paris

Viagem: Jardim de Luxemburgo – Paris

luxemburgo_1

Eu e o então namorado tirando foto com a câmera apoiada em um lixo.

Com 3.500 árvores plantadas e suas 106 estátuas, o Jardim de Luxemburgo é o maior parque de Paris e tem 224 mil m². O lugar é super gostoso pra uma caminhada e para passeios de fim de semana e conta com estufas, brinquedos para crianças, museus, teatro e cafés.

luxemburgo_2

Flores de outono.

luxemburgo_3

Árvores podadinhas.

luxemburgo_4

Fontaine Médicis – 1630.

luxemburgo_5

Folhinhas caídas.

luxemburgo_6

Estátua da Liberdade e Palais du Luxembourg.

Curiosidade: Auguste Bartholdi é o responsável pelo desenho da Estátua da Liberdade, presente da França para os EUA, e no Jardim você pode encontrar essa petit estátua que foi feita com o mesmo molde usado para fazer a original. Legal né?

Sobre o passeio: Chegamos lá a pé depois de visitar Notre Dame e no caminho encontramos lojas ótimas, mas isso é assunto para outro post. O ruim é que estava chuviscando, mas não impediu a gente de andar lá por dentro e desbravar o parque que é realmente lindo e ENORME. No verão tudo fica cheio de gente espalhada correndo, lendo e descansando pra todo canto, mas como fomos no frio e ainda estava chovendo o pessoal resolveu ficar em casa mesmo.

Preço: O melhor dos parques é que são todos de graça.

Tempo de passeio: Depende do que você vai fazer. Dá pra andar fácil fácil por horas a fio. Com chuva gastamos uma hora e meia por lá.

Estação de metrô próxima: R.E.R. Luxembourg / Ódeon

Mais informações: http://www.senat.fr/visite/jardin/index.html

Viagem: Notre Dame – Paris

notre_dame_1

Notre Dame – Frente e Fachada Sul.

Dedicada a Maria, Notre Dame é uma das catedrais mais famosas em todo o mundo. Sua construção começou no ano de 1163 e só terminou 167 anos depois. Ali aconteceram fatos marcantes como a coroação de Napoleão Bonaparte em 1804 e a beatificação de Joana d’Arc em 1909. O lugar marca o centro geográfico da cidade de Paris e possui em seu interior muitas coisas valiosas como os fragmentos da coroa de espinhos de Jesus.

notre_dame_2

Velas e Vitrais.

notre_dame_3

Gárgulas.

notre_dame_4

Vista de Paris do alto da catedral.

notre_dame_6

Dentro da catedral. Ao fundo La Pieta de Nicolas Coustou.

notre_dame_7

Detalhe da entrada da fachada oeste.

Sobre o Passeio: Diferente das igrejas da Inglaterra, a maioria das igrejas em Paris são todas católicas, então nos sentimos mais confortáveis em relação a toda estrutura dela. Os vitrais, a vista do topo, foi tudo muito lindo e rico em detalhes. Pensar que está se pisando no mesmo chão de Napoleão pode fazer você dar uma surtada de emoção.

Tempo de passeio: Uma/duas horas no máximo, com audio guide.

Preço: Para visitar a igreja basta entrar, é de graça e você pode ver os vitrais, as estátuas e até acompanhar uma missa se quiser. Câmeras são liberadas, mas é importante manter o silêncio já que é um lugar de oração para as pessoas. Para entrar nas torres e subir seus 400 degraus o valor é de 8 euros por pessoa, mas a vista lá de cima é linda!

Como chegar? Você pode descer nas estações: Cité (a mais próxima), La Sorbonne, Notre-Dame-St-Michel ou Châtelet.

Mais informações: http://www.notredamedeparis.fr/.

Só segure sua vontade de assistir O Corcunda de Notre Dame depois, porque você com certeza vai querer assistir de novo.

Viagem: Centro Georges Pompidou – Paris

pompidou_1

Centre Georges Pompidou

O primeiro lugar que fomos em Paris foi o Centre Georges Pompidou. Ele foi fundado em 1977 e desenhado pelos arquitetos Renzo Piano e Richard Rogers. Para a época o projeto dele era super arrojado e até hoje ele se destaca no meio da arquitetura de Paris. Alí funciona um museu, biblioteca e teatro, tudo com muita arte!

pompidou_5

Tubos!

pompidou_2

Arte contemporânea.

pompidou_3

Tarsila.

pompidou_4

Cadeira que quero pra casa.

Sobre o Passeio:Confesso que não sou muito fã de arte moderna e contemporânea, mas eu precisava ver esse lugar tão lindo e cheio de artes famosas, inclusive de muitos artistas brasileiros, como Tarcila do Amaral e DiCavalcanti. Ainda pude ver Pablo Picasso e Piet Mondrian de pertinho! Isso pra quem estudou história da arte na faculdade é tipo natal em outubro. Dá pra aproveitar e subir as escadas rolantes pra ter uma vista linda da cidade lá de cima. Me senti um hamster gigante naquele lugar.

Tempo de passeio: Gastamos umas 2/3 horas. Aproveitamos que estava um dia chuvoso e ficamos no quentinho de lá.

Preço: Pagamos 11 euros, mas o primeiro domingo do mês é sempre de graça, isso vale para quase todos os museus de Paris. Fica aqui também a dica para o Paris Museum Pass. Você compra pacotes para 2(€42), 4(€56) ou até 6(€69) dias e você entra em mais de 60 lugares sem pagar a mais por isso, em alguns você até “fura a fila”. Vale a pensa se você for em vários lugares que pagam, por exemplo Arc de Triomphe, Musée d’Orsay, Louvre e Versailles.

Como chegar? A estação mais próxima é a Rambuteau.

Mais informações: Site

Viagem: Saindo Londres e indo para Paris

paris_2

Fonte de Jacques Hittorff na Place de la Concorde

Depois de tanto tempo contando sobre os lugares de Londres, finalmente começo a parte francesa da viagem, OUI! Resolvi começar pela nossa viagem de ida de um lugar para o outro e como foi o primeiro contato com a capital da França.

De Trem

Quando estávamos planejando a viagem, resolvemos que ir de trem para Paris seria algo bem diferente, já que nunca havíamos feito uma viagem de trem. Dá pra fazer a viagem por menos libras se você for de ônibus, mas a viagem é bem mais longa (se não me engano são 10/12h) e a gente não queria perder tempo. Compramos com bastante antecedência a passagem pelo site da Eurostar mesmo, a empresa de trem, e pagamos 48 euros cada, metade do valor na época.

A experiência foi válida, mas menos interessante do que imaginávamos. O sol se punha muito cedo, 17h já estava noite, e com isso não vimos paisagem nenhuma quando saímos do túnel. Porém em 2h e 16min (sim, pontualidade inglesa) estávamos em Paris sendo recebidos pelo meu irmão e pela namorada dele.

Fato interessante: Quando você entra no vagão você coloca sua mala na porta, num suporte onde todo mundo coloca a bagagem. Imagina dois brasileiros olhando toda hora pra mala pra conferir se ela estava lá? Na hora de sair levantamos rapidinho pra ver se alguém não pegava a mala e saía correndo. Não estamos acostumados a esse tipo de confiança mútua entre pessoas.

Chegando lá fomos pra casa do meu irmão, onde ficamos hospedados, e no dia seguinte fizemos uma super caminhada logo cedo e fomos apresentados à bela Paris. Meu irmão mora bem pertinho da Torre Eiffel e saímos dalí pra conhecer várias coisas. Andando dalí, em uma manhã, conhecemos Invalides, Place de la Concorde, Notre Dame, Pompidou, Louvre, Ponte Alexandre III, Champs Elysees, Petit Palais, Grand Palais e a Torre Eiffel. Então deu pra perceber que Paris é tudo maio que walking distance, né?

paris_3

Arc de Triomphe du Carrousel – 1809 – Contruído por Napoleão

paris_4

Aos pés da Torre

paris_invalide

Invalides – 1670

petit_palais_1

Petit Parlais – 1900

Então este é o primeiro de vários que virão sobre coisas legais que fizemos pela bela Cidade Luz, espero que vocês tenham curtido os de Londres e que achem Paris tão linda quanto! Vai ter muita coisa bacana hein!

Pra comprar passagens do trem: Eurostar.

%d blogueiros gostam disto: