Vida Real

Alô, alô, planeta Terra chamando! Este é o diário de bordo da blogueira que vos escreve.

Resumão de Outubro – Fisioterapia, Halloween e Alpaka

Fisioterapia, Halloween e Alpaka

Fisio, eu bebê e Alpaka.

Olá gente linda que vem aqui no meu humilde cantinho cibernético, como estão vocês? Já caiu a ficha que estamos em novembro? Que tá cheio de árvore de natal no supermercado pra vender e que logo logo estaremos em mais um ano lindo? Poisé, esse ano está passando rápido como um raio e hoje eu vim falar do resumão do mês de outubro já. Segura essa:

Em outubro fez um ano que viajei de férias. Minha primeira viagem de avião e minhas primeiras férias decentes desde que comecei a trabalhar. Falando nela, contei sobre o Arco do Triunfo e sobre a catedral de Notre Dame que conhecemos lá em Paris.

Juntando os posts pra fazer o resumo percebi que foi um mês bem íntimo este outubro. Contei um pouco sobre minha paixão sobre chás, respondi a tag Geek Girl, contando um pouco desse meu lado nerdinha, fiz um post super legal sobre coisas que aprendi morando junto e expliquei como o blog vai ficar por um tempo, já que preciso focar em coisas importantes agora, principalmente na minha filhinha, a Alpaka. Falando nela, em outubro teve o dia do Compre do Pequeno, pra incentivar as pessoas a comprarem de pequenos negócios e ajudar a movimentar a sua comunidade, cidade e país, movimento super bacana criado pelo Sebrae.

Teve mudança de cabelo e com isso mudança de layout por aqui também! E pra contar o que ando aprontando na minha cabeleira, fiz um post explicando as técnicas de Low Poo e No Poo.

Pra completar, falei de um artista maravilhoso que faz trabalhos em arame que vai fazer você querer um jardim pra ontem.

harley_quinn

Meu avatar especial de Halloween de 2015.

Como todos os anos, fiz avatar especial pra comemorar o Halloween e escolhi a personagem da Harley Quinn pra homenagear. O cabelo não é igual ao filme, a roupa também não, mas a maquiagem é e achei que ficou bacana! Valeu como comemoração pro mês já que não vou em nenhuma festa, né?

No feriado revirei as fotos de criança e tirei algumas fotos das fotos pra reviver tempos bons que não voltam mais. Também comecei fisioterapia por conta de uma canelite que ganhei em treinos de corrida maiores dos que eu estava acostumada e agora estou de molho e chateada por não conseguir correr =(. Mas pra compensar inauguramos o site da Alpaka e vocês já podem passear por lá e conferir nossos produtos. O site foi feito com muito amor pelo meu irmão lindo e eu e a amiga/sócia nem temos palavras pra agradecer ele, então acho que vocês podiam ir lá prestigiar. Por enquanto ainda tem pouca coisa, mas sei de boatos que logo logo tem lançamento então fiquem espertas.

E o outubro de vocês também passou voando?

Eu amo chás

cha_2

Caixinha linda que ganhei de presente.

Eu vou parecer meio maluca agora, mas tem algumas comidas que eu passei a apreciar depois de crescida porque achava elas bonitas. Vou me explicar. Requeijão por exemplo é algo que eu sempre achava bonito. Aquela textura macia, branquinho, fica tão lindinho quando você coloca ele numa torrada, não fica? Poisé, eu odiava o sabor. Com o tempo me forcei a experimentar de várias marcas e tomei gosto por ele. Hoje aqui em casa sempre tem um potinho. Com o chá aconteceu a mesma coisa. Sempre fui viciada em canecas e achava elas lindas com chá dentro, saindo fumacinha. Eu disse, sou louca. Nunca havia gostado de chá, minha mãe tomava todo dia de manhã antes de sairmos pra escola e eu achava aquilo muito gosto de nada. Acontece que entrando na vida de agência de publicidade entrei no mundo dos viciados em café, algo que não gosto e passo bem mal quando tomo por conta do estômago. Então resolvi começar a tomar chás em dias de frio pra me esquentar nas tardes de trabalho e o paladar foi ficando apurado. Sai de uma água sem gosto de nada para a bebida dos deuses. Nota: só tomo sem adoçar.

cha_1

Meu predileto

Me tornei uma apaixonada por chás com o passar do tempo e com isso comecei a experimentar mais e mais sabores. O ápice dessa paixão por chás foi colocar no roteiro da viagem do ano passado a loja da Twinings no roteiro. Comprei MUITOS, mas MUITOS sabores de chá, entre eles meu predileto Blueberry & Apple que descobri com a sogra. Trouxemos quatro caixas deste na viagem e o dia que acabar vou ficar chateadíssima, ai vejo quem pode trazer pra mim ou como farei a “terrível” tarefa de ir buscar, né?

cha_3

Chás, chás, chás.

Pra dias friozinhos, manhãs chuvosas e gripe, não tem nada melhor que um chá pra acordar e animar. Estou experimentando alguns naturais também, hibisco ainda é meu preferido deles, docinho, mais forte e tem uma cor linda. E vocês? Curtem chá? Qual o preferido?

Tag: Geek Girl

geek_girl_1

Depois que vi essa tag no Nerdiva eu fiquei morrendo de vontade de fazer e então resolvi dar uma roubadinha da Thaís e colocar ela aqui pra poder falar um pouco mais desse lado meu que anda ficando meio escondido aqui no blog.

1. Um game que te fez ficar sem dormir.
Atualmente o jogo que me fez ficar até tarde foi o Tomb Raider: Underworld, o nono jogo da série que tem Lara Croft como personagem principal. Ainda estou no começo do jogo, mas é tão bom que se deixar fico e fico e fico… pena que ultimamente tenho pouco tempo pra jogar.

2. Um filme que te fez tremer.
Quem me conhece sabe que não curto filme de “fazer tremer”, então não sou muito base pra isso. “O Chamado” deve ter sido o último de terror que vi, há muito, muuuuuito tempo.

3. Um desenho ou anime que te fez chorar.
Desenho é fácil: Divertidamente me fez ser criança chorona no cinema. Estava numa sessão sozinha, cheia de pais e filhos e chorei bastante. A síndrome de Peter Pan aflorou e meu “eu-criança” se fez presente.

4. Um seriado que te fez gargalhar.
O que me veio agora na cabeça foi Gilmore Girls, que foi renovada pra uma temporada especialíssima no Netflix. Eu amo rever os episódios quando acho no PC, a trilha era ótima e elas eram simplesmente maravilhosas. Torcendo muito pra poder revê-las.

geek_girl_2

5. O melhor super herói.
WOL.VE.RI.NE. Principalmente pela interpretação de Hugh Jackman (S2), mas já era fã do personagem desde o desenho que passava nos anos 90. O humor ácido e a paciência zero me faziam dar altas gargalhadas.

6. O melhor vilão que já existiu
Poxa, eu nunca dou muita bola pra vilões, sou dessas que adora um bom moço/boa moça, mas se tiver que escolher eu fico com Darth Vader pelo grau de significância que ele tem até hoje. Um dos vilões mais pops que temos, amado por crianças e adultos.

7. O crossover geek dos seus sonhos.
Nossa mãe! Esse é o tópico mais difícil dessa tag. Primeiro que nunca parei pra pensar nisso, então tudo fica estranho pra mim quando misturado, mas já que é pra viajar, Ghostbusters com Supernatural? Frozen com a Origem dos Guardiões? Não sei.

8. Classe do seu personagem no RPG.
Nunca joguei o RPG com mestre e tudo mais, pois nunca achei grupos de conhecidos ou algo do tipo, mas sempre pirei na ideia do jogo. Nas histórias do Pônei Saltitante, um grupo de discussão do Yahoo onde criávamos histórias baseadas em coisas nonsenses e Senhor dos Anéis, minha personagem era uma meia-elfa meia-humana, mas não lembro dela ter classe, se tivesse que escolher seria feiticeira.

9. Os 3 sites que você mais acessa.
Tirando redes sociais eu adoro o Cinema com Rapadura pra saber sobre cinema, Jovem Nerd pra saber sobre coisas nerds e o bom e velho UOL pra saber se o mundo acabou ou não.

10. O seu melhor item geek.
Acho que meu iPad. Ganhei da minha mãe há alguns anos e ele me ajuda em muuuuita coisa, principalmente quando viajo e quero continuar a ver fotos e vídeos e postar nas redes sociais do blog e da Alpaka. Além disso estou treinando e aprendendo francês nele.

E ai curtiram? Alguém se identificou? Vou indicar a Cris e a Babee pra continuar essa corrente.

Aviso: Organizando a casa

imagem_post

Tem aqueles dias que você acorda e está perdida. Nesses me dá vontade de subir numa canoa e sair cantando como a Pocahontas: “que caminho escolher, qual a melhor solução (…) lá na curva o que é que vem.” É quando o livre arbítrio te joga na cara que tudo que acontecer é fruto de suas escolhas. Há quase um ano atrás eu estava cheia de dores pelo corpo, fazendo sessões de pilates e psicólogo, indo em ortopedistas e fazendo exames, pois meu corpo e minha cabeça pediam socorro, mas aí vieram minhas primeiras férias, minha primeira viagem internacional e meu primeiro vôo de avião. Foi tão mágico que pra mim parece que tudo foi um sonho. Quando voltei foi um baque chegar de férias e ser demitida logo de cara, mas sabe quando você já espera? Não me encaixei na vida desregrada de agências de publicidade que não dão a mínima para saúde e bem estar dos funcionários (a maioria). Em três anos de formada eu já estava em minha quarta empresa e, apesar de aprender e crescer muito como profissional, eu não estava bem. O desafio de criar uma empresa do zero também não é fácil, mas como diz meu noivo: “prefiro a Chell de agora, que tem leves crises de choro, que a outra.”.

Eu sei que tenho batido bastante nessa tecla, mas é que não sei se vocês conseguem imaginar o quanto estou feliz fazendo isso. Tenho mil preocupações, faço curso de gestão, curso de liderança, tento aprender a mexer com planilhas, Excel, Project, leio artigos e livros sobre empreendedorismo e sobre organização pessoal (meu ponto fraco) e com tudo isso na cabeça, consigo ser mais plena e calma com a vida.

Apesar de estar melhor, sou realmente uma pessoa com a cabeça que funciona numa velocidade impressionante (maldita geração cheia de tecnologia e que quer tudo na hora!) e com isso eu sou péssima em me organizar. Queria ser uma pessoa cheia de post its na agenda, cheia de datas organizadinhas e que fizesse valer tudo. Calma, eu sou pontualíssima e não atraso nenhum trabalho, mas a bagunça com que minha cabeça trabalha me faz ser menos produtiva do que eu poderia ser. Já tentei bullet journal, agenda, aplicativos e parece que nada nesse mundo consegue me fazer melhorar isso. Não desisto nunca, mas ainda tenho muito que melhorar, e é aqui que queria chegar.

EU AMO MEU BLOG. Sério, a paixão que tenho em vir aqui e me sentar por horas e horas preparando imagens, fotos, gifs, contando tudo pra vocês é algo que não cabe em mim. Dá trabalho, muito! Fico imaginando as blogueiras profissionais e penso que elas devem ter horas a fio de produção de conteúdo (o que pra mim é visto com brilho nos olhos) e quem não tem blog não sabe como temos que nos dedicar pra colocar tudo por aqui. A questão é que eu tenho uma filha mais nova agora pra cuidar. A Alpaka precisa de uma mãe organizada e cheia de ideias e por conta disso, talvez o blog perca a frequência que ele costumava ter. Não é hiatus, não vou sumir, mas preciso conseguir achar um caminho pra colocar minha cabeça no lugar e assim que isso acontecer eu vou ser capaz de ser mais produtiva e contar mais e mais coisas legais pras pessoas lindas que visitam esse meu cantinho.

O que resolvi mudar por enquanto é a quantidade de posts na semana, antes eram três (segunda, quarta e sexta) e agora transformei em dois (terça e quinta). Não consigo ficar sem vir aqui e mostrar algo bacana, é meu e me ajuda a enfrentar a doidera que é o mundo, então espero que vocês continuem passando por aqui e curtindo tudo enquanto vou me organizando. Enquanto isso estou sempre on-line no Facebook, e tem Inktober rolando firme no Instagram.

%d blogueiros gostam disto: