passeio

Viagem: Catacumbas de Paris

catacumbas_1

Escultura feita pelo operário Antoine Décure.

Quando fomos pra Paris deixamos algumas coisas para descobrir por lá, e não é que a namorada do meu irmão deu uma dica super legal? As Catacumbas de Paris são um passeio pouco procurado por turistas, mas super diferente. Abaixo das ruas de Paris existem muitos túneis e passagens, alguns são mapeados, outros são descobertos de tempos em tempos. Em um desses você pode pagar um ingresso e ver pilhas e mais pilhas de ossos amontoados.

Um dos mais antigos cemitérios de Paris, o Cimetière des Saints-Innocents havia virado um problema enorme para a população da cidade. O cheiro era forte e doenças começavam a se alastrar por ali. Por isso em 1780 ele foi fechado e em 1785 uma parte dos túneis que já existiam na cidade foi destinada para o armazenamento desses restos mortais. Inicialmente eles eram apenas descartados lá, mas depois de algum tempo Héricart de Thury, o inspetor da Pedreira que fazia os túneis, resolveu arrumar os ossos em formas e paredes arrumadinhas, como vemos até hoje. São mais de 6 milhões de ossadas nas catacumbas e os túneis para visitação tem 2 km de extensão e ficam há uma profundidade de cinco andares.

catacumbas_2

Escada maluca.

catacumbas_3

Caveira do mau e caveiras do amor.

catacumbas_4

Mais ossos.

catacumbas_5

Minha cara de “gzuz quanto osso”.

Sobre o Passeio: Foi bem interessante e diferente descer os 130 degraus abaixo da terra! Ficamos abobalhados com a quantidade de ossos que existem por lá. O lado ruim é que a maioria dos textos é em francês, claro, mas não tem nada em inglês pra você se situar e nisso perdemos muita informação, mas não a diversão. Na saída, quando você sai das catacumbas, você vê uma lojinha cheia de coisas referentes a caveirinhas, foi onde comprei meu patch das catacumbas. Vale avisar que o trajeto tem 2 km e lá embaixo não tem saída de emergência e nem banheiros, então vá de barriga cheia e xixi feito.

Tempo de passeio: Uma hora de passeio subterrâneo.

Preço: €10.

Como chegar? Denfert-Rochereau, praticamente de frente!

Mais informações: http://www.catacombes.paris.fr/ | Informações do post do Aquele Lugar.

Viagem: Centro Georges Pompidou – Paris

pompidou_1

Centre Georges Pompidou

O primeiro lugar que fomos em Paris foi o Centre Georges Pompidou. Ele foi fundado em 1977 e desenhado pelos arquitetos Renzo Piano e Richard Rogers. Para a época o projeto dele era super arrojado e até hoje ele se destaca no meio da arquitetura de Paris. Alí funciona um museu, biblioteca e teatro, tudo com muita arte!

pompidou_5

Tubos!

pompidou_2

Arte contemporânea.

pompidou_3

Tarsila.

pompidou_4

Cadeira que quero pra casa.

Sobre o Passeio:Confesso que não sou muito fã de arte moderna e contemporânea, mas eu precisava ver esse lugar tão lindo e cheio de artes famosas, inclusive de muitos artistas brasileiros, como Tarcila do Amaral e DiCavalcanti. Ainda pude ver Pablo Picasso e Piet Mondrian de pertinho! Isso pra quem estudou história da arte na faculdade é tipo natal em outubro. Dá pra aproveitar e subir as escadas rolantes pra ter uma vista linda da cidade lá de cima. Me senti um hamster gigante naquele lugar.

Tempo de passeio: Gastamos umas 2/3 horas. Aproveitamos que estava um dia chuvoso e ficamos no quentinho de lá.

Preço: Pagamos 11 euros, mas o primeiro domingo do mês é sempre de graça, isso vale para quase todos os museus de Paris. Fica aqui também a dica para o Paris Museum Pass. Você compra pacotes para 2(€42), 4(€56) ou até 6(€69) dias e você entra em mais de 60 lugares sem pagar a mais por isso, em alguns você até “fura a fila”. Vale a pensa se você for em vários lugares que pagam, por exemplo Arc de Triomphe, Musée d’Orsay, Louvre e Versailles.

Como chegar? A estação mais próxima é a Rambuteau.

Mais informações: Site

Viagem: Paraty/RJ

paraty_1Igreja de Santa Rita

No fim de semana do dia 15 eu e o noivo fomos para Paraty encontrar uns amigos e aproveitas as belezas naturais que existem por lá. Além disso estava rolando o Festival da Cachaça, Cultura & Sabores de Paraty.O festival começou em 1982 com o nome de Festival da Pinga, e hoje é um dos principais eventos que acontecem na cidade. Estava tudo cheio de gente e pra quem gosta tinha cachaça de tudo que é jeito.

paraty_8Festival da Cachaça

paraty_7Canequinha do festival

O esquema do festival era o seguinte: dava pra comprar uma canequinha de cerâmica pras doses no valor de R$13,00 (já com uma dose de cachaça que você escolhia) e depois cada dose saía por R$4. Além disso, haviam as garrafas de vários tamanhos, cores, jeitos e cheiros.

paraty_2Cachaças

Hospedagem –  Estávamos em 5 pessoas e em época de festivais os preços das pousadas vão láaaa em cima, então o pessoal alugou uma casa pelo famoso Airbnb, site/aplicativo que você usa pra alugar quartos/casas ao redor do mundo. Foi nossa primeira experiência com algo do tipo e foi ótima. A casa era super fofa, pudemos fazer um churrasco no sábado e tudo, até roupas de cama cheirosas estavam disponíveis. Além disso, dava pra ir a pé pro centro histórico, ou seja, ótima localização.

O mais legal é que o pessoal da casa possui um veleiro e faz passeios com ele, e como um passeio de barco estava mais ou menos em nossos planos, topamos. Fomos à bordo do veleiro Sossegado passear pelas águas de Paraty. Foi minha primeira vez em um barco assim e depois dele fiquei desejando fortemente ter um barco um dia em minha vida.

paraty_3Marina

paraty_4Veleiro Sossegado

paraty_6Mar, pedras e gaivotas.

paraty_5Fim de passeio

A família que recebeu a gente foi maravilhosa e o passeio foi inesquecível, assim como o fim de semana todo. Se você se interessou pelo passeio, estou deixando o link da casa e do festival aqui pra vocês.

Informações sobre o festival | Casa que alugamos em Paraty

Viagem: Madame Tussauds Museum – Londres

madame_tussauds_1Logo na entrada

O Madame Tussauds é um museu de cera super famoso. Ele tem mais de 12 franquias ao redor do mundo e os bonecos são realmente muito bem feitos. Tão bem feitos que dá até uma certa agonia em alguns, parece que vão sair andando dali e falar com você.

madame_tussauds_2Jim Carrey fanfarrão!

madame_tussauds_3Sou do tamanho do Tom Cruise.

madame_tussauds_4Marylinnnn sua linda!

madame_tussauds_5Audrey, sendo diva.

madame_tussauds_6Rolou clima.

madame_tussauds_7Noivo aprendendo com Isac.

madame_tussauds_8Já que não vejo de verdade, vejo de mentira. 

madame_tussauds_9AHHHH!

Sobre o Passeio: Assim, você tem muitas personalidades e até personagens conhecidos por lá pra tirar fotos, e é pra isso que serve o passeio: tirar muitas fotos. Algumas partes eu não conhecia as pessoas, já que tem uma sessão só de Bollywood, devido a grande quantidade de indianos que visitam o museu. O que me surpreendeu foi o passeio por um carrinho que você faz, como se fosse uma montanha russa pequena, e ali eles contam a história da cidade, mas assim, o noivo achou dispensável o passeio. Sei que inaugurou a pouco tempo também a sessão de Star Wars e essa eu não vi, mas fiquei com vontade de voltar lá só por isso.

Tempo de passeio: Ficamos lá por umas 3 horas, com o passeio pelo carrinho maluco, cinema 4D com os Vingadores e tudo mais.

Preço: Como já contei aqui no passeio da London Eye e do Sea Life , comprei um pacote de tíquetes que você compra os três e fica mais barato. O pacote todo (London Eye + Madame Tussauds + Sea Life) para duas pessoas saiu por R$ 189,00 (já com IOF e conversão) na época (set/2014).

Como chegar? A estação mais próxima é a Baker Street, sim, a do Sherlock Holmes. Então você pode ir até o Museu e aproveitar e passar alí na casa do Sherlock pra dar uma olhada. A fila pra entrar estava muito grande, então só tiramos fotos do lado de fora mesmo.

sherlockPlaquinha na casa do Sherlock.

Para mais informações e compra de ingressos, acesse o site do Madame Tussauds.

%d blogueiros gostam disto: