Searching for "dorama"

Assistir: Descendants of the Sun (2016)

Os ossos do ofício em Descendants of the Sun

Dorama coreano de 2016, Descendants of the Sun fala sobre profissões diferentes que buscam um fim parecido. Venha saber mais sobre esta história que pode ser encontrada no Netflix.

Leia também sobre o dorama Goblin.

Descendants of the Sun - Yoo Si-Jin e Kang Mo-yeon

Sobre Descendants of the Sun

Yoo Si-jin,capitão das forças especiais da Coreia, pega um ladrão de motocicleta juntamente com seu amigo Seo Dae-young. O ladrão é ferido durante a captura e é enviado para o hospital. Dae-young percebe que seu celular foi roubado pelo ladrão e vai para o hospital para recuperá-lo. Na sala de emergência, Si-jin encontra Kang Mo-yeon pela primeira vez e se apaixona por ela imediatamente. Mo-yeon erroneamente supõe que Si-jin faz parte do grupo criminoso do ladrão. Ele lhe revela que é um soldado com a ajuda de uma médica do exército Yoon Myung-joo.

Si-jin e Mo-yeon começam a namorar, mas devido a seus empregos, o namoro não vai bem. Si-jin recebe ordens para levar os seus soldados em uma missão de paz em Urk. Enquanto isso, Mo-yeon fica chateada por não conseguir se tornar uma professora devido ao conhecimento privilegiado de uma colega. Quando Si-jin e Mo-yeon se encontram novamente, eles falam sobre seus pontos de vista sobre a vida e percebem como eles são diferentes. Si-jin, como um soldado, mata para proteger vidas e Mo-yeon, como médica, tenta salvar todas as vidas. Eles se despedem.

Oito meses mais tarde, Mo-yeon rejeita as investidas do presidente do hospital, Han Suk-won e, como resultado, é nomeada para liderar uma equipe médica em Urk. Lá, Si-jin e Mo-yeon se encontram novamente.

Descendants of the Sun - Yoo Si-Jin e Kang Mo-yeon

O que achei?

Depois de indicarem tanto resolvi dar uma chance pra este dorama, mas foi de longe um dos mais arrastados que já assisti. Comecei ano passado e só consegui terminar agora. SIM! PASMEM. Apesar de ter achado o casal Yoo Si-Jin e Kang Mo-yeon muito fofo – não a toa os dois se casaram na vida real – eu não consegui me interessar muito pela história. Muitos probleminhas chatos e algumas coisas que me incomodaram, como personagens que vem e vão e que no fim não precisariam nem existir na história.

Confesso que algumas passagens me surpreenderam, não darei spoilers aqui, mas mesmo assim eu não consegui ter aquela vontade imensa de devorar episódios.É uma história cheia de coisas bem reais e acontecimentos trágicos que fazem a gente olhar algumas coisas com outros olhos, mas não me pegou mesmo e eu só terminei por honra. Não sei mesmo o que o pessoal que me indicou viu na história, ou se foram apenas os soldados correndo sem camisa. Começo a achar que meu negócio são doramas de fantasia mesmo.

Descendants of the Sun - Yoon Myung-joo e Seo Dae-youngYoon Myung-joo e Seo Dae-young

Descendants of the Sun

Onde comer bem em Paris

Lugares para comer bem em Paris, sem gastar tanto

Quando vamos para algum pais ou cidade que não conhecemos, todas as lojas e lugares se tornam desconhecidos e nunca sabemos onde comer. Será que é bom? Será que é caro? Eu sou dessas que acha que tudo vai ser caro e muitas vezes fico no Subway comendo por ter certeza do que vou encontrar e quanto vou pagar, mas Paris é um lugar delicioso, literalmente, e as comidas merecem ser experimentadas! Eu já falei de algumas dicas da outra vez que fui visitar meu irmão, e agora eu não podia deixar de contar os outros lugares deliciosos que fui por lá. Então se você vai viajar, seguem algumas dicas de lugares pra comer coisas gostosas, boas e de vários preços.

Flam’s

Um dos primeiros lugares que meu irmão me levou pra gente almoçar com um amigo, o Flam’s é um restaurante de flammekueche, que é uma torta flambada originária do nordeste da França que se parece muito com pizza, porém com massa mais leve. Achei bem gostosa e por um preço legal (€14- €18) você come um quadradão enorme de flam! Mais que satisfatório!

ONDE FICA?
Fui na que tem perto da casa do meu irmão, Avenida du Maine, 32, região de Montparnasse, mas existem outras espalhadas pela cidade, pra encontrar é só acessar o site do Flam’s

Heureux Comme Alexandre

Heureux Comme Alexandre

O meu irmão falava sempre dos Pierrades que ele comia e que era apaixonado. Quando o noivo descobriu que se tratava de carnes na chapa, o lado Tiranossauro Rex aflorou e fomos uma noite experimentar. Foi uma delícia de jantar com um vinho gostoso e muita conversa boa, o que explica o nome do restaurante: “Feliz como Alexandre”. O preço fica entre €20 e €25 por pessoa, contando bebidas e tudo mais.

ONDE FICA?
Rua du Pot de Fer, 13 em um bairro bem charmoso de Paris. Saiba mais no site

L'Arbre de Sel - Comida Coreana em Paris

L’Arbre de Sel

O primeiro restaurante que fui para jantarmos assim que cheguei foi especial: comida coreana. Eu sou toda fã de doramas e mal me aguentei de emoção quando vi os hashis (ou seja lá como os coreanos chamam os palitos) de inox. É bobeira talvez, mas pra uma pessoa fã de cultura oriental é quase a Disney. Pedimos um prato chamado bibimbap e eu achei delicioso. Vem em uma tigela linda e uma porção bem generosa. O valor fica entre €18 e €22. Vale a pena experimentar!

ONDE FICA?
Rua de Vaugirard, 138, também na região próxima a Montparnasse. Pra saber mais é só acessar o site.

Mai Do - Comer bem em Paris

Mai Do

Me aventurando por comidas de outras nacionalidades, fui provar a paixão do meu irmão: bo bun, prato vietnamita. Pelo que pesquisei eles são meio que uma febre em Paris, e depois que comi um eu descobri porque: são deliciosos! Uma tigela linda cheia de macarrão de arroz, com um molho de peixe, carne (ou vegetais se você for vegetariano), legumes, hortelã e um sabor bem diferente pra você se deliciar. Além de adorar e repetir, ainda levamos mais pessoas para passar a palavra do bo bun pra frente.

ONDE FICA?
Boulevard Montparnasse, 23, fácil de chegar de metrô. Saiba mais no link.

Chez Suzette - Crepe em Paris

Chez Suzette

Os crepes são bem típicos da França, geralmente feitos com farinha de trigo sarraceno e uma receita bem simples, eles estão espalhados por vários locais de Paris, mas meu irmão me levou pra comer em um que é bem pequeno e charmozinho. Fui almoçar por lá duas vezes e em todas elas as combinações estavam ótimas! Por €9,90 você compra um crepe salgado, um doce e algo pra tomar (promoção) e sai satisfeitíssimo! Ainda dá pra escolher levar pra comer ou comer dentro da apertada creperia.

ONDE FICA?
Rua de la Harpe, 12, um charminho e pertinho de Notre Dame e da livraria Sheakespeare & Co. Saiba mais no site.

Sorvete! A Melhor Sobremesa

Se você almoçou e quer uma sobremesa bem boa, eu sempre indicarei sorvete. Sorvete é vida, é amor, é paixão e loucura, então aqui vão duas dicas extras de sorveterias maravilhosas pra você se deliciar!

Senoble - Sobremesa em Paris

Senoble

Além de ser um lugar lindo, acho que é impossível esta sorveteria ter algo ruim. No meio de um passeio com meu irmão pelos Jardins das Tulherias saímos andando e chegamos até a Senoble e pedimos um sorvete. Concordo que o valor é meio alto (se me lembro é algo entre $5 e $8), mas vale muito a pena! Tem desde os sorvetes normais com base de leite, até os sorbets, que são totalmente feitos de fruta e ótimos pra quem tem intolerância à lactose ou glúten.

ONDE FICA?
Rua des Petits-Champs,11, em uma região cheia de coisas legais pra se ver, rola até comprar um sorvete e ir andando até o Louvre. Saiba mais no site.

Amorino - Sobremesa em Paris

Amorino

Espalhada como Subways pela Cidade Luz estão as sorveterias Amorino. Eu sou uma grande apreciadora de sorvetes, então não perdi a oportunidade de tomar um sempre que rolava e lá estava a Amorino pra me socorrer. Os sabores são deliciosos, possuem opções com pura fruta – ótimos pra quem tem intolerâncias – sem deixar nada a desejar.

ONDE FICA?
Uma das que fui foi a da Rua de Rennes, 153, mas elas estão espalhadas pela cidade! É só olhar no site deles e achar a mais próxima.

Uffa! Deu pra deixar com vontade? Só de escrever sobre esses lugares já dá vontade de voltar.

Assistir: Hwarang (2016)

Hwarang, o dorama cheio de beleza

Cartaz de Hwarang

Sinopse

A rainha Ji So administra Silla desde a morte do rei. Ela manteve seu filho longe do trono para garantir a segurança dele, mas a paciência do garoto e dos nobres à sua volta está acabando. Para proteger o rei dos dissimulados nobres, Ji So reúne um grupo de jovens e belos guerreiros, conhecidos pelo povo como Hwarang.

O líder dos Hwarang é Moo Myung, um jovem de família simples que se tornou um lendário guerreiro e vive como se não houvesse amanhã. Com a determinação de um cão e a liberdade de um pássaro, ele fará o que for necessário para proteger a mulher que ama.

Go Ah Ra é uma mestiça que trabalha duro para sustentar sua família, mas consegue se manter focada e animada apesar das dificuldades. Além de médica dos Hwarang, ela também é a dona do coração de Moo Myung.

Park Hyung Sik é o filho da rainha e herdeiro do trono, que viveu uma vida solitária. Ele se esconde para evitar ser assassinado, mas está impaciente para ocupar o trono, e isso o leva a se tornar um Hwarang com o objetivo de eliminar os nobres que ficarem em seu caminho.

Eles e os outros Hawang lutarão para que a ganância dos nobres de Silla não contamine o trono – isto é, se as lutas deles próprios não interferirem.

Hwarang é baseado na história real do grupo de guerreiros de elite que foi formado por volta do século X, em Silla. Embora tenham sido conhecidos apenas como belos guerreiros no começo, a lenda dos Hwarang cresceu muito na Coreia, e hoje eles são considerados como respeitados heróis.

Os Hwarang se apresentam

O que achei de Hwarang?

Apesar de ter no elenco vários atores que eu adoro, como Park Hyung Sik (Strong Woman Do Bong Soon), Hwarang foi um dorama bem fraco e ficou bem abaixo dos que eu estava assistindo. Foi até bem penoso terminar de ver, mas no fim eu até que me diverti.

A Ro foi uma protagonista muito fraca. Sem atitude e chorona demais, aqui a gente gosta é de ver mulheres que vão atrás das coisas como A princesa Sookmyung por exemplo, que apareceu lá pro meio da história e ficou mais interessante que a mocinha.

A Ro e sua amiga
A Ro e Soo Yeon

Sam Maek Jong é o melhor que acontece para o dorama. Apesar de ser um personagem mais secundário, o rei rouba a cena do nosso mocinho Moo Myung e acaba sendo uma das melhores coisas da história. Ele cresce muito como personagem e toma conta a coisa toda.

Rainha Jiso
Rainha Jiso

No resumo de tudo, até me diverti assistindo Hwarang, mas indicaria outros para as pessoas, passou longe de ser um dos meus preferidos. E você? Já assistiu?
Se você quiser assistir este e outros doramas, indico muito o Drama Fever.

Meu Planner 2018

Vem conhecer um planner baratinho!

capa planner 2018

Procurando o Planner

Ano passado fiz um post completinho aqui no blog tentando descomplicar toda essa história de planners e bullet journals, falando sobre como eu fiz o meu com materiais que eu tinha em casa mesmo, sem gastar muito. Pra 2018 eu queria comprar um porque fiquei com preguiça de fazer o meu, mas não queria gastar muito.

Eu sabia que não queria uma agenda e sim um planner por ter uma configuração mais livre pra escrever e anotar outras coisas. Como hoje em dia essa cultura está mais forte por aqui e eu já tinha visto alguns em lojas, eu saí caçando um.

Procurei alguns na viagem que fiz ano passado, mas nada parecia me empolgar, ou se empolgava era muito caro, até chegar aqui e ver um da Imaginarium, lindo, com capa maravilhosa, mas que eu achei com preço salgadinho pelo tamanho. Aí andando na Americanas encontrei um bem básico, mas que tinha tudo que eu precisava. Como ainda achei que deveria procurar mais, não comprei, mas minha mãe pegou escondido e me deu de presente. Então este é meu planner de 2018!

Sobre o Planner

Ele custou R$29,90, tem uma capa dourada linda, mas eu tive que customizar com adesivos, se não ele não seria tão meu. Pra isso escolhi os que eu tinha que eram de plástico da Pr1ps e da Fernanda Segolin, pra durare mais, e coloquei meu último de unicórnio. Pronto, o planner é meu!

calendario

dias da semana

aniversarios

Tour pelo Planner

Achei ótimo o espaço que ele deixa para os dias, que vêm separados semanalmente. Ele vem com os sete dias de um lado, com um bom espaço pra fazer os bullets, e uma parte para mais anotações do outro, onde eu coloco pequenas metas pra semana, como “ler 50 páginas de um livro” ou “não matar nenhum dia de treino” por exemplo, e também anotar as melhores coisas da semana. Pode parecer bobo, mas olhar na sexta-feira e ver que sua semana teve coisas boas, mesmo que pequenas, traz um ânimo a mais.

Ele vem com mais espaço para anotações no final, onde coloco os filmes, livros, doramas, quadrinhos e séries que eu vi e que quero ver. Ajuda muito pra fazer posts do ano, listas de melhores, coisas assim. Também escrevo meus gastos mensais pra saber onde gastei meu dinheiro em comida. Sim, eu sou muito analógica.

Filmes e livros

contas

E o queridinho de quem tem planner, os tão amados quadradinhos! Eu adoro habit trackers – que são nada mais que quadradinhos que você pinta por alguma tarefa realizada – e gosto de fazer com meu hábito de desenhar para saber se estou fazendo com frequência ou não. Ajuda um bocado ter isso visualmente!

quadriculado

Este modelo vem com um pequeno planejador antes de tudo, que eu não vi muita utilidade, mas que achei uma logo! Estou marcando meu humor do dia, o clima – chuva? sol? – e o que eu estava com vontade de comer. Está legal perceber como tenho mais dias feliz e calma que dias ruins. Visualmente falando, a gente dá mais valor nas pequenas coisas =D

mini-planner

A única alteração física que fiz nele foi adicionar uma bolsa na contra capa, logo no final, pra poder deixar meus adesivos, que uso ao longo do ano pra customizar o planner, já que ele é bem básico, mas é bom que assim a gente dá a cara que quer pra ele, né?

bolsa final

E ai? o que acharam? Já estão com o de vocês? Ok, janeirão tá acabando, mas quem disse que tem hora certa pra começar?