Sugestão da semana. Esse longa metragem animado já apareceu aqui no Chocottone, quando a Michelli assistiu. Mas estive ouvindo a trilha sonora nessa semana e resolvi comentar um pouco além do que já foi falado.


Vamos pelo início, a produção desse filme foi parte da campanha de marketing da Viceral Games, para o jogo que de mesmo nome (Dante’s Inferno) que seria lançado para Xbox 360 e PS3. Particularmente achei uma jogada bacana, não é o tipo de game que curto, mas o tema, por outro lado é um dos meus favoritos.


O Inferno, é um dos trechos mais recontados e inspirados da obra “A Divina Comédia” de Dante Alighieri. O poema é composto de três principais personagens, Dante (que representa a personificação do Homem), Beatrice (que representa a ) e o poeta Virgílio (que representa a Razão, e inclusive Alighieri admirava bastante ele). Lógico que para se criar um jogo de ação e um filme animado, houve uma romantização bem diferente da original, embora para mim, foi muito legal ver trechos do livro ali animados. A produção tem trechos similares ao jogo eletrônico, mas tem suas próprias características com o intuíto de complementa-lo. No livro, Dante se perde numa floresta e acaba encontrando a entrada para o Inferno, o qual conhecerá os 9 círculos concêntricos, os quais cada um é designado para um pecado: Limbo, Luxúria, Gula, Avareza, Ira, Heresia, Violência, Fraude e Traição, e suas respectivas punições; ao no fundo teremos Lúcifer. Esse imenso fosso foi criado pela queda do Anjo da Luz, quando esse foi expulso do Céu.


Na aventura, ao invés de um homem com dúvidas, vemos um Dante guerreiro de cruzadas que fora traído por si mesmo e parte em busca de sua amada Beatrice. O grande detalhe da animação, é que ela foi produzida por 6 aclamados diretores internacionais (Ghost in the Shell, Blood: The Last Vampire, Tales of teh Black Freghter e Samurai Champloo), ou seja, em determinados trechos vemos visões diferentes, desde o personagem, até mesmo a própria animação. De que maneira isso pode ser bom? Só confirmamos que a mesma história pode ser contada de diversas maneiras, eu mesmo ao assistir algumas cenas – quando li o livro – imaginei de um jeito e ali estavam de outro, ou ainda, esse trecho não havia entendido… E por aí vai. Legal é ver quando ele encontra algumas almas de conhecidos, como acontece no livro. Como adaptação achei bem interessante, e como animação está muito refinado o resultado estético. A classificação +18 fica por conta das diversas cenas de violência, com corpos sendo retalhados e criaturas bizarras do Inferno, hehe!


No DVD, os extras deixam a desejar, sendo o mais legal o Storyboard Animado de algumas cenas.


Por fim, lendo o livro o trecho do Inferno é mais interessante, o Purgatório é interessante por retratar que parte dele é onde seria o Paraíso terrestre, aquele que viveu Adão e Eva, e ele é o inverso do Inferno. Possuí também suas divisões e bem interessante a sua maneira, parte que me marcou bastante é num trecho em que Dante encontra pessoas com os olhos costurados com arames porque eram invejosas. E o último trecho, no Paraíso, propriamente dito, que embora seja o mais parado, tem uma concepção bem diferente daquela de ser um local nas nuvens como sempre representam.

É isso pessoal, espero que se empolguem tanto quanto eu.
Bom final de semana, ateh! o/

Compre o DVD do filme.

Você também pode gostar desses

2 Comments on O Inferno de Dante – Uma Animação Épica (2010)

  1. :O Eu adoro animações japonesas, principalmente filmes!
    Ainda não li A Divina Comédia, mas já está na minha lista faz tempo e já sei mais ou menos como é a história. Adorei a dica do filme, vou assistir o mais rápido que eu puder!

  2. Kra….esse game é mesmo dahora, Imagino o anime… Gostei muito da historia e no game ela ficava bem clara. Vou assisti!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *