Aproveitando esse período de eventos festivos diversos, estadunidenses, brasileiros e mexicanos… A sugestão de animação para esse feriado fica sendo: “Os 13 Fantasmas de Scooby-Doo” (The 13 Ghosts of Scooby-Doo).


O assustado Scooby-Doo apareceu pela pela primeira vez na série original “Scooby-Doo, Where Are You?”, de 1969, onde são apresentados os cinco principais personagens: Scooby-Doo, Salsicha (seu amigo magrelo e comilão), Fred (o qual tem a postura de líder do grupo), Velma e Daphne, os quais compõem o grupo de investigadores “Mistery Incorporated” (no Brasil, chamado de “Mistério S.A.”).


Sobre a série em discussão, foi a primeira vez que houveram episódios interligados na franquia. E um dos detalhes é a presença do personagem Vincent Van Doido (Van Goughl, no original), o qual é um bruxo que auxilia os garotos. Também foi apresentado o jovem, causador de confusões, Flim Flam que resolve acompanhar o grupo nas viagens. Outro detalhe é o fato de não contar com a presença de Fred e Velma, e também foi a última participação em séries animadas do personagem Scooby-Loo.


São 13 episódios, que foram originalmente exibidos, semanalmente aos sábados pela manhã entre 07 de setembro e 06 de dezembro de 1985. O episódio 1, “A Todos os Monstros que Eu Já Amei” (“To All the Ghouls I’ve Loved Before”), conhecemos todo o elenco que participara da caçada. Abordos da “Máquina Mistério Voadora” (um avião bimotor), o pessoal acaba se perdendo no Himalaia e caíndo num vilarejo. Lá, eles conhecemo o garotinho Flim Flam, e seu amigo mistício Vincent Van Doido. O mago diz que a cidade sofre uma maldição de que a noite, todos se transformam em lobisomens, por isso devem partir logo dali.




No entanto, no templo nos arredores da vila, encontra-se guardada a “Arca dos Demônios” onde estão aprisionados os 13 fantasmas mais perversos que o mundo já viu. E dois espectros espertalhões, Caniço e Bolão, querem abrir para serem recompensados pelos fantasmas poderosos. Desse modo, enganam Salsicha e Scooby-Doo para que abram e libertem os monstros. Esse primeiro episódio é marcado por essa introdução, e a cena dos fantasmas saindo do tempo e se espalhando, lembro que foi algo que achei bastante aterrorizante na infância.



A partir disso, iniciam a busca atrás dos terríveis fantasmas. “O Grande Mágico” (“Scoobra KabooBra”) – referente ao 2º episódio – encontram o 1º monstro assustador, sendo Maldor – O Malévolo, o qual com sua magia negra, torna tudo que é belo na floresta em coisas terríveis. Ele está em busca da Vara de Condão de Zagras, a qual pode torna-lo, infinitamente, mais poderoso. Porém, ela esta perdida no Castelo da Princesa Esmeralda. Porém ele acaba lançando uma maldição que deixa Daphne em um sono eterno, e somente Scooby-Doo poderá salva-la.



“Eu e a Minha Sombra Fantasma” (“Me and my Shadow Demon” – s01e03). Nesse episódio, a turma acaba perdendo a “Arca dos Demônios”, e precisam recupera-la, pois nessa noite as forças das trevas estarão mais fortes do que nunca, e assim podendo destruir a “Arca”. Por isso eles precisam entrar na Mansão Befuddle para conseguirem encontrar um caminho para o Castelo das Montanhas e encontrarem a “Arca”. Porém, a Rainha Morbidia convocou diversos monstros para que possam destruir, então, a “Arca”, antes do amanhecer.



“Pra lá de Marrakesh” (“Reflections in a Ghoulish Eye” – s01e04). Durante uma convenção paranormal, Scooby-Doo e seus amigos são atraídos por um telegrama falso, enviado por Caniço e Bolão, para que fossem até Marrakesh. Chegando lá eles são acusados de terem sequestrados uma camareira do hotel. Porém, descobrem que o culpado é na verdade outro espírito mal, Relector que fica dentro de um espalho prendendo as pessoas, o único modo de derrota-lo é usando o Amuleto de Ishkabibble. Uma das cenas que realmente assustaram é quando o fantasma tenta engolir Daphne e o pessoal, meu o que foi aquela cena?! Mas enfim…



“Diversão Monstruosa” (“That’s Monstertainment” – s01e05). Durante uma madrugada, o pessoal resolve assistir o filme de terror “O Filho da Noiva do Fantasma de Frankstein”, no entanto, quando iria iniciar o programa, todos são capturados pela perversa Zomba. Acho que uma das vilãs mais interessantes dos 13 Fantasmas, que realmente vai resolver tudo com as próprias mãos. Com o pessoal aprisionado, ela tenta pegar para si a “Arca dos Demônios” e então libertar seus companheiros, enquanto o pessoal participa do filme, dando tempo para Vincent tentar encontrar um feitiço que tire a todos dali. A paródia com a história de Frankstein é muito bacana, assim como, ver os Scooby-Doo representando um papel mais malvado, por assim dizer, hehe.




“Navio de Fantasmas” (“Ship of Ghouls” – s01e06). Extremamente apavorado por ver tantos fantasmas e monstros, o pessoal resolve levar Scooby-Doo para um cruzeiro de férias. Contudo, Caniço e Bolão planejam assusta-lo para que ele fique ainda mais assustado para que não seja mais um caçador de fantasma. Porém, acabam descobrindo que estão a bordo os Fantamas do Triângulo das Bermudas,  pois o navio havia afundado 50 anos atrás, e após atravessarem uma névoa mostra sua verdadeira aparência. E o plano maligno é que cheguem até o Triângulo para que a “Arca” seja aberta.


“O Pequeno Monstro” (“A Spooky Little Ghoul Like You” – s01e07). Em Nova Orleans, o perssoal se reúne para assistirem Vincent Van Doido ser homenageado como o mágico mais poderoso do mundo. Mas durante as comemorações, algo de estranho começa a acontecer, e todos os magos começam a ficar apaixonados por uma mulher loira, e descobre que é Nicara, uma dos 13 Fantasmas. Scooby-Doo e Salsicha descobrem que o plano dela é beijar Vincent Van Doido para roubar os poderes do místico.



“Bruxarias” (“When You Witch Upon a Star” – s01e08). Dessa vez, o grupo acaba se separando, enquanto a turma vai atrás das bruxas, Vincent vai a Zona do Mal Eterno para tentar deter o demônio névoa maligno. Lá, ele descobre que na verdade é Marcella, que ao sair da “Arca do Demônio”, um vento espectral a arrastou para esse lugar. Enquanto isso, as Irmãs BrewsterWanda, Hilda e Ernestine – estão preparando o Feitiço nº13, que deve ser realizado em Stonehenge, para libertar a poderosa bruxa. Interessante que em lugares assim, terríveis por assim dizer, sempre existe algum personagem fofinho, como na Zona do Mal Eterno, Vincent conhece o pequeno Idesvigg , enquanto que no filme animado dos “Transformers”, encontram em Quintessa o pequeno Wheelie, por exemplo.



“O Maravilhoso Scooby” (“It’s a Wonderful Scoob” – s01e09). Nesse episódio, o pessoal chega ao vilarejo de Cuckoosberg, onde o tempo esta acelerado. Eles precisam encontrar o vilão Lodo do Tempo, em sua Caverna do Tempo Perdido, pois ele tem o plano de apresssar o tempo até o dia que ele conquiste o mundo. Porém Scooby-Doo, resolve voltar para a casa dos seus pais e esquecer dessa vida de caçador de fantasmas. O pessoal tenta continuar o trabalho sem ele, mas acabam sendo capturados. Vincent vai ao encontro de Scooby-Doo, e o leva para uma viagem no tempo, para o passado, presente e futuro para mostrar sua importância para a equipe. Isso lembra muito o clássico dos “Os Fantasmas do Natal”.



“Scooby na Quaqualândia” (“Scooby in Kwackyland” – s01e10). Esse é um dos episódios mais surreais, se é que se pode dizer isso no universo do desenho de Scooby-Doo, hehe. O vilão Demondo, com uso de uma caneta cheia de tinta cósmica, consegue capturar a turma dentro dos quadrinhos de um jornal. Porém, durante a confusão, Scooby-Doo acaba perdendo a caneta de Demondo e todos ficam presos e em busca da saída daquele lugar. Durante a aventura, Scooby-Doo conhece seu herói o Pato Patypus, a astronauta Astrid b, o Mago Maluco e outros personagens, que ajudam ele e a turma a escaparem. Um detalhe bem rico e legal é a mudança de paleta de cores e estilo de traço usado para dar esse ar de comic, gerando um contraste bem diferente dos demais episódios, o que achei uma mudança estética bem curiosa e bacana esse mistura de estilos.





“Fantasmas de Longa Distância” (“Coast to Ghost” – s01e11). Vincent Van Doido acaba sendo vítima do “O Olho da Eternidade” – graças ao perverso Rancor – e começa a se transformar em pedra. Porém, Caniço e Bolão dizem que querem se vingar da SOFAPO (Sociedade de Fantasmas e Poltergeist, uma organização de fantasmas que nessa noite estará recrutando novos membros), então, resolvem ajudar os garotos. Além disso, devido a um mal entendido, os jovens começam a ser perseguidos pela polícia. Uma das frases divertidas é a de uma conversa entre Salsicha e Caniço: “Acho que vamos todos virar fantasmas, hehe. A vida é boa?” “Ah! É um vidão, rapaz!”. Felizmente o pessoal consegue chegar a Massachusetts para pegarem a Máscara de Muma para salvarem Vincent.



“O Show Mais Fantasmagórico da Terra” (“The Ghouliest Show on Earth” – s01e12). A turma resolve ir até DooVille, e inclusive os pais de Scooby-Doo preparam uma festa de boas-vindas para ele e a turma. Porém, antes deles chegarem aparece outro trem transportando o Circo Fantástico do Profº Fantazmo. Ele diz que naquela noite tudo será grátis: os brinquedos, a comida, tudo! Porém, Salsicha e Scooby-Doo descobrem que existe um feitiço no circo que está enganando a todos, e eles tentam convencer os outros sobre isso.



“Horror na TV” (“Horror-scope Scoob”– s01e13). Nesse último episódio, a turma vai até um estúdio de televisão para participarem do show do Boris Monstrov, um velho amigo de Vincet Van Doido. Trata-se de um programa dirigido por Fred Cadaver que possui apenas quadros horripilantes. Porém, quando chegam ao palco, Caniço e Bolão preparam uma armadilha e a “Arca dos Demônios” desaparece. No entanto, Zimbulu diz que não foi ele quem pegou a “Arca”, e para aumentar a confusão, o livro de Magias de Vincent – “O Grande Volume da Arca dos Demônios” – também havia desaparecido. O pessoal vai atrás de pistas, pois aquele que abrir na noite do inverno solstício terá todos os poderes do universo.



“Os 13 Fantasmas de Scooby-Doo” foi a 7ª série da franquia, e contou apenas com essa temporada, a qual na abertura falava que o grupo tinha que caçar os fantasmas, pois eles que os haviam libertado. Porém, tanto que o último episódio não acaba num clima tão festivo como eu esperava, além de que, existam controversas sobre os 13 Fantasmas que haviam sido capturados, que no caso do episódio do navio, algumas pessoas consideram o Capitão + os tripulantes os que faltariam, mas isso não é uma informação 100%… Todavia, a série contou com o personagem que foi homenagem ao astro de filmes de terror Vincent Price, que na versão original, foi ele mesmo quem dublou o Van Doido.


Nessa série, Salsicha e Daphne tiveram um visual reformulado para os anos 80, e também achei legal ela ter uma participação maior e mesmo, mais atrapalhada, por assim dizer. Não sendo tanto uma garota mimada e pagando mico nas peraltices que o pessoal se metia. Além de terem também uma nova van para a Máquina Mistério. A trilha sonora é algo que sempre achei bacana nesses desenhos animados mais antigos, e engraçado de perceber, que como se trata de uma produção da Hanna-Barbera, algumas músicas do desenho dos “Super Amigos” foram usadas, como no episódio 3 quando descem as escadas fugindo, hehe.





A versão brasileira da série ficou a encargo da Herbert Richers, a qual fez um trabalho bem interessante, que era algo muito divertido da época, como usarem expressões nacionais para os personagens, como “Beijinho beijinho, tchau tchau!”, em tempos que o Xou da Xuxa ainda estava em alta, ou mesmo algo mais simples como “Maluquetes”, dentre outras que aparecem. Scooby-Doo, desde sempre, foi dublado pelo quase centenário Orlando Drummond (o Alf, do seriado de nome homônimo); Vincent Van Doido, no Brasil, foi dublado pelo já falecido Marcos Miranda (Clark Gable, em “…E o Ventou Levou”, Miragem em “Transformers”), o qual possuía uma voz muito particular que achava bacana quando ia “falhando” no final das frases, hehe; Daphne, desde sempre, pela Juraciara Diácovo (Penélope Charmosa em “Os Apuros de Penélope”, na dublagem orginal); além de diversas participações do Silvio Navas (Mumm-Ra em “Thundercats”), as vezes como algum vilão, ou personagem de apoio; mas o principal é o fato do Mario Monjardim (Super Galo, no desenho de nome homônimo) ter ficado nos papéis de vilões, vozerio e outros personagens, não sendo o Salsicha como de costume, mas mantendo os trejeitos particulares que não possuem nos textos originais, como, “Ô diabo”.

Exemplo de Antecipação, um dos “12 Princípios de Animação” + “zip lines”.

Enfim, “Scooby-Doo e os 13 Fantasmas” foi uma série divertida, e ainda esperamos que seja vendida no Brasil. Uma de suas últimas exibições foi no canal Boomerang, em tempos que exibia apenas séries de animação antigas. Scooby-Doo! Mistério S/A (“Scooby-Doo! Mystery Incorporated”) é a série mais recente, que está em sua segunda temporada, e vem sendo bem elogiada. Ainda não tive a oportunidade de acompanhar.

De resto, bom domingo para todos.
Ateh _o/

Você também pode gostar desses

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *