vidinha

BC: Conselhos que minha mãe me deu e eu nunca segui

Esse é mais um dos temas difíceis de se escrever que passam pelo Rotaroots. É muito fácil falar aquilo que sua mãe falou e você fez, mas esse eu acho complicado. Vamos coçar a memória e tentar tirar algo?

eu_bebe

“Para de estudar”
Lembro de quando eu estava no cursinho, eu coloquei na cabeça que tinha que estudar 10h por dia. Ficava na secretaria da escola da minha mãe resolvendo problemas e mais problemas de física e matemática, fazia resumos e resolvia provas. Minha mãe chegava em alguns dias e falava “para de estudar um pouco vai”, e muitas vezes eu não parava, até terminar um determinado exercício, muitas vezes continuava em casa.

“Come sim!”
Depois que saí de casa, alguns hábitos alimentares meus mudaram e por incrível que pareça pra melhor, por exemplo, não costumava beber muita água, hoje já cumpro os 2 litros diários. Mas uma coisa que diminuiu muito, foram os doces. Minha mãe é uma formiguinha em forma de pessoa, vira e mexe arremessa um bombom, uma bala de goma pra gente lá em casa. Confesso que em algumas vezes eu como, mas hoje em dia reduzi muito a quantidade de doces.

“Compra sim!”
As vezes vejo coisas legais em lojas e não compro, mas quando estou com minha mãe ela fica “compra vai, leva!”, aí está mais uma coisa que não faço: não compro. Passo vontade mesmo, porque o mundo de hoje é feito pra gente querer comprar tudo, o segredo está em não comprar e guardar. Não ser muquirana, mas saber ter um equilíbrio.

Acho que essas são as que consegui lembrar, porque o casaco e o guarda-chuva eu sempre carrego, realmente é sábio carregar essas coisas =D. Cozinhar eu me viro muito bem e a casa está sempre limpinha.

Blogagem coletiva: Uma carta para meu eu de 10 anos atrás.

carta_10_anos

Este mês a blogagem coletiva do Rotaroots, grupo saudosista de blogueiros, tem como tema “Uma Carta para meu eu de 10 anos atrás”. A ideia é que você “de hoje” escreva uma carta para você mesmo de 10 anos atrás. Use a criatividade, dê conselhos, conte o que você faria de diferente. Os créditos pela ideia são do Hypeness.

Oi Chell, tudo bem?
Sempre começo cartas assim, então não iria começar diferente com você (comigo), né? Sei que você tem hoje seus 15 anos, mas queria te dizer algumas coisas que acho que vão te ajudar daqui pra frente, acredite eu posso dizer isso com toda convicção, afinal, sou você com seus 25 anos. Poisé, sei que todos seus ídolos e paixões platônicas tem essa idade, mas você vai mudar muito de opinião ainda e mesmo tendo medo de crescer, o tempo não parou e a Terra do Nunca continuou lá na segunda estrela a direita.

Sabe esse seu pavor de parecer mais feminina? Acredite, você está desperdiçando potencial, mas saiba que mesmo assim tem gente que te enxerga como você realmente é: uma menina grande. E não duvide que meninos podem gostar realmente de alguém, eles tem sentimentos e são mais parecidos com a gente do que imaginamos. Você pode rir, mas logo logo vai encontrar um cara que vai ficar com você por muito tempo e com ele você vai aprender e crescer muito, mesmo sofrendo muito de saudade por um tempo. Calma a saudade vai doer, mas vai valer a pena, ele é feito especialmente pra gente.

Aproveite cada dia de Sessão da Tarde que você conseguir, a vida de adulto é tão chata quanto você imaginava, mas não se desespere, muita coisa vai ficar bem legal também. AH! Você vai adorar ir em shows, principalmente os de rock. Pode mostrar a língua, mas rock vai ser um dos seus gêneros prediletos de música e você não vai abandonar os musicais, aprenda que tudo pode somar.

Curta muito a família, por pior que as coisas possam parecer eles vão te fazer MUITA falta daqui alguns anos. Trabalhar e morar longe da família é bem difícil, mas você consegue. Sim, você vai mudar de cidade assim como imaginou e mais de uma vez, mas sempre pra melhor então encare com coragem e não tenha medo. Pode chorar a vontade, aliás, chore bastante, ajuda a acalmar e faz dormir, mas você vai se acostumar e tudo vai ficar bem (a Sakura sempre diz isso).

Algumas coisas você não vai perder, mas gostaria de te dar um toque: olhe nos olhos das pessoas enquanto conversa. Não sei em que ponto isso se tornou algo seu, mas tente reparar nisso, no futuro vai ser tão automático que quando você notar, já está olhando pra baixo.

Acredite em você. Eu não vou mentir que duvido até hoje do que posso fazer, mas comece aí! Seus desenhos vão melhorar aos poucos, assim como tudo que você fizer. Você vai estudar até 12h por dia quando fizer cursinho, olha só que doidera? Então tenha calma, as coisas vem aos poucos. Esqueça faculdade de engenharia e oceanografia, design vai te fazer reclamar muito, mas vai te inspirar mais ainda. Dê o seu melhor, porque lá você vai conhecer o melhor e o pior das pessoas.

Sei que você foge da educação física, mas você vai sentir o corpo doer quando começar a trabalhar, então cuide dele a partir de hoje. Falando nisso, o mais importante, CALMA. Essa ansiedade só vai te trazer dores e não poderemos mais comer pastel, que tanto gostamos. Sei que é difícil, ainda luto com ela, mas não custa avisar. Pra não esquecer, sabe o lindo cabelo laranja da Thaís Fersoza na novela “Estrela Guia”? Você tem um igual, mas mais legal: as pontas são rosa.

Sabe as pessoas que só te deixam de lado no colégio? Você só vai manter contato com quem realmente te importam, então deixe elas de lado e seja você mesma sempre! Você aprendeu isso, mas não custa falar. Só pare de achar que você sempre fala besteira, sempre atrapalha os outros, sempre é a besta. Calma você só é você. Muita gente legal vai aparecer na sua vida, gente de todos os cantos. Aproveite.

Nos vemos daqui 10 anos.

Pra não dizer que não falei de 2013

sakura_post_2014

O ano da serpente realmente passou voando, mas foi um ano cheio de coisas boas e repleto de momentos especiais. Eu e o namorado viajamos e passeamos bastante, isso é uma das coisas mais boas que poderiam acontecer! Amamos viajar e conhecer coisas e lugares novos então este ano pude conhecer Penedo, Ubatuba e Campos do Jordão. Além disso fomos pra São Paulo assistir “O Rei Leão” no teatro, visitamos alguns museus, adorei conhecer o Butantan e fomos de novo para o Rock in Rio.

Além de passeios, tive uma mudança de emprego meio inesperada, mas que me proporcionou um bom crescimento pessoal e profissional. Comecei a pegar mais pesado com meus desenhos depois que fiz um workshop em São Paulo, onde pude conhecer a fofa da Sabrina Eras que considero uma super mestra. Meu momento se divide entre antes e depois do curso que fiz com ela em São Paulo, que me deu um novo gás pra correr atrás de um sonho que estava adormecido.

O namorado e eu comemoramos dez anos juntos e um ano dividindo a mesma casa, que logo logo estará com nossa carinha, e neste tempo foi tão bom que não sei nem como agradecer a cada segundo que ele esteve comigo.

Meu irmão voltou da Inglaterra, comecei a correr e descobri que SIM, eu posso correr mais de 1 km, aliás, tanto posso como a tal da endorfina faz a gente ficar viciado.

O ano de 2013 veio com muitas mudanças, muito aprendizado e muita coisa boa. Que venha um 2014 que eu possa me acalmar, tentar ser menos ansiosa e preocupada com algumas coisas, pois isso só faz mal pra minha saúde. Que eu aprenda a falar menos, aceitar um pouco mais as coisas e quem sabe, encontrar algo que realmente me faça acordar de manhã com aquele misto de felicidade e alívio. Que eu esteja mais presente com minha família e que a saudade não machuque tanto.

Pra todos os leitores do blog, um 2014 com sonhos realizados!

Em busca da felicidade

borboleta

Eu não sei se sou eu sempre a procura de histórias inspiradoras ou se todo mundo começa uma busca pela satisfação pessoal e por mais momentos únicos e especiais. A qualidade de vida começa a ser uma preocupação constante entre as pessoas em uma busca por algo que lhes preencha o coração. Pode ser uma busca utópica, uma bobeira de um coração que tem apenas 25 invernos e ainda tem muita esperança na vida e nas pessoas, mas a cada dia a mais me deparo com projetos gostosos, daqueles que te fazem ter esperança no mundo, na vida e na existência. Projetos fofinhos, quentinhos e que tem até aquele cheiro de bolo de laranja de vó. Quando me deparo com eles é como se minha bateria se recarregasse, como se mundo estivesse em minhas mãos e que eu posso fazer aquilo que eu bem quiser. Aí penso que ainda tenho que achar aquilo que realmente me fará satisfeita comigo mesma. Enquanto esse momento de epifania pessoal não chega, vim trazer pra vocês esses canais e páginas de pessoas que fazem meus dias mais recheados de coisas boas.

AMF – Amo Meu Fazer
Como eles mesmo dizem “uma revista quinzenal sobre pessoas que amam o que fazem”. O layout já é um aconchego gostoso e cheio de fotos lindas das pessoas e seus “fazeres”. Vale a pena fuçar e ler cada historia que alí é contada.

continuecurioso
“Webbsérie documental que retrata experiências de pessoas que se desprenderam de um jeito convencional de levar a vida”. Fofo, inspirador e me fez chorar algumas vezes. Acho que isso acontece quando vemos gente cheia de paixão.

GLÜCK Project
“Uma investigação sobre a felicidade”. Novo, mas nem por isso menos inspirador.

Editado dia 8 de outubro de 2013: Adicionando mais inspirações!

Agora Sim! Dica da Bianca Moraes
“Uma diretora de arte e uma redatora, curiosas para conhecer histórias de quem teve coragem de mudar e, Agora Sim!, é feliz na profissão.”.
Primeiro site de mudança de profissão, é assim que elas falam de coisas pra te inspirar e dar esperança. Sempre é hora!

Eu Faço Porque Amo
“Fazer o que se AMA, encontrar propósito e significado no trabalho é uma busca constante para a maioria das pessoas. Inspire-se conosco e diga com orgulho: #eufaçoporqueamo!”. Sigo a página do Facebook e acho que tem coisas legais pra aproveitar de lá.

Compro de quem faz Dica da Bianca Moraes
“O Compro de Quem Faz nasce para ser um movimento a favor de artesãos e artistas criativos e independentes. É um movimento para incentivar o sustentável e o local, por meio do apoio às pessoas que amam o que fazem.”.

%d blogueiros gostam disto: