Comprar um imóvel e escolher um canto pra chamar de seu é ótimo, mas dá um belo de um trabalho quando você resolve começar a procurar. Eu e o noivo estávamos procurando um cantinho desde outubro do ano passado, quase compramos alguns apartamentos e a cada coisa errada a gente se chateava, mas sempre tinha firme que na hora que fosse pra ser nosso, ele seria. Ia bater aquela coisa do comercial do carro sabe? A gente ia olhar um pro outro e dizer: “é esse”. E não é que foi assim?

Por conta das experiências que tivemos resolvi fazer um pequeno guia com algumas dicas que você deve levar em consideração e observar na hora que for comprar um imóvel. Você pode usar algumas delas no caso de locação também, então vamos lá:

comprar um imovel

Localização

A primeira coisa que decidimos foi que queríamos continuar na mesma região que já morávamos. A gente adora morar por aqui, continuaríamos perto do kung fu e eu poderia resolver coisas a pé nos dias que o noivo viaja e eu fico sozinha. Caso precisasse eu contaria com ônibus de fácil acesso, ponto perto e tudo mais.

Vale lembrar que a localização influencia diretamente no preço dos imóveis, bem como no valor dos aluguéis.

O que olhar? Qual tipo de comércio tem por perto, pontos de ônibus, vias de acesso e vizinhança. É bom saber se tem escola, canil, coisas do tipo se você for morar numa casa por exemplo e você quiser um lugar silencioso, ou se você tem crianças é legal saber se existem creches e escolas boas por perto, tudo vai depender do que você busca.

comprar um imovel

Acabamento

Pode parecer besteira, mas é cada coisa que a gente acha quando começa a pesquisar. Algumas das coisas que eu olhava muito nos apartamentos que víamos era a altura do teto. Alguns apartamentos eram tão baixos que o noivo se esticava e conseguia tocar o teto. Eu e o noivo não somos pessoas muito altas, mas eu com meu 1,70 m e ele com o 1,82 m de altura não achamos legal apartamentos baixos demais.

Em um apartamento que achamos até legal, desistimos de qualquer coisa depois de ver que o condomínio era todo largado e desleixado: grades quebradas, churrasqueira faltando pedaço, pinturas antigas e descascadas em toda a área externa, bem zoadinho, importante ver pois isso em algum momento é cobrado no condomínio.

O que olhar? Qualidade das portas e janelas, altura do teto (os banheiros tendem a ser mais baixos que o resto), pisos, azulejos da cozinha e banheiro (eu olhava se era até a metade da parede ou até o teto, que é melhor de acordo com as coisas que mamãe ensinou), acabamento externo do prédio/casa e áreas externas.

foto_2

Acessibilidade

Eu e o noivo moramos longe de toda a nossa família, mas vira e mexe alguém vem nos visitar. Pensando nisso eu tinha a regra de: ou é térreo ou tem que ter elevador. Prédios com mais de 3/4 andares tem que ter elevador, mas por conta disso eles acabam sendo mais caros, assim como o condomínio.

Deixamos várias opções pra trás por não terem elevador, pois avós e tias não teriam como nos visitar e subir lances de escada. Fora que a mudança fica mais cara se o pessoal tem que subir escada, sabia?

O que olhar? Acesso para garagem e entrada do prédio, lances de escada e elevadores.

por-do-sol

Posição do Sol

Você está comprando uma casa que vai ser sua, você vai pagar ela por sei lá quantas décadas as parcelas e vai viver por ali no mínimo uns 10 anos, então uma coisa que precisa ser olhada é onde o Sol bate.

Aqui em casa ele começa o dia pegando na cozinha e no escritório e termina na nossa varanda proporcionando um espetáculo diário, como vocês podem ver na foto. No que isso implica? Humidade nas paredes, roupas secas em menos tempo e luminosidade ($ conta de luz mais barata $).

O que olhar? Onde o Sol se põe e se levanta.

comprar um imovel

O “feeling”

Você pode olhar tudo, luz, acabamento e o que mais for, mas tem que rolar aquela química com o lugar. É engraçado, mas isso realmente acontece. A gente tentou comprar dois antes, tínhamos gostado? Sim, mas nada comparado ao que realmente moramos hoje, foi tipo um estalo na nossa cabeça. Então leve em consideração o sentimento que o lugar te passa, já que você vai morar lá né?

Quero fazer um outro post mais pra frente com detalhes mais técnicos de documentação, mas quero saber se vocês gostaram e se querem saber mais sobre isso, então comentem e perguntem o que mais posso ajudar.

Você também pode gostar desses

10 Comments on Escolhendo um imóvel para chamar de seu

  1. Ótimos pontos você levantou!
    Prestamos muito atenção nisso quando compramos nosso apê… Só que, por termos comprado na planta, ele demorou 3 anos para ficar pronto e agora não temos mais nenhum interesse em morar nele 🙁
    Resultado: voltamos a etapa de buscas novamente hihihi!!!

    • Eitha, hahaha
      Aqui a gente não tinha como comprar na planta pois já morávamos de aluguel, ai tinha que ser pronto mesmo hehehe.
      Boa sorte na procure, sei como é demorada e complicada.

  2. Eu tô tão, tão feliz que vocês conseguiram o apê.
    Estou louca para ir conhecer!
    E quero ver mais posts aqui disso. Adoro quando falam de casa nova, dicas, decoração, principalmente agora, que também irei me mudar <3
    bjsssss

  3. Parabéns pelo Ap e pelo post, acho que alguns desses pontos a gente até pensa sobre, mas é tão complicado esses processos que acabamos deixando de lado.
    Já salvei aqui pra quando chegar a minha vez 🙂

    • Obrigada Moça!
      As vezes a gente deixa uma coisa ou outra de lado, quando gostamos muito de outra opção, é normal, mas eu fiquei tentando achar o que cabia no bolso e tinha os requisitos rsss

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *