Leituras

Aquele livro de cabeceira, o mangá que coleciono ou o quadrinho que resolvi ler.

Livro: O Festim dos Corvos – As Crônicas de Gelo e Fogo – Livro Quatro – George R. R. Martin

Festim dos CorvosAs Crônicas de Gelo e Fogo prosseguem após o violento triunfo dos traidores. Enquanto os senhores do Norte lutam incessantemente uns contra os outros e os Homens de Ferro estão prestes a emergir como uma força implacável, a rainha regente Cersei tenta manter intacta a força dos leões em Porto Real. Os jovens lobos, sedentos por vingança, estão dispersos pela terra. Arya abandonou Westeros rumo a Bravos, Bran desapareceu na vastidão enigmática para além da Muralha, Sansa está nas mãos do ambicioso e maquiavélico Mindinho, Jon Snow foi proclamado comandante da Muralha mas tem que enfrentar a vontade férrea do rei Stannis e, no meio de toda a intriga, começam a surgir histórias do outro lado do mar sobre dragões vivos e fogo… Quando Euron Greyjoy consegue ser escolhido como rei das Ilhas de Ferro, não são só as ilhas que tremem. O Olho de Corvo tem o objetivo declarado de conquistar Westeros. E o seu povo parece acreditar nele. Em Porto Real, Cersei enreda-se cada vez mais nas teias da corte. Desprovida do apoio da família e rodeada por um conselho que ela própria considera incapaz, é ainda confrontada com a presença ameaçadora de uma nova corrente militante da Fé. Como se desenvencilhará de um tal enredo? A guerra está prestes a terminar, mas as terras fluviais continuam assoladas por bandos de salteadores. Apesar da morte do Jovem Lobo, Correrrio ainda resiste ao poderio dos Lannister, e Jaime parte para conquistar o baluarte dos Tully. O mesmo Jaime que jurara solenemente a Catelyn Stark não voltar a pegar em armas contra os Tully ou os Stark. Mas todos sabem que o Regicida é um homem sem honra. Ou não será bem assim?

Que parto terminar este livro! Nem sei quando foi que comecei a ler o quarto volume das Crônicas de Gelo e Fogo, mas depois de reler muitas partes e me perder em outras, finalmente terminei! Este foi pra mim o livro mais confuso e cansativo da coleção, até agora. Os personagens que estávamos acostumados dão espaço para outros e você começa a acompanhar outras partes da história. Depois do meio as coisas começaram a ficar mais interessantes, foi quando engatei e fui até o fim da história. Não posso ficar contando muito por aqui, spoilers não são bem-vindos, né?

Neste volume temos muitas partes de Sam, que me surpreende a cada capítulo dizendo sempre que é um covarde, mas sempre sendo corajoso quando tem que ser. Acho que ele mesmo não sabe o que é ser um covarde. Arya em Bravos está aprendendo cada dia mais, e estamos todos intrigados em saber o que vai dar essa aventura dela. Bran não aparece, mas Alayne surge como uma jogadora que aprende muito bem a manipular algumas peças. Agora fiquei com mais vontade de ler o quinto. Será que termino até a próxima temporada?

Sinopse do Skoob

20 (e poucos) anos de Sailor Moon

Sailor Moon é uma série de mangá escrita e ilustrada por Naoko Takeuchi e foi publicada de 92 a 97, ganhando o 17º Prêmio de Mangá da Kodansha, prêmio importante para o gênero. O sucesso foi tanto que logo a história foi adaptada como série de anime pela Toei Animation (com 200 episódios), para musical em 1993 (Sera Myu) e como série live-action em 2003 (Pretty Guardian Sailor Moon).

sailorMonn_stuff
Tinha esses, tão lindos *__*

Desde pequena eu era super-hiper-mega fã do anime, chegava da escola e corria pra TV Manchete ver Serena e suas amigas atrás do Cristal de Prata. Pra completar a maluquisse eu tinha bonequinhas, barbie, canetas mágicas e esmaltes. Boa época que esses brinquedos existiam. Além disso, lançaram o quadrinho baseado no anime, que eu consegui colecionar poucos, pois como morava em uma cidade do interior de Minas logo trataram de sumir com ele, aí qual o poder de percepção de uma criança de 7 anos, sem internet? Coleção falha, mas sempre guardada! Pena que as bonecas não tiveram a mesma sorte e hoje eu só não estou mais triste porque comprei uma Usagi pra mim há uns meses atrás.

sailor_moon_2
Minha linda action figure da Usagi, com carinhas,
cetros e mãozinhas pra brincar.

Mesmo depois de tempos sempre acompanhei o SOS Sailor Moon, que pra mim é um dos melhores sites pra quem gosta da história. Lá eu acompanhei o lançamento do live-action, que consegui assistir com sufoco, afinal, essas coisas orientais são uma complicação pra ter acesso. Deuzabençoe a interwebs! E já com meus 20 anos pude rever minhas heroínas queridas.

Este ano, depois de tanto tempo tentando, de ligações, cartas e macumbas pra Naoko, a JBC finalmente lançou o mangá no Brasil! Não consigo dizer quão feliz estou de poder comprar e acompanhar a trama original de toda história que marcou minha infância. Com tudo isso e mais comemorações de 20 e poucos anos da série de anime, produtinhos estão sendo lançados aos montes, então quem é fã corre que é sua chance.

sailor_moon_1

E este post foi apenas pra eu declarar minha paixão pela Usagi e para falar do mangá, que saiu esse mês pela JBC e está lindo, com nomes originais (sim Serena é Usagi) e todo cor de rosa e cheio de suspiros pra quem comprar.

Sailor Prism Power, MAKE UP!

Imagens: Sailor Moon News | Cinthia Emerick

HQ: Tintim no Tibete – Hergé

“Tintim está de férias nos Alpes com Milu e Haddock. Pelo jornal, eles ficam sabendo que um avião com destino a Katmandu se espatifara no lado tibetano do Himalaia. Não havia sobreviventes. A triste notícia se torna ainda pior quando descobrem que Chang, amigo querido de Tintim, estava no vôo acidentado.
Mas Tintim não acredita na morte de Chang e parte à sua procura. Enfrentando o descrédito de todos e o pavor dos nativos pelo Abominável Homem das Neves, inicia uma perigosa caminhada no topo do mundo, até os destroços do avião. Teria Chang sobrevivido à fome e ao frio naquele ambiente inóspito?”

Sempre fui fã de Tintim, desde criança quando passava na TV Cultura. Ele era um dos meus amores platônicos, diga-se de passagem. Nunca havia lido nenhum quadrinho do Hergé, por falta de oportunidade mesmo, mas nossa, foi muito legal! O quadrinho faz você rir demais com Milu e o Capitão e ficar torcendo pra saber logo o que vai acontecer. Com toque de aventura, suspense e um quê policial, tenho que dizer que gostei bastante, das ilustrações, da história… tudo muito divertido!

Sinopse da Companhia das Letras

HQ: Asterix : The Gaul – René Goscinny e Albert Uderzo

[rating:3/5] “Este foi o o 1º livro da série Astérix, escrito por René Goscinny e Albert Uderzo e editado em 1961. O druida Panoramix é capturado pelos legionários romanos (liderados pelo malvado Caius Bonus), pois estes descobriram que o segredo da sua invencibilidade estava na sua poção mágica. Astérix decide então resgatar Panoramix, mas este descobre que Caius Bonus pretende através da poção mágica, tomar o poder em Roma. Os dois gauleses decidem então destruir os seus planos, contando no final com uma ajuda inesperada, a do próprio Júlio César.”

Depois de um tempo que ganhei esta hq do meu irmão que viajou para terras inglesas e europeias, finalmente consegui parar e ler. Nunca havia lido histórias do Asterix e achei bem divertida! Os nomes são meio complidados no começo, (quase todos com “valix, ilix”, parecem nome de remédios) mas depois você pega o jeito e a história flui bem. Não virou meu quadrinho preferido, mas achei bem legal entender toda a história por trás do personagem.

Sinopse da Wikipédia.

%d blogueiros gostam disto: