nerd

Vídeo: Campus Party 2017 – Eu fui!

campus_vitrine_2017_blog

E eu tava toda achando que não ia, ficando toda tristonha no Facebook e PAFT! Um amigo me presenteia com entradas, camping E alimentação para um dos eventos que eu mais curto ir, a Campus Party. Ficar acampada cansa, lá é mega difícil de dormir, você dorme meio mal (pelo menos pra mim), mas é muita informação, muito conhecimento, contatos, ideias e diversão em um único lugar. Sou fã de carteirinha e me divirto e aprendo muito sempre.

Este ano com toda a vibe de “YouTuber” que estou, resolvi gravar um vídeo rapidinho contando e mostrando um pouco do evento pra falar das minhas impressões do evento este ano, mesmo tendo ido embora de lá na sexta-feira pra trabalhar aqui em São José dos Campos. Como estou meio moída da semana punk de Campus e fim de semana cheio de passeios (Templo Zulai e Jogo do Palmeiras), gravei do celular mesmo, cara limpa e “gente como a gente”.

Se você curtiu o vídeo, inscreva-se no canal e dê seu joinha.

foto_campus_2017_1Jovem Nerd.

foto_campus_2017_2Já disse que ADORO casemods?

foto_campus_2017_3Olha esse dos Piratas do Caribe!

foto_campus_2017_4Neon + Michelli = Amor.

foto_campus_2017_5Meninas do Indiretas do Bem.

foto_campus_2017_6Natalia Freitas.

Quer mais posts sobre a Campus Party? Clique aqui.

CCXP: Comic Con Experience 2015

ccxp_1

Hulk vs. Hulk Buster dando as boas-vindas no evento.

Este final de semana aconteceu em São Paulo a tão esperada Comic Con Experience, evento de cultura pop (vulgo geek/nerd) que reuniu na São Paulo Expo várias marcas, artistas e ações para divulgação de filmes, séries, games etc. Como uma boa fã de tudo que envolve esta cultura, eu e o noivo nos aventuramos nesta empreitada e saímos de São José dos Campos rumo ao evento no sábado de manhã. Chegamos lá tão fácil que foi incrível! Nada de trânsito, nada de problemas. Para entrar achamos as filas super organizadas, ainda mais se comparadas com outros eventos que já fomos como Rock in Rio e AnimeFriends, e em 40 minutos estávamos dentro do evento. Achei rápido e agradável pois não ficamos muito tempo parados.

ccxp_2

Dando uma de Bart.

ESTANDES
Lá dentro é a hora de ficar doido: lojas com estandes enormes e muito bem montados. Os preços? Achei tudo no preço normal de lojas que vi na Liberdade em São Paulo, por exemplo, algumas coisas até bem mais caras, porém muita coisa exclusiva do evento. Única coisa que vi mais barata e que realmente tive que comprar foram volumes capa dura dos MSP Graphics do Maurício de Souza. Além disso, FILA, muita fila! Fila pra participar de ação dos estandes, pra pegar autógrafos de artistas, pra banheiro, pra entrar nas lojas! Mas, quem vai em eventos assim sabe que o normal é isso, fila pra tudo. Só entrei nas lojas que não tinham fila mais pro final do dia. Aliás, achei a fila pra comer bem rápida comparada as de outros eventos que fui.

Dos estandes os mais legais pra gente foram o da Sony, com tiro-ao-alvo, fotos como um Caça-Fantasmas e o super divertido Escape60′ inspirado no novo filme baseado no livro do Dan Brown, Inferno. Ficamos tão empolgados que queremos visitar em São Paulo os outros.

COMIDA
Tinha opção pra caramba! Desde self-service até food-truck, mas tudo com preço bem salgado. R$18 uma pizza pequena é de matar do coração, sorvetes simples por R$5 e uma garrafinha de água por R$5, então a solução foi levar barrinhas de cereal e garrafa de água de casa pra economizar.

ccxp_3

Uma bitoca no nariz do Ozob.

ccxp_4

Figurinos oficiais do filme Batman vs. Superman.

ARTIST’S ALLEY
Pra mim o melhor da CCXP! Pude conhecer e apoiar artistas que sigo virtualmente e ainda pegar assinaturas em materiais que eu já tinha em casa. Alí meu dinheiro foi-se, o pouco que eu tinha, mas gasto com gosto. Pude conferir de pertinho artistas como Gonzalo Cárcamo, o monstro da aquarela, Hiro Kawahara, Joel Lobo, Garrucho, Bianca Pinheiro, Fernanda Nia, Marcia Misawa, Fabiana Shizue, Rebeca Prado e váaaarios outros queridos por mim.

PAINÉIS E AUDITÓRIOS
Eu não sei se pessoas vão me matar agora, mas não me interessei muito nos painéis. Eu sei que teve coisas bacanas, mas eu fui em apenas um dia e meu objetivo era Artist’s Alley então acabei não conseguindo ver nenhum. Os artistas famosos que foram? Bem legais, mas não sou fã de nenhum então por isso preferi não ficar nas filas e curtir o evento tranquila.

ccxp_5

Transformet “miniatura”.

ccxp_6

Action Figures da Bandai.

ccxp_7

Trono de ferro, Boba Fet e cosplayer mara do Coringa. Na foto estou com a blusinha “Silhuestrelas” da Alpaka.

COSPLAYS
Gente, fiquei encantada com a quantidade de cosplayers maravilhosos que estavam lá. Tirei foto com um rapaz que é a encarnação do Johnny Depp, a moça tava IGUAL a Malévola e não consegui lidar com este Coringa. Muitos artistas maravilhosos! Só fiquei chateada com alguns que tiram foto com cara de merda quando você pede, o que eu acho meu nada a ver, mas ainda bem que a maioria foi super bacana.

No geral o balanço foi positivo e nos divertimos bastante. E vocês? Alguém mais aqui foi? O que vocês acharam mais legal?

Tag: Geek Girl

geek_girl_1

Depois que vi essa tag no Nerdiva eu fiquei morrendo de vontade de fazer e então resolvi dar uma roubadinha da Thaís e colocar ela aqui pra poder falar um pouco mais desse lado meu que anda ficando meio escondido aqui no blog.

1. Um game que te fez ficar sem dormir.
Atualmente o jogo que me fez ficar até tarde foi o Tomb Raider: Underworld, o nono jogo da série que tem Lara Croft como personagem principal. Ainda estou no começo do jogo, mas é tão bom que se deixar fico e fico e fico… pena que ultimamente tenho pouco tempo pra jogar.

2. Um filme que te fez tremer.
Quem me conhece sabe que não curto filme de “fazer tremer”, então não sou muito base pra isso. “O Chamado” deve ter sido o último de terror que vi, há muito, muuuuuito tempo.

3. Um desenho ou anime que te fez chorar.
Desenho é fácil: Divertidamente me fez ser criança chorona no cinema. Estava numa sessão sozinha, cheia de pais e filhos e chorei bastante. A síndrome de Peter Pan aflorou e meu “eu-criança” se fez presente.

4. Um seriado que te fez gargalhar.
O que me veio agora na cabeça foi Gilmore Girls, que foi renovada pra uma temporada especialíssima no Netflix. Eu amo rever os episódios quando acho no PC, a trilha era ótima e elas eram simplesmente maravilhosas. Torcendo muito pra poder revê-las.

geek_girl_2

5. O melhor super herói.
WOL.VE.RI.NE. Principalmente pela interpretação de Hugh Jackman (S2), mas já era fã do personagem desde o desenho que passava nos anos 90. O humor ácido e a paciência zero me faziam dar altas gargalhadas.

6. O melhor vilão que já existiu
Poxa, eu nunca dou muita bola pra vilões, sou dessas que adora um bom moço/boa moça, mas se tiver que escolher eu fico com Darth Vader pelo grau de significância que ele tem até hoje. Um dos vilões mais pops que temos, amado por crianças e adultos.

7. O crossover geek dos seus sonhos.
Nossa mãe! Esse é o tópico mais difícil dessa tag. Primeiro que nunca parei pra pensar nisso, então tudo fica estranho pra mim quando misturado, mas já que é pra viajar, Ghostbusters com Supernatural? Frozen com a Origem dos Guardiões? Não sei.

8. Classe do seu personagem no RPG.
Nunca joguei o RPG com mestre e tudo mais, pois nunca achei grupos de conhecidos ou algo do tipo, mas sempre pirei na ideia do jogo. Nas histórias do Pônei Saltitante, um grupo de discussão do Yahoo onde criávamos histórias baseadas em coisas nonsenses e Senhor dos Anéis, minha personagem era uma meia-elfa meia-humana, mas não lembro dela ter classe, se tivesse que escolher seria feiticeira.

9. Os 3 sites que você mais acessa.
Tirando redes sociais eu adoro o Cinema com Rapadura pra saber sobre cinema, Jovem Nerd pra saber sobre coisas nerds e o bom e velho UOL pra saber se o mundo acabou ou não.

10. O seu melhor item geek.
Acho que meu iPad. Ganhei da minha mãe há alguns anos e ele me ajuda em muuuuita coisa, principalmente quando viajo e quero continuar a ver fotos e vídeos e postar nas redes sociais do blog e da Alpaka. Além disso estou treinando e aprendendo francês nele.

E ai curtiram? Alguém se identificou? Vou indicar a Cris e a Babee pra continuar essa corrente.

PowerBall

Vocês já ouviram falar na PowerBall?

Poisé, eu nunca tinha ouvido falar nesse brinquedinho, até que meu irmão chega todo animado em casa falando que a namorada dele tinha uma. Lá fui eu pesquisar, e achei o troço muito louco! Não deu outra, pedi pra namorada dele levar quando fosse lá pra casa e brinquei até meus braços não aguentarem mais. Tá curioso? Só ver o vídeo:

Como o próprio vídeo diz, essa belezura pode chegar à 18.000 rotações por minuto e pode pesar até 18kg, isso acontece devido à força centrípeta, ou seja, quanto mais rápido, mais pesada ela fica. Além disso ela vêm com um contador de giros pra você saber quanto você consegue girar, afinal sem isso nunca iríamos saber exatamente né?

Existem vários modelos, desde os mais simples, com o contador e a cordinha pra dar o “start” na brincadeira, aos com luzes. Tem também os de alumínio aeronáuticos, que não fazem barulho.

O único probleminha dessa bolinha poderosa é o valor um tanto quanto salgado que devemos pagar pra conseguir uma. A mais barata que eu encontrei custa R$120,00.

Interessou?
PowerBall.com.br
Coisas & Cia