada pessoa tem que ter o seu porque você passa ele na entrada e na saída (lembra? ele cobra por distância percorrida). Aí você coloca créditos nele nas máquinas que parecem caixas eletrônicos e pronto! Saia andando!

Uma coisa é boa, as coisas são mais próximas do que você pode imaginar. Fomos com base no que vimos nos mapas e quando se chega lá se descobre que muita coisa é perto! Por exemplo: Sea Life, London Eye, Big Ben, Westminster Abbey, tudo grudadinho! E achávamos que teríamos que pegar vários metrôs pra chegar neles. Então aproveite o pique e ande! Assim você descobre coisas novas, mesmo que se perca um pouco. Aliás, todas as vezes que nos perdemos um pouco, achamos algo bem bacana!

Aqui deixo alguns lugares que você visita só pra tirar fotos, o Big Ben, o Palácio de Buckingham e a vista da linda Tower Bridge vista da London Bridge. Também o Apple Market, que descobrimos quando resolvemos sair umas estações antes do metrô e andar um pouco. Ainda bem! Estava tendo uma feitinha gastronômica e comemos por lá.

big_ben
Big Ben.

Palácio de Buckingham
Palácio de Buckingham.

estatua
Pessoal curte uma estátuazinha.

tower_bridge
Tower Bridge vista da London Bridge.


Apple Market em Covent Garden.

Impressões

* No começo eu sofri na hora dos trocos e de pagar as coisas, malditas moedas de tamanhos malucos e cores doidas, aí na hora que fiquei boa, fui embora.

* Os bares fecham bem cedo, pelo menos mais cedo que na minha cidade natal, lá a galera sai de casa 23h da noite.

* Não importa a roupa ou o cabelo que você tem, a variedade de nacionalidades e estilos é tão grande que ninguém se importa com isso. Eu com meus cabelos cor de rosa nunca me senti mais normal na vida.

* Você passa sua própria compra e paga tudo no caixa. Sozinho. Tipo self-service. E ninguém confere nada! Fiquei chocada.

* De acordo com a cerveja que você pede no pub ela vem num copo diferente.

* No Reino Unido é normal as pessoas agendarem pra passar o natal em restaurantes e todos tem cardápios especiais para essa época do ano.

* Londres é uma cidade e tanto. Cheia de gente, cheia de sotaques, idiomas e coisas lindas pra se ver e aprender.

* Lá não tem self-service e comemos lanche praticamente todos os dias. Estava suspirando pra comer um prato de comida.

* Nos supermercados, no fim do dia eles remarcam produtos que iriam pro lixo ou estragariam, como sanduíches e frutas, e fica tudo mais barato. Era quando a gente ia e comprava frutinhas e coisas pra comer de noite no hotel.

* Lá vende chá Twinings no Burger King.

libras
Moedinhas do mau.

Pra quem se interessar, estão aqui os links do hote Ibis Budget Whitechapel que ficamos e o roteiro com pontos e passeios de Londres que fizemos. Espero que tenham gostado dos posts de Londres e até os próximos, pois agora vamos para Paris!

Links Bacanudos #22 – Amor, fangirls e desperdício.

links_22

Esta semana estou meio pobrinha de links, por motivos de que eu estou ansiosa demais essa semana e vi tudo tão rápido que não lembrei de guardar muita coisa. Mas juro me esforçar mais para a próxima.

Começando a chuva de links, trouxe esse texto super legal da Dafne sobre quanto dinheiro você joga no lixo. Aqui em casa somos super preocupados com o desperdício e o texto dela é bacana pra colocar em discussão algo que não é muita gente que pensa a respeito.

Sou fã de loooooonga data do Izzy Nobre, desde quando ele ainda era chamado de Kid por aí, e esse texto dele eu tive que trazer aqui pro blog pelo simples fato de ser maravilhoso. Ele explica o que a bíblia fala sobre homossexualidade, o que pra mim é interessante, já que não li esse livro famoso que todos citam.

Nestas semanas de show de Back Street Boys e meninas delirando e realizando sonhos, a Vic fez um post ótimo contando 22 razões pelas quais era sofrido, mas legal, ser uma fan girl nos anos 90.

Tem também um papo legal no Quase Mineira sobre todas as formas de amor e um apelo, “Me Deixem Amar em Paz”!

E ai pra ser um pouco consumista, essas capas de edredom de matar qualquer ser do coração, lá do Society 6. Só descobri essas capas quando fui pra casa do meu irmão na França, aqui no Brasil não temos muito o hábito de usar essas coisas, né? Mas achei super prático, principalmente pra lavar e deixar mais diferente.

E ai pessoal? Foi bom pra vocês =D

%d blogueiros gostam disto: