maternidade

7 dicas para primeiro trimestre da gravidez

Tô grávida, e agora? O primeiro trimestre de gravidez.

Você fez xixi no palito e aquele MAIS enorme apareceu. A segunda linha do papelzinho te deixou animada, ansiosa, nervosa e você não sabe se chora ou se ri?

Resolvi fazer algumas dicas para as mães iniciantes, coisas que eu percebi, aprendi e gostaria muito de compartilhar, espero que vocês gostem!

Você pode gostar também do meu relato sobre meu primeiro trimestre.

1. Não entre em fóruns e grupos abertos sobre maternidade.

Fuja do Baby Center! Eu entrei no começo, mas logo sai! Tem MUITA coisa que pode te deixar bolada.

Mulheres desesperadas que não queriam engravidar, mulheres que querem abortar, mulheres que abortaram, meninas grávidas e desesperadas…

Busque informações com profissionais responsáveis e em lugares seguros. Não fique em lugares que contam histórias ruins e pesadas. Foque agora no seu bebê e na sua saúde física e mental.

2. ESTUDE, ESTUDE E ESTUDE!!!

Entenda o que vai acontecer no seu corpo e com seu bebê nos meses que vão vir por aí, assim você não corre o risco de cair em nóias com palpites sem sentido e ainda fica mais calma com qualquer coisa que acontecer com vocês.

Pra isso, indico 2 livros: “O Que Esperar Quando se Está Esperando” (Heidi Murkoff, Arlene Eisenberg, Sandee Hathaway), pra você seguir mês a mês, e “Parto Ativo” (Janet Balaskas) para entender sobre seu corpo, parto, hormônios, puerpério, intervenções, analgesias e tudo mais.

3. Siga bons profissionais.

Eu comecei a seguir alguns obstetras que tiram dúvidas nas redes sociais e são sensatos e muito bons! Melhor que qualquer grupo/fórum de mães. São eles: Bia Herief, Ana Bárbara Januzzi e Braulio Zorzella.

4. Se puder, tenha uma doula.

Foi a primeira coisa que eu quis e decidi assim que fiquei grávida. Fechei com a minha com 8 semanas de gravidez e não me arrependo. Ela me ajudou a escolher minha médica, a pediatra e toda a equipe. Me colocou em um grupo de mães mais sensatas e sempre que eu tinha alguma dúvida sobre sintoma, desespero pelos enjoos ou algo assim, ela me ajudou, me ouviu e me deu soluções. Além disso ela vai auxiliar na hora do parto e depois também. Considere uma consultoria mega especializada.

5. Se for possível, ache o médico certo.

Principalmente se você quer um parto normal. Em várias rodas que participei vi mulheres que se arrependeram do médico que acompanhava elas. “Era meu médico desde adolescente, achei que ele ia ser bom e fazer como eu queria”. Informe-se, troque ideias e veja se seu médico realmente vai te oferecer o que você quer.

6. Os enjoos/vômitos vão passar.

Parece uma eternidade. Você fica com o corpo e a cabeça bem ruins. Parece que esse sofrimento não vai acabar nunca. Eu entendo. Rola desespero, angústia, tristeza, algumas crises de choro, mas acredite, passa.

Evolução da gravidez

7. Registre o momento!

Tire fotos da barriga, é bacana usar a mesma roupa todo mês pra você sentir e ver a diferença. Vai ser muito bacana seguir a evolução do seu copo assim.

Se gostar de escrever, comece um diário! Eu comecei a fazer um semanal para a Aurora, e conto pra ela como foi cada semana da gestação. Assim eu não perco nenhum detalhe e ela vai saber tudo quando ela crescer, vai ser incrível!

Como fazer um chá de bebê on-line?

Em época de isolamento social, um chá de bebê on-line pode ajudar muito a dividir esse momento especial em segurança.

chá de bebê on-line

Faz tempo que eu não posto aqui, precisava contar mais sobre tantas coisas que passei na gravidez, mas com a nossa situação atual (Covid-19) e o cancelamento de todos os eventos, a gente teve que se virar nos 30 aqui para conseguir comemorar esse momento de uma forma diferente.

Com tanta gente me perguntando sobre como fizemos nosso chá on-line, achei que valia muito a pena fazer um post completinho pra quem estava lá e quem me segue no Instagram e queria saber mais. Vamos lá então?

Primeiro convite que mandei pra todo mundo ficar curioso. Fiz a tipografia pra ficar bem fofinha e personalizada. S2

1. Lista de convidados

O primeiro passo é decidir quem vai estar no seu chá de bebê on-line. Faça uma lista e crie uma Lista de Transmissão no seu WhatsApp ou um grupo no e-mail. É por essa lista que você vai enviar todas as informações sobre o encontro, como convites e links.

2. Escolha a plataforma

Com base na quantidade de pessoas, você escolhe a plataforma. O Google Hangouts permite chamadas de vídeo gratuitas e tempo ilimitado com até 25 pessoas. O Zoom permite chamadas com mais pessoas – até 100 – mas tem limite de 40 minutos nas chamadas gratuitas.

A empresa que eu trabalho, a Pier, permitiu que usasse a sala do Zoom deles e com isso eu não tive que me preocupar muito. A única coisa foi dar suporte para pessoas que não conseguiam entrar.

Pensando nisso, comecei 15 minutos antes para ajudar quem teve dificuldades e mandei as explicações de como usar a ferramenta com uma semana de antecedência, pedindo pra quem precisasse de alguma ajuda entrar em contato. Nem todo mundo tem intimidade com os programas, então vale se precaver.

3. Mande o convite

Mandei um “salve esta data” com dia e horário do chá de bebê on-line pra todo mundo que eu queria que estivesse presente com bastante antecedência. Dez dias antes enviei o convite formal, explicando como funcionaria a dinâmica, como os convidados poderiam baixar os aplicativos (com link pra Android e IOS).

Além disso, o pessoal da empresa me deu a ideia de abrir uma Vakinha On-line pra que quem quisesse mandar presentes pudesse fazer isso. Pra ajudar, criei tabelas explicando valores de algumas lembrancinhas, assim quem se sentisse a vontade poderia escolher o valor que preferisse.

Só mandei o link esta vez. Valeu a pena pois muita gente me perguntou como poderia mandar algo, que queria ajudar com fraldas, então isso foi uma mão na roda! Só lembre-se que essa plataforma cobra uma taxa.

4. Prepare as brincadeiras do chá de bebê on-line

É super comum ter brincadeiras em chás de bebê, mas com a distância tudo fica mais complicado, né? Adivinhar presentes fica bem difícil quando não se tem as pessoas perto.

Pra começar puxamos um bolãozinho pro pessoal adivinhar o tamanho da minha barriga. O pessoal começou a chutar e depois medi com uma fita métrica e já tivemos um primeiro vencedor.

Depois resolvemos fazer uma apresentação (faça em qualquer lugar que você preferir, eu usei o Google Apresentações mesmo) com uma brincadeira perguntando pro pessoal sobre mim e meu marido quando crianças. Tanto o Hangout quanto o Zoom permitem que você compartilhe sua tela, então todos podem seguir juntos.

As perguntas eram sobre “quem nasceu mais pesado?”, ou “quem andou primeiro?”. Perguntamos para nossas mães e colocamos fotos nossas bebês pra ficar fofinho. Abusei dos gifs animados e divertidos também.

Slides de brincadeiras do chá de bebê on-line

No começo falamos que o vencedor ganharia um prêmio e ao longo da brincadeira afirmávamos que nossos ajudantes estavam trabalhando em computar os dados. Era bem divertido ver o pessoal comentando e respondendo. Pra falarem as respostas, poderiam escrever no chat da plataforma ou em um papel com as nossas iniciais colocando na câmera.

No final das 9 perguntas (pra não ficar muito longo) fizemos um suspense e revelamos que todos ganharam. Agradecemos todo mundo e mandei um formulário pra que as pessoas passassem seus endereços, se quisessem, e vamos enviar lembrancinhas quando tudo ficar bem. Ainda abrimos um bolão de peso e tamanho da Aurora quando nascer e quem acertar vai ganhar algo especial – que ainda estamos pensando.

No formulário ainda tinha um campo para as pessoas deixarem uma mensagem pra Aurora.

4.1.: Teste!

Antes de começar tudo, teste suas ferramentas. Teste a apresentação. Teste áudio. Eu fiz tudo isso e na hora meu áudio não funcionava sem fone. Vale a pena testar tudo com antecedência e ainda ajudar quem você acha que terá mais dificuldades, como fiz com uma de minhas avós por exemplo.

5. Divirta-se e registre seu chá de bebê on-line!

Tenha certeza que a sua câmera está pegando você, sua barriga (a atração é o neném, né?) e seu/sua companheiro(a), afinal todos querem ver seu barrigão!

Se você conseguir, grave esse momento e tire print das pessoas, como se fosse foto mesmo. Essa vai ser sua recordação desse momento tão especial, mesmo longe de todos.

Selfie do chá de bebê on-line

Essa foi nossa experiência com o chá on-line! Quem nos deu feedback disse que foi divertido e dinâmico. A brincadeira durou uma hora mais ou menos, conseguimos juntar pessoas de lugares diferentes (trabalho meu, amigos de vários diferentes momentos da vida meu e do marido) e nos divertimos com todos.

O que acharam? Qualquer dúvida é só jogar nos comentários!

Ilustração de Quinta – Quadrinho de Maternidade

Quadrinho de maternidade

Ano passado foi um ano super especial para a família do meu pai, pois recebemos a notícia que a Dona Cida, minha digníssima vovó, seria bisa. O primeiro bebê na família desde 1990 veio pra fazer todo mundo babar demais, mesmo minha prima morando lá na Bahia. A Lelê, maneira carinhosa que chamamos a linda Letícia, veio ao mundo em dezembro de 2015 com cabelinhos escuros e olhos claros derretendo os corações de todo mundo.

Como presente para minha prima fiz então um quadrinho de maternidade que pode ser usado no quarto depois. Pintei rosas para combinar com o quarto da bebê e mandamos por Correio pra enfeitar o quartinho dela.

Quadrinho de maternidade

Quadrinho de maternidade

Usei papel Arches grain torchon, 300g, tintas Winsor & Newton e Lukas, pincéis Winsor & Newton e caneta gel branca.

Quadro da Letícia

Gostou? Quer encomendar um pra você ou pra dar de presente? É só mandar e-mail para chell.cottone@gmail.com.

%d blogueiros gostam disto: