passeio

Viagem: Ilha Grande – RJ – O que fazer

Se você por acaso acompanha o blog, já deve ter visto o post de onde comer e como chegar em Ilha Grande, e hoje finalmente trago o último post pra deixar todas as informações de passeios da ilha por aqui. O lugar é aqui no Brasil, lindo e merece muito ser visitado.

ilha_grande
Igreja de Abraão

praia_preta
Praia Preta

Abraão

A principal vila da ilha é super charmosa, com lojinhas, restaurantes, creperias, sorveterias e vale um passeio gostoso caminhando. Além disso nas ruas tem alguns hippies e artesãos expondo trabalhos bem bonitos. Ali pertinho tem a Praia Preta, que recebe esse nome por ter partes dela com uma areia bem escura, que eu achei demais!

cachoeira_feiticeira
Cachoeira da Feiticeira

Cachoeira e Praia da Feiticeira

Fizemos logo no primeiro dia a trilha da feiticeira, que dá acesso até a cachoeira e depois a praia de mesmo nome. A trilha é super tranquila, mesmo estando um dia com chuvisco, ela é bem sinalizada e vale super a pena. A cachoeira é linda, muita gente vai até lá dar um mergulho e tirar fotos lindas. Depois você continua a andar por mais um pouco e chega até a praia, que é bem pequenininha, mas gostosinha. A dica é ir cedo e pegar menos movimento por lá. Para voltar pegamos um barco que nos deixou em Abraão, mas dá pra voltar pela trilha, que demora de 50 minutos até 1 hora e meia, vai depender do seu ritmo.

lagoa_azul
Lagoa Verde

Meia Volta na Ilha

Para conhecer várias praias e pontos legais fizemos um passeio de barco com o pessoal da Avant Tour, que tem parceria com a pousada que ficamos. Por motivos de mar de ressaca fizemos só o roteio de Meia Volta na Ilha que faz as seguintes paradas: Lagoa Verde, Maguariquessaba (pra almoço), Lagoa Azul, Praia do Amor e Praia da Feiticeira. Saímos de barco de manhã, com uma chuva de desabar o céu e lembro o noivo falando: “ou var ser horrível, ou vai ser demais”. E não é que foi demais? Logo que o barco parou no primeiro lugar a chuva virou chuvisco e depois do almoço já tínhamos um barco comemorando raios de Sol. Em cada ponto o barco para por um tempo pra você descer, nadar e ver peixinhos. Eles disponibilizam snorkels, mas eu aconselho a levar se você tem nojinho, porque achei eles levemente sujinhos, e sem eles você perde a graça do passeio que é: VER PEIXINHOS! Eu nunca tinha feito algo assim e fiquei maravilhada. É lindo demais ver os bichinhos ali nadando com você, um contato que nunca tive com o mar.

lagoa_verde
Lagoa Verde

praia_amor
Praia do Amor

lopes_mendes
Lopes Mendes

Lopes Mendes

Esta é a praia mais famosa da ilha, pois é considerada uma das praias mais belas do Brasil. Para chegar lá pegamos um catamarã (30/40 minutos) até a Praia do Pouso e de lá temos que pegar uma trilha de mais 30 minutos para atravessar até o outro lado da ilha e chegar na Lopes Mendes, pois é proibido entrar de barco lá. A trilha estava bem escorregadia, o chão lá lembra uma argila e ainda é descida (lembrando que depois tem que voltar tudo), foi difícil mas foi divertido e valeu a pena. O dia estava meio chuviscoso e tinha pouca gente na praia, apesar disso nos divertimos bastante no mar (que é hard!) e caminhamos bastante por lá.

trilha_dois_rios
Vista do topo da trilha

dois_rios
Dois Rios

No último dia escutamos a dica da recepcionista da pousada e resolvemos alugar bicicletas e fazer a trilha da Dois Rios. O plano mesmo era mergulho, mas passei muito mal do estômago, e disseram que mergulhar mexe com o organismo, então não arriscamos e fomos para a trilha. A trilha é basicamente subir um morro por uma hora e depois é só descida, então já viu, levamos a bicicleta para passear. Pra subir foi cansativo, mas descemos em meia hora depois e haja mão pra frear tanto! Chegando lá uma praia linda e o dia mais bonito e ensolarado da viagem, resumindo, uma das praias que mais gostei. A trilha demorou no total 1 hora e meia para ir e 1 hora e meia pra voltar, mas como ficamos o dia lá, deu para descansar e tomar fôlego para a volta.

Estes foram os lugares que visitamos em Ilha Grande, mas ainda tem praia pra caramba, fora a oportunidade de fazer mergulho, que depois do snorkel eu fiquei desejando muito. Gostaram do lugar? Deixo a dica desse lugar MARAVILHOSO com uma natureza exuberante pra você ir e conhecer.

Passeio: Jogo de Futebol no Estádio

jogo_palmeiras_1

Eu sempre tive a curiosidade de ir em um jogo de futebol. Eu não sou a maior admiradora do esporte deste mundo, mas vai, estar no meio de um monte de gente gritando por um time deve ser algo bacana de se ver, não? Então juntando esta curiosidade e mais um jogo mais tranquilo que apareceu em fevereiro, fomos eu, o noivo e um amigo nosso assistir ao jogo Palmeiras e Santos pelo Campeonato Paulista.

jogo_palmeiras_2

O jogo foi em um sábado de tarde no Allianz Parque, estádio do Palmeiras, e vou contar uma coisa: que estádio lindo! Eu já tinha visto ele no show do David Gilmour que fui ano passado, mas ele em dia de jogo fica muito legal. Pra quem possa interessar, o acesso é super fácil, ele fica do lado do Shopping Bourbon em São Paulo. Os banheiros (olha a dica pras mina) estavam em ótimo estado e VAZIOS, isso que dá ir em ambiente de maioria masculina. Os preços das coisas lá dentro são bem salgados, então indico fazer uma boquinha no shopping ou em casa antes de ir pra lá.

Sobre o jogo, foi bem ruim, achei super parado, fora que nem teve gol, mas a torcida muito animada! Como foi divertido ouvir o que aquela organizada grita aos sete ventos! Ri demais, me diverti muito e torci também, por que não?

jogo_palmeiras_3

Alguém aqui tem curiosidade ou já foi em um jogo? Contem como foi!

Viagem: Teleférico de São Vicente/SP

teleférico de são vicente

O Teleférico de São Vicente fica quase na divisa com a cidade de Santos e possui 700 metros de extensão, sendo 560 deles sobre a Mata Atlântica local. A altura máxima atingida pelas cadeirinhas é de 28 m do solo, mas você só sente a altura no começo do percurso, pois dá pra tocar os pés nas copas das árvores depois que ele chega na mata. Já tinha subido o Morro do José Menino de carro uma vez, mas no fim do ano passado subimos de teleférico e foi super gostoso!

teleférico de são vicente

teleférico de são vicente

teleférico de são vicente

Sobre o Passeio: A subida e a descida demoram em torno de 15 minutos e são super tranquilas. Se você sofre de um leve medo e ansiedade como eu, fica mais emocionante ainda, hahaha. Dá pra ficar o tempo que você quiser lá em cima e aproveitar uma vista linda da orla de Santos. Pra quem quer e gosta, dá pra saltar de paraglider lá de cima também.

Onde fica? Av. Ayrton Senna da Silva, 500 – Itararé, São Vicente – SP

Quanto é?R$ 35 adultos, crianças menores de 6 anos não pagam.

Para mais informações entre no site da atração.

Gostaram da dica? Quem já foi lá?

Viagem: Ilha Grande – RJ – Como chegar e onde ficar

ilha_grande_1

Ilha Grande é uma ilha de 193 km² e 5 mil habitantes que pertence a Angra dos Reis e fica a oeste do estado do Rio de Janeiro. A principal praia é a Vila de Abraão que concentra maior parte da população local e possui posto médico, polícia, supermercado, farmácia, restaurantes, pousadas e demais comércios. Na ilha existem 113 praias, algumas habitadas, outras semi-desertas e algumas desertas.

Um belo dia o noivo chegou e falou: o que você acha da gente ir pra Ilha Grande nas férias? Eu nunca tinha ouvido falar do lugar, mas basta você jogar no Google Imagens para que seus olhos sejam inundados com as imagens mais lindas de praia que você deve ter visto hoje. Claro que concordei com ele e então em meados de janeiro de 2016 estávamos eu e ele indo de São José dos Campos para Angra dos Reis. A viagem foi muito gostosa, apesar de alguns percalços, e como adoro fazer posts sobre lugares e passeios eu vou separar os de Ilha Grande em três para ficar bem explicadinho: Como chegar e onde ficar, onde comer e o que fazer, espero que vocês gostem e programem-se para ir pra lá porque é aqui no Brasil e é lindo.

como_chegar

Embarcações saem para Ilha Grande de: Mangaratiba, Angra dos Reis, Conceição de Jacareí e Paraty.

Como Chegar?

Para ir para a Ilha você não vai precisar do seu carro. Isso mesmo caros amigos, não é permitido veículos automotores particulares na ilha. Então o que fizemos foi deixar nosso meio de transporte em um estacionamento em Angra dos Reis que tinha convênio com a pousada que íamos ficar. Dali você pode pegar vários tipos de transporte marítimo para chegar até a ilha e dependendo do que você escolher vai ser o tempo de travessia, que pode variar entre 30 minutos até 1 hora e 40 minutos, e varia entre R$15 e R$40. Para fazer a travessia você compra a passagem nas agências de viagem que ficam perto do cais, mas também aparecem pessoas das agências no cais distribuindo senhas para a travessias, então fique esperto.

FATO: Chegamos lá e ficamos perdidos na hora de pegar a embarcação porque é tudo bem desorganizado. Do centro de informações no cais mandam a gente para uma agência de viagens, mas de lá mandaram pro cais de volta, foi loucura. Fora que na hora de embarcar não tem fila e você tem que ficar esperto porque gritam horários e tudo mais.

pousada_yes

Onde Ficar?

Na ilha você consegue ficar como você bem entender e essa foi uma das coisas que me encantou no lugar: tem pra todos os gostos. Desde pousadas chiques daquelas que você toma café olhado pro mar, hostels até campings. Ficamos numa pousada simples, mas muito gostosa, a Yes, que tinha um café da manhã bacana, quartos bem legais, com varanda (o que ajuda em dias de praia que você precisa secar coisas) e uma recepcionista gracinha, a Dona Eva, que foi simpática com a gente e nos deu dicas de passeios. Foi bom ficar na pousada pois pegamos vários dias com chuva e fiquei doente no meio da viagem, mas vi muitas resenhas positivas sobre o Hostel El Misti e o Camping do Lucio.

ilha_grande_2

Travessia Ilha Grande – Angra.

Algum de vocês conhece a Ilha Grande? Já ouviu falar? Espero que gostem dos posts e que eu consiga mostrar como este lugar é lindo, até os próximos!

Mais informações? Site de Ilha Grande | Pousada Yes

%d blogueiros gostam disto: