série

Assistir: Better Call Saul (2015)

better_call_saul

Better Call Saul é um spin off da série Breaking Bad que conta a história de Saul Goodman (Bob Odenkirk), 6 anos antes de conhecer Walter White. Neste começo somos apresentados a Jimmy McGill, o próprio Saul, que atua como advogado de pequenas causas e ainda procura como acertar sua vida financeira e pessoal. Nesta série vamos acompanhar toda a transformação de Jimmy em Saul, ou seja, em como ele começa também a fazer sua virada de caráter.

better_call_saul_2

Criada por Vince Gilligan e Peter Gould, esta série original do Netflix vem para fazer fãs de Walter White surtarem. Tudo começa com a vida do personagem na vida de fugitivo e logo descobrimos quem é o verdadeiro Saul. Depois de assistir a primeira temporada, recheada com um pouco de violência e bastante drama, acredito que esta série tem o potencial para explodir cabeças e seguir um crescimento de qualidade contínuo, assim como Breaking Bad. Jimmy é simpático demais e você logo pega carinho por ele, principalmente se você acompanhou a série anterior.

Vale muito a pena parar uma hora por dia para acompanhar a primeira temporada, que tem 13 episódios já lançados no Netflix.

E vocês, já assistiram? O que acharam?

Assisti: How I Met Your Mother (2005/2014)

How I Met Your Mother

“Esta é a história de um homem em busca da mulher de seus sonhos. E como gosta de lembrar histórias, Ted resolveu revisitá-las ao contar a seus filhos como conheceu a mãe deles. No meio do caminho conhecemos várias legendárias histórias de Ted e seus melhores amigos, Marshall, Lily, Robin e Barney.
Com um humor excêntrico e atual, aliado a uma nova maneira de contar a vida de cinco amigos novaiorquinos, é impossível não se identificar com How I Met Your Mother e não se deliciar com uma das sitcoms de maior sucesso em todo o mundo.” Apaixonados por Séries

Barney

Depois de muito tempo, afinal são nada mais nada menos do que nove temporadas, terminei de assistir esta série que deixou muita gente doida de saber quem era a tal mãe que Ted conheceu. Posso dizer que HIMYM está entre as minhas séries de comédia favoritas e assim como Friends vai deixar saudade.

Meu personagem predileto sempre foi a Robin, não sei se rolou identificação por ela sempre ser uma mulher não muito feminina em alguns aspectos, forte e ao mesmo tempo meio metida a durona, algo que sempre julguei ser o que eu sou, ou pelo menos o que sempre achei parecer ser. O casal Lily e Marshall são a inspiração pra vários casais, sempre juntos e parceiros, pra não dizer sempre fofos. Barney é o maluco engraçado que faz coisas que até Deus duvida e Ted o romântico em busca da mulher perfeita pra ele casar e ter filhos. Todos personagens cativantes e engraçados.

Lily Marshall

Sobre as temporadas, apenas a terceira achei mais chata, depois disso tudo melhorou. A última parece que nunca vai terminar, sendo que ela inteira se passa em um período curto de 3 dias, três intermináveis dias.

O final decepcionou muita gente, mas eu achei bem normal. Assim, acho que a série mostra como a vida das pessoas mudam com o passar dos anos e por mais que a gente não queira, as pessoas ao nosso redor mudam e as situações também. Temos que nos acostumar com o fato disso acontecer e de muitas vezes sermos obrigados a ficar longe de pessoas que são importantes pra nós. Tudo é uma questão de tempo e escolhas. Nada é pra sempre e o nunca não existe.

Indico pra quem quer se divertir e porque não, chorar de vez em quando.

Série: Sherlock

 

As pessoas não têm arqui-inimigos. A não ser Sherlock Holmes. E o dele é um adversário com uma inteligência à altura da sua própria – James Moriarty.
Desde que o blog de John decolou, os negócios estão melhores do que nunca para a dupla dinâmica, com três dos seus casos mais famosos: A Mulher, O Cão e A Queda. Mas, sempre em segundo plano, Moriarty continua fazendo o papel de mestre dos marionetes, determinado a derrubar Sherlock, custe o que custar.
Com performances sedutoras, scripts espirituosos e alguns dos personagens mais intrigantes já criados, não é surpresa que Sherlock tenha provado ser um sucesso mundial.

Depois de ficar orfã de algumas séries, seguimos em busca de novas pra acompanhar e uma das indicadas, cheia de elogios, foi Sherlock. Confesso que achava que a coisa não ia ser tão boa assim, mas adorei o modo como transportaram todo o suspense das histórias de investigação policial para os dias atuais, transformando o famoso detetive em um introvertido-Sheldon-style-nerd-detetive. Benedict Cumberbatch é um ator bem esquisito, não sei porque mas ainda não me acostumei com ele, e acho que é por isso que o personagem de Holmes cabe tão bem pra ele. Já Martin Freeman consegue ser carismático como Watson e os dois fizeram uma dupla bem divertida e diferente para a série. As investigações conseguem te cativar e você vai sendo levado episódio por episódio tentando achar algo que te ajude a desvendar o mistério. Uma coisa que adorei foram as maneiras que a série achou pra mostrar visualmente a velocidade que Sherlock examina situações, assim como a leitura de e-mails, mensagens de celular e livros que os personagens interagem e aparecem na tela pra você saber o que se trata.

A série é inglesa e apresenta alguma diferença das séries americanas que estamos acostumados, como ritmo, duração dos episódios (90 minutos cada) e a quantidade de episódios por temporada (três cada). Apesar disso, não é uma história ruim ou cansativa, muito pelo contrário. Recomendada.

E você? Já assistiu? Conte nos comentários o que achou da série!

 

Sinopse da BBC

Série: True Detective (1ª Temporada)

 

“Com roteiro do iniciante Nic Pizzolatto (The Killing), a trama de True Detective acompanhará Rust Cohle e Martin Hart, dois detetives que, após 17 anos, têm de voltar ao Estado da Louisiana para servir de testemunhas em um bizarro caso de assassinato que foi reaberto.”

Mais uma série indicada por amigos e que se tornou febre aqui em casa. Nesta primeira temporada de 8 episódios conhecemos Marty (Woody Harrelson) e Rust (Matthew McConaughey), dois ex-policiais da divisão de homicídios que estão sendo interrogados e só descobriremos porque mais para o meio da trama. Eles contam com detalhes e vemos em flashbacks a história de um caso que envolve assassinato e desaparecimento de crianças e mulheres nos anos 90, mais especificamente em 1995.

No começo a trama parece meio amarrada, os diálogos são longos, mas você logo se cativa por Rust, tímido, reservado e meio esquisitão. Marty é um alcoólatra, machista que tem duas filhas e vive traindo sua mulher. Os dois fazem uma dupla que não tem muito afeto, mas por mais estranho que Rust seja, Marty continua sempre apoiando o colega, aliás ele é o único que faz isso. Conforme o desenrolar da história, você conhece mais dos protagonistas e das investigações, assim sua fome por saber o que acontece aumenta a cada episódio.

Cheio de tons frios, lugares abandonados, um tom meio fantasioso nos assassinatos e fumaça, True Detective cativa pela curiosidade de saber o que vai acontecer no final, uma série policial muito bem produzida e com boas horas de qualidade na tv. Fica aqui a dica pra quem ainda não viu. Parece que cada temporada será contada uma história diferente, com novos personagens e novos crimes, se a qualidade continuar assim, que venha a segunda temporada!

Sinopse do Omelete.
Imagens de Pílula Pop e Google.

%d blogueiros gostam disto: