roupas

ENKB – Pequeno Negócio

enkb_1

Eu conheci a ENKB por um amigo da faculdade e ex-colega de trabalho (oi Dé) que levou algumas peças para a galera da agência dar uma olhada. De cara achei as roupas super diferentes e algumas até bem ousadas para o público masculino, o que me chamou super a atenção.

A criadora da marca é a Mell Barbosa, por acaso namorada do meu amigo, por isso consegui algumas palavrinhas dela pra poder compartilhar um pouco mais da marca com vocês, principalmente sobre o desafio de criar algo seu.

Como surgiu a ENKB?

“Sempre pensei em ter uma marca de moda masculina, tenho irmãos e primos, e sempre fui cercada por este mundo, mas também via que não tinha muita variedade no mercado pra eles como temos na moda feminina. Percebi a necessidade de uma moda masculina bacana e descolada, diferente do que encontrávamos e em 2010 lançamos a primeira coleção da ENKB. É uma moda masculina desenvolvida por um olhar feminino, como uma mulher gostaria que um cara se vestisse, com um olhar mais ousado também.”

enkb_2

Quais os maiores desafios de se ter um negócio deste?

“Mão de obra qualificada para produção menor, desenvolvimento e produção, pois a marca presa por qualidade e buscamos uma igual a de marcas grandes e este é um desfio que a gente se propõe a competir com eles. Falta de incentivo do governo com impostos absurdos, o governo não ajuda nem grandes marcas, então as pequenas menos ainda. A moda masculina é menos consumida, mas estudos mostram que ela cresce mais que a feminina, o que pra mim é bom, pois homens tendem a ser mais fiéis as marcas. Funcionários que acreditam no seu propósito. Pontos de vendas, lojistas que acreditam na marca. Tudo é um desafio.”

Qual a vantagem de ter o próprio negócio?

“Ter produtos originais e exclusivos. Geralmente em grandes marcas o pessoal é quase obrigado a copiar. Posso fazer um produto do jeito que eu gosto e do jeito que acredito. Eu faço muitos eventos culturais então tenho contato direto com meu consumidor, posso fazer um produto bem direcionado e bem assertivo e tenho feedback direto do meu cliente. O mais importante é ter essa liberdade de desenvolvimento de criação, fazer uma coisa que você acredita que te estimula a todo dia quando você acorda de manhã ir poder trabalhar. Como diz aquela frase: ‘Quando você gosta do que faz, você nunca terá que trabalhar na sua vida.'”

enkb_3

Empreender não é fácil, mas tem muita mulher mandando bem por ai, né não? Se você quer presentear ou comprar algo da ENKB é só visitar a loja on-line. Se por acaso você morar em São Paulo, visite também a loja física que fica na Avenida José Maria Fernandes, nº 886 no Parque Novo Mundo.

Siga a ENKB: Facebook | Instagram

Links Bacanudos #25 – Dieta, ilustração e Disney

links_25

Hoje tem dieta, ilustração e Disney por aqui, então se preparem pra sair clicando =D

Eu voltei pro mundo das corridas, mas tenho poucas roupas específicas pra treinar. Porém se você é uma viciada em roupas de corrida/academia, pode dar uma olhadinha aqui nesse post do Corre Mulherada falando de armário cápsula pra treinar. E falando em nesse tão comentado armário capsula, sabia que ele não é obrigação né?

Pra quem ilustra e tem curiosidade sobre artistas, conheci essa semana o Nihonjin, um podcast que entrevista artistas brasileiros. Isso é tão bacana! Então trouxe o link do cast gravado com a querida Sabrina Eras. E falando em artistas, você tem que conhecer o Navio Dragão, uma HQ brasileira e fofa, e ainda aproveitar e baixar o wallpaper da Bela da talentosa Juliana Fiorese.

No campo da Disney também temos este post da Thais cheio de covers lindos da Disney. Simplesmente porque Disney é amor, é vida e fofura. E se você quer uma corrida de fofura, tem corrida de patinhos de borracha lá no Canadá. Sério, que bizarrice fofa!

A Fernanda Pineda falou como foram os #20diassemjacar, 20 dias que ela pegou firme na dieta e não fugiu nem nos fins de semana. Vale a pena pra se inspirar!

E vocês o que acharam dos links de hoje?

Conheça a Alpaka

alpaka_marca

Hoje o post vai ser um pouco diferente, porque hoje é dia de contar tudo que aconteceu comigo nesses tempos. Então puxe uma cadeira e fique a vontade.

O ANTES

Era uma vez uma menina que não sabia o que fazer de faculdade. Ela gostava de tantas coisas, mas nada parecia ser o ideal. Direito? Muito sério. Biologia? Ah, é muito bicho. Bem, um dia um amigo seu do colégio contou onde estava e a faculdade que estava fazendo: Desenho Industrial. De repente tudo pareceu tão legal, divertido, diferente, tudo que um dia ela tinha gostado de fazer estava ali. Ela prestou vestibular, passou, fez seus quatro anos muito bem e saiu de lá achando que podia crescer muito. Conseguiu seu primeiro emprego em uma agência de publicidade. Um ano depois e ela já estava em seu terceiro emprego. Mais um ano e já era a quarta agência. Nesse mercado da publicidade chamam isso de “dança das cadeiras”, os funcionários vão mudando conforme a música canta. Ela queria aprender muito e crescer, e ela aprendeu muito sim, mas de repente esse mundo deixou de ser atraente. Muitas horas a mais na conta, que ninguém nunca vê, pizzas pra comer às 21h da noite e a saúde começava a cobrar cada centavo de uma vida corrida, com preocupações e ansiedade. Psicólogos, fisioterapeutas e gastros. Muita gente gosta desse ritmo, mas ela descobriu não foi feita pra isso. Seu sonho de crescer nesse ramo foi ficando cada vez menor, o objetivo começou a virar “viver de sábados e domingos” e ficar feliz no quinto dia útil. O que tem de errado? Nada. Mas será que não dá pra ser feliz de segunda a segunda? Fazer algo que te empolgue?

alpaka_3

A IDEIA

Um dia ela acordou de manhã, desses bem quentes, e olhou no armário pensando: “minhas baby looks são tão fofas, porque não tem vestidos fofos assim pra eu usar nesses dias quentes?”. PLIM. Nasce uma ideia. No final do dia comentei com o então namorado sobre a breve ideia e ele disse que isso realmente poderia virar algo. Mas até alí isso tudo não era nada.

PRIMEIRO PASSO

As coisas vão acontecendo sem que a gente se dê conta. Estava a menina andando pela Campus Party 2014 quando um consultor do SEBRAE a aborda com a pergunta: “Você tem uma ideia?”. Ela olha desconfiada pra ele e respondo que sim. Sentados em um dos sofás do evento por duas horas eles preenchem o primeiro canvas do que poderia um dia virar um negócio.

chell_thay

SEMPRE TEM LUGAR PRA MAIS UM

“Então Thay? Que que você acha?”, perguntava a menina. A resposta seria a melhor do mundo e ali nascia uma parceria. Seriam as duas muito malucas pra colocar tudo em prática? Um dia elas terão esta resposta.

UM CHUTE NA BUNDA SEMPRE TE LEVA PRA FRENTE

Ano passado a menina tira suas primeiras férias depois de virar gente grande, mas quando volta tem a notícia de que seus serviços não serão mais necessários. Um misto de desespero, ansiedade e alegria se misturaram no coração dela. Seria agora a hora? De correr atrás de algo que a empolgue, que faça valer a pena? A resposta dessa pergunta é a querida Alpaka.

newsletter_vestidos

A ALPAKA

Começamos a trabalhar mesmo na Alpaka em janeiro de 2015, aprendendo como funciona essa história de confecção, como modelar, como costura, linguagem dessa área, onde achar fornecedor, onde registra o que, o que tem que ter, como faz, plano de negócio, tabelas, contas e tudo mais que tem a ver com essa vida de empreendedor. É muita coisa pra aprender? É! Mas olha, tem sido os melhores meses desde que comecei a trabalhar em alguma coisa. Estamos aprendendo aos poucos, estamos com medo de tudo que pode acontecer, mas estamos confiantes na nossa ideia que é trazer produtos diferentes para mulheres. Roupas e acessórios confortáveis pra trabalhar, sair, passear e que possam dizer algo, que sejam divertidas, diferentes e tragam significado.

Gostou da nossa história? Dos nossos primeiros produtos? Então siga a gente nas redes sociais e acompanhe nosso crescimento e nossos lançamentos, porque tem muita, muuuuuita coisa boa vindo ai! AH! E os vestidos e lenços já estão sendo vendidos pelo Facebook, é só mandar inbox.

Site | Facebook | Instagram

Fotos por Paula Mayumi

Black Milk Clothing e suas roupas maravilhosas

Já faz algum tempo que eu descobri esta loja maravilhosa lá da Austrália, criada por james Lillis e que me fez pirar a cada novo lançamento, mas pouca gente conhece essas maravilhas, então resolvi vir contar pra vocês.

A loja foi criada quando James, em meio a trabalhos chatos e que não empolgavam em nada, resolveu comprar uma máquina de custura. Ele começou a fazer cursos e juntar cada centavo para comprar tecidos. Na primeira vez, o único tecido que ele conseguiu comprar foi nylon, e pelo visto foi o que ele mais gostou. Ele tentou vender as calças em lojas e mercados, mas sempre ouvia “nãos” até que, percebendo uma movimentação na internet de pessoas falando de suas criações, ele resolveu abrir uma loja on-line, que desde 2009 está funcionando e encantando meninas pelo mundo.


(mais…)