Vidinha Pacata

Pra não dizer que não falei de 2012

Todos os blogs que visito as meninas colocam um breve resumo de como foi o ano passado, hoje é dia 11, então acho que nunca é tarde, é?

Logo no começo do ano conheci o Gabriel, bem no casamento dele! Ele é maluco? Não sei, mas foi tão legal conhecer ele e todos os meninos do Séries no Ônibus.

Consegui um emprego em outra cidade! Eu já moro fora da minha cidade natal desde que fui fazer faculdade em Lorena/SP, mas mudar de novo, pra uma cidade maior onde não conhecia ninguém, foi mais maluco ainda. Foi meio difícil no começo, a gente não conhece nada e a sensação de estar sozinha é grande. Eu não sou de ferro, mas hoje já estou bem acostumada com tudo.


De emprego novo e cidade nova eu comecei a conhecer lugares que só via pela internet ou pela tv e resolvi experimentar, como o famoso Outback e o tal Burger King, que nunca tinha ido. Também descobri que tinha que a usar óculos.

Comecei um curso de desenho pra aperfeiçoar minhas leves habilidades com o lápis, descobri que prefiro usar mochila ao invés de bolsa, que eu odeio academia, mas adoro como me sinto quando saio lá de dentro. Fiz uma promessa pra ficar um ano sem refrigerante, só faltam 20 dias pra ela acabar e descobri que sou muito mais feliz sem ele. Ganhei uma galocha e digo que não há calçado melhor pra usar em dias de chuva. Consegui ficar mais de um ano (ainda estou) sem usar antibiótico, desde que tirei minhas amígdalas eu nunca mais tive outro problema maluco de saúde (sem contar quando caí de joelho na rua e fui parar no hospital, a lerda).

Desde agosto, quando meu namorado se formou, estamos morando junto e não sei como descrever como é bom ter alguém pra te fazer companhia e te acalmar. Está sendo algo delicioso, até cozinhar ficou mais legal. Meu irmão foi fazer um intercâmbio na Inglaterra, ficamos aqui morrendo de saudade, mas está sendo muito legal acompanhar as fotos (assim como da prima na Alemanha). Fiz parte do Project #365 e consegui cumprir todas as fotos. Conheci o Starbucks, o Pippin e a Luth (conhecia os 2 pela internet há anos em um grupo de Senhor dos Anéis).

2012 foi cheio de mudanças, cheio de melhorias, cheio de momentos bons. Que venha 2013! Será que faço promessas de ano novo?

Post Estilo “Velho Blog”

Lembram quando blogs era apenas diários na internet? Eu, como blogueira desde os 13 anos já falei sobre meus dias mais “emocionantes” do colégio até minhas pirações de adolescente. Mas hoje eu resolvi contar porque eu ando sumida de muitas coisas da internet. Todos sabem que eu sou a maior maníaca da internet e fico em Twitter e posto sempre e tudo mais. Sempre tenho uns posts agendados pro futuro pra vocês nunca ficaram sozinhos por aqui. Mas nas últimas semanas eu fui um pouco relapsa com o blog. Motivo: falta de direção. É estranho, mas vou explicar.


Eu morei por quatro anos numa cidadezinha no fundo do Vale do Paraíba, onde fiz faculdade e curti minha república. Como já postei por aqui, me formei ano passado então, provavelmente deveria voltar pra minha cidade natal no Sul de Minas. Mas resolvi ficar o mês de janeiro, já que meu baile seria dia 5 de fevereiro, e fiquei janeiro inteiro procurando um trabalho. Mandei currículos pelos 4 cantos do sudeste. Fui pro Rio de Janeiro, Taubaté, São José dos Campos e Guaratinguetá fazer entrevistas e mandava currículos o dia inteiro. No mínimo uns 15 por dia, seguindo a tag #vagas no twitter e sites de emprego. Enquanto isso planava a dúvida: “pra onde eu vou?”. Fico na cidadezinha? Vou pra casa em Minas? Mudo pra outra cidade onde eu encontrar emprego? E fiquei assim por um mês, cheguei a empacotar todas as minhas coisas e fiquei pronta pra ir pra qualquer canto.

Semana passada, o resultado desse mês de doideras: Fui contratada! Meu primeiro e real emprego, com carteira assinada e direito a exame de admissão, hahaha. Agora sou assistente de arte de uma agência de publicidade e estou gostando dessa nova rotina, até ela começar a ficar igual, mas acho que o legal de agência é isso, nem todos os dias são iguais. E sabem o que me ajudou a entrar aqui? Minhas habilidades desenhísticas!

Bem, por esses todos motivos, não tive tempo de sentar e escanear meus desenhos (porque eu não parei de desenhar senhoras e senhores, haha) e colocar aqui no blog nos caderninhos de quinta. Dá um certo trabalhinho tratar, e eu também estava colorindo eles então, juro que assim que as coisas assentarem desenhos virão aos montes! Ah e eu nem precisei mudar de casa!

Amo vocês meus caros leitores! E obrigada aos meninos que postaram aqui enquanto eu fiquei meio ausente.

O final de uma saga

Final
Day, Pri, Naty, Doug, Camilinha, Lili, Brew, Carlinhos
Quem me acompanha pelo Twitter e em outras 1500 redes sociais sabe que este foi meu último ano de faculdade e que sexta-feira foi o dia da minha apresentação final.

Fiquei super feliz com meu projeto com nome gigante: Projeto Gráfico Editorial de Cadernos em Módulo para Estudantes e Profissionais de Design, e foi mais uma etapa a ser finalizada.

Mais uma coisa que fiz na vida e que abriu espaço pra mais sonhos a serem realizados, porque é assim, um sonho se realiza e logo outro entra no lugar, é isso que nos torna vivos, não é mesmo?

Queria usar o post pra agradecer cada pessoinha que esteve comigo nesses quatro anos de estudos e de vida. Foi algo realmente marcante e vou levar por todo o resto da minha existência na memória. Quero que os momentos maravilhosos que passei aqui nessa nova cidade, nunca desapareçam e quero que os ruins sejam guardados como aprendizado, comigo tudo pode ser reutilizado!

Final
Lari, Don, Camilinha, Cristiano, Saulo, Francisco, Mi, Paulinha
Aos amigos que fiz, quero deixar um pedaçinho de mim, pra que nunca se esqueçam o tanto que cada um foi importante em cada passo que dei, cada risada foi valiosíssima e levarei comigo cada uma delas, mesmos aos amigos que não estão na minha turma, porque tem muito bixo gente boíssima nessa faculdade!

Final

Eu bixete, Deise, Marcus, Titi, Matheus, Pina, Valdir
Aos professores o meu agradecimento por me passarem o conhecimento que eles tem (ou não haha) e por me aturarem todos esses anos, eu sei, eu sou bem chata as vezes, mas questionar faz parte do mundo. Aos professores que viraram amigos, obrigada por me fazerem acreditar que eu posso.

Final
Paulinha, Eu, Thay e Mi
Para minhas companheiras de república, obrigada pelas festas, pelos papos na hora da Malhação e os debaixo dos beirais da porta, pelos churrascos, almoço surpresa, amigos secretos(ou invisíveis?), pelo algodão quando precisei tirar o esmalte, pelo brigadeiro… é tanta coisa!

Agora é virar gente grande de uma vez, sem anestesia.

%d blogueiros gostam disto: