Valéria Piassa Polizzi, nascida em 1971 em São Paulo é uma escritora brasileira, autora do livro Depois Daquela Viagem, uma auto-biografia publicado em 1997, na qual relata ter contraído o vírus da Aids aos 16 anos de idade. O livro teve mais de trezentos mil exemplares vendidos no Brasil, e já foi lançado na Itália, em Portugal, na Alemanha, na Áustria, na Espanha, no México e em outros países da América Latina.

Valéria foi cronista e colunista da revista Atrevida, por oito anos, escrevendo a coluna da última página, intitulada Papo de Garota . Em 2007 se formou em Comunicação Social, jornalismo. Atualmente continua escrevendo e dando palestras. Em 2007 e 2008, passou uma temporada no México dando palestras em diversas escolas devido à adoção de seu livro Depois daquela viagem, traduzido para o espanhol com o título ¿Por qué a mí?. No México sua obra já vendeu mais de cem mil exemplares.

Assumir que tem AIDS, ainda mais em 1997, quando esta era taxada como uma doença de homossexuais, não foi fácil. Aliás, acho que até hoje não é fácil pra ninguém que contrai a doença. Por isso escolhi a Valéria. Ela teve a cara e a coragem de dizer ao mundo o que aconteceu com ela, e assim com o seu livro ela passa essa mensagem de que os jovens deve pensar muito bem antes de fazer qualquer coisa até hoje. Lí o livro dela com 13 anos, e ao mesmo tempo que ele te faz rir, te faz querer chorar.

Além do “Depois Daquela Viagem” ela também tem mais duas publicações, o “Enquanto Estamos Crescendo” e o “Papo de Garota”.