wicked_1
Fabi Bang e Myra Ruiz, divas.

Muito antes de Dorothy chegar, duas outras garotas se conheceram na Terra de Oz. Elphaba, nascida com a pele cor verde-esmeralda, é esperta, ardente e incompreendida. Glinda é belíssima, ambiciosa e muito popular. Essa megaprodução, que faz rir e chorar, traz à tona os segredos que levam Elphaba a se tornar uma bruxa “má” e Glinda a ganhar a simpatia dos habitantes da Cidade das Esmeraldas. WICKED, por meio de números e performances surpreendentes, mostra que toda história tem diversos pontos de vista e que ser diferente faz de você alguém único e extraordinário.

wicked_2
Cidade Esmeralda

Se tem algo que sempre quis assistir na vida, era esta peça. Pesquisando sobre musicais da Broadway eu soube que a peça tinha ligação com “O Mágico de Oz” e na mesma hora virou vontade. Eu nunca quis saber da história, apesar de conhecer a personagem da Glinda e da Bruxa Malvada do Oeste, mas sempre fiquei no escuro, queria que a peça me surpreendesse. Acontece que trouxeram esta maravilhosidade (ok, inventei) para o Brasil e não precisei viajar pra Nova York pra assisti-la.

wicked_3
Desafiando a gravidade.

Se você é familiar da história de Dorothy, Totó, Espantalho, Leão e Homem de Lata, a peça se torna especialmente mágica! Quando minha ficha caiu no meio do espetáculo foi um sopro de prazer que nem sei descrever. A história é cativante, os figurinos e os cenários deslumbrantes e a música, bem, pra quem tem a trilha toda no computador pra ouvir quando quer eu acho que não posso falar muito, não é?

Assistimos a peça com o elenco principal, todos arrasaram, mas confesso que preferia ter assistido a peça com o Fiyero de André Loddi, porque apesar de Jonatas Faro ser um bom ator, a voz dele é a mais fraca de todo o espetáculo. Longe disso atrapalhar, mas a gente quer ver gente que canta muito ali, pelo menos eu quero. Fora esse mísero detalhe, eu saí de lá com a alma lavada por ter assistido um espetáculo tão maravilhoso.

Pra quem é de fora de São Paulo e quer comprar ingressos on-line, vou deixar aqui uma dica. o site para as compras não te deixa escolher os lugares, você só escolhe a distância do palco, o que é um saco. Você entra, cadastra, compra e quem escolhe onde você e seus amigos sentarão é o sistema. Acontece que dá pra você tentar comprar um lugar um pouco melhor se quiser fazendo o seguinte: entre e faça como se fosse comprar os ingressos, o sistema vai te dar os lugares e você não fecha a janela. Abra uma segunda janela e faça o mesmo procedimento, ele vai segurar aqueles ingressos da primeira compra por 10 minutos, ou seja, na sua segunda compra ele te joga algumas cadeiras para o lado. Pronto, é só comparar e ver onde você quer sentar. Mas o bom mesmo é tentar achar alguém de Sampa pra comprar, pois além de não pagar uma taxa de 50 reais por ingresso (sério gente, acho o cúmulo) você escolhe os lugares.

Para mais informações, entre no site oficial do musical.

Você também pode gostar desses

20 Comments on Teatro: Wicked

  1. Cara, eu tô DOIDA pra ver essa peça. Já ouvi falar muito de Wicked e uma das minhas músicas preferidas de Glee é a interpretação da Rachel de Defying Gravity. (fora a cena dela do Kurt no palco da peça em Nova York). Acho a trilha sonora tããão maravilhosa! Vou tentar ver logo!

  2. Eu tô looooooouca pra ver essa peça <3 <3 <3 <3 <3, a Bruxa Má do Oeste é a melhor personagem da vida, HAHAHAHAHAHA.

    Eu também morro de vontade de ler o livro Wicked. Você já leu? Deve ser incrível!

    • Eu sei que tem o livro, e com cada edição MARAVILHOSA, mas eu não quis saber nada da história antes de ver a peça, agora to doida pra lerr!!!!!!!!
      ASSISTA!!!

  3. Fiquei curiosa, mas nunca fui em nenhuma peça de teatro, hehe. Mas parece ser lindo e né, é uma das minhas histórias favoritas. Adorei a técnica pra comprar os ingressos, hahaha. Tem jeitinho pra tudo! xD

    Bjsss,
    Re

    • Fui com uma amiga e ela foi pela primeira vez no teatro. Saiu de lá arrependida de não ter assistido as outras peças hahahaha é maravilhoso demais! O jeitinho eu descobri porque poxa, vou viajar, pagar caro e nem meu lugar posso escolher? Fora a taxa de 50 reais que cobram, acho chato isso rss

  4. Tem como juntar O Mágico de Oz e musical e dar errado? Acho que não 😛 Chell, a peça parece ser ótima! Fiquei muito curiosa para assistir. Mas acho que por ora vou é procurar o livro para acalmar as lombrigas, ahahaha.
    Bjs!

  5. Que lindeza, Chell.. só pelas fotos já dá pra ver que é uma produção super legal! Eu vi em cartaz por aqui e não sabia que tinha ido pro Brasil, é muito legal ver que tão levando essas coisas até aí também <3

    • Oi Taís,

      Nossa, nem me fale. Achei que ia ter que juntar dólares e ir pra NY pra ver esse teatro auhuaha Agora só tenho que juntar pra ver outros uhauahaa

  6. Não sou muita fã de musicais normalmente, mas eu bem que gostaria de assistir uma produção assim de perto. Parece lindo e mágico. Mas que zoeira essa história de não poder escolher onde sentar!

    • Oi Thay,

      Minha amiga, que também se chama Thay hahahaa, também era assim, mas fiz ela se arrepender de nunca ter ido em um outro espetáculo hahaha Ela tá apaixonada e agora quer ir em todos =D

  7. Eu quero muito ir nesse musical, parece ser muito mágico *-* Mas confesso que a compra dos ingressos me desanima um pouco, achei muito confuso :/ Tipo, no fundo eu não sei qual a real distância do palco, então fico sem saber qual a melhor opção para comprar :/
    Beijos! =**

    • Oi Cris,
      Então, eu gosto da plateia A, mas por ela ser mais salgada de preço, se vocês não tem meia entrada, pega a B e testa. Ou Arrisca um balcão, que foi onde fui a primeira vez e é bem mais em conta. =D

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *