aventura

Quadrinhos: Cerulean e Farofrance

cerulean_farofrance_1

Vem conhecer “Cerulean”, obra de Catharina Baltar, e “Farofrance”, de Giovana Medeiros, duas ilustradoras brasileiras que correm atrás e publicam seus quadrinhos de maneira independente.

cerulean_farofrance_2

Cerulean

“Cerulean conta a história de uma curiosa sereia de cabelos azuis cerúleo e seu pequeno amigo cor de rosa, Ollie. Eles vivem tranquilamente no fundo do mar, até que um dia Cerulean encontra um objeto misterioso e brilhante em uma caverna: um celular! Cada vez mais encantada com a tecnologia humana, Cerulean precisa aprender a lidar com dois mundos completamente diferentes.” Catarse.

cerulean_farofrance_3

Catharina trouxe através do Catarse um quadrinho super gracinha e gostoso de se ler. Com ilustrações bem coloridas ela conta a história de uma sereia que descobre a tecnologia, e assim como Ariel, ganha pernas para ver o mundo com outros olhos, desta vez com óculos. Além da história principal, a HQ conta com algumas histórias rapidinhas no final, que particularmente viraram minhas prediletas.

cerulean_farofrance_4

Farofrance

“Giovana Medeiros que ela manteve entre os dias 27 de maio e 1 de julho de 2014, pela Europa. No quadrinho ela conta sobre passagens que ocorreram na viagem e curiosidades dos lugares.”

cerulean_farofrance_5

Este quadrinho da Giovana é um amorzinho! Além de conseguirmos viajar com ela pelas memórias e acontecimentos da viagem, o traço característico da artista faz a gente morrer de fofura a cada página virada. Se você procura uma obra leve, esta aqui é super indicada.

Os Últimos Cinco Filmes que Eu Assisti #9

Opinião dos últimos cinco filmes que assisti, curtas e diretas. Hoje temos “Esquadrão Suicida”, “O Mordomo da Casa Branca”, “A Grande Aposta”, “Caça Fantasmas” e “Dr. Estranho”.

ultimos_vistos_9

Esquadrão Suicida (2016)


[rating:2/5]

Após a aparição do Superman, a agente Amanda Waller (Viola Davis) está convencida que o governo americano precisa ter sua própria equipe de metahumanos, para combater possíveis ameaças. Para tanto ela cria o projeto do Esquadrão Suicida, onde perigosos vilões encarcerados são obrigados a executar missões a mando do governo. Caso sejam bem-sucedidos, eles têm suas penas abreviadas em 10 anos. Caso contrário, simplesmente morrem. O grupo é autorizado pelo governo após o súbito ataque de Magia (Cara Delevingne), uma das “convocadas” por Amanda, que se volta contra ela. Desta forma, Pistoleiro (Will Smith), Arlequina (Margot Robbie), Capitão Bumerangue (Jai Courtney), Crocodilo (Adewale Akinnuoye-Agbaje), El Diablo (Jay Hernandez) e Amarra (Adam Beach) são convocados para a missão. Paralelamente, o Coringa (Jared Leto) aproveita a oportunidade para tentar resgatar o amor de sua vida: Arlequina.

Eu ignorei todas as críticas negativas do filme e fui ver com alguma esperança de que o filme não fosse de todo ruim. Minhas expectativas eram baixíssimas e mesmo assim o filme conseguiu decepcionar. Uma história jogada, piadinhas demais para um filme que nem foi feito pra isso, um Coringa bizarro ao ponto de incomodar demais e colocado na história pra nada, vilão fraquíssimo (pra mim), mas pra compensar tudo isso, uma trilha sonora de arrasar.

O Mordomo da Casa Branca (2013)


[rating:5/5]

1926, Macon, Estados Unidos. O jovem Eugene Allen vê seu pai ser morto sem piedade por Thomas Westfall (Alex Pettyfer), após estuprar a mãe do garoto. Percebendo o desespero do jovem e a gravidade do ato do filho, Annabeth Westfall (Vanessa Redgrave) decide transformá-lo em um criado de casa, ensinando-lhe boas maneiras e como servir os convidados. Eugene (Forest Whitaker) cresce e passa a trabalhar em um hotel ao deixar a fazenda onde cresceu. Sua vida dá uma grande guinada quando tem a oportunidade de trabalhar na Casa Branca, servindo o presidente do país, políticos e convidados que vão ao local. Entretanto, as exigências do trabalho causam problemas com Gloria (Oprah Winfrey), a esposa de Eugene, e também com seu filho Louis (David Oyelowo), que não aceita a passividade do pai diante dos maus tratos recebidos pelos negros nos Estados Unidos.

Assistimos este filme pelo Netflix sem pretensão e logo todos estávamos vidrados na frente da TV. Mais do que a história de um mordomo, este filme fala sobre a história dos Estados Unidos e de como os negros eram tratados por lá. Vemos a morte de Kennedy, a ascensão do movimento negro, passamos por Martin Luther King, Panteras Negras e enquanto isso Eugene vai vivendo na Casa Branca, passa-se tanto tempo que ele chega a conhecer 7 presidentes. O filme é emocionante, a história é real e eu indico muito!

A Grande Aposta (2015)


[rating:4/5]

Michael Burry (Christian Bale) é o dono de uma empresa de médio porte, que decide investir muito dinheiro do fundo que coordena ao apostar que o sistema imobiliário nos Estados Unidos irá quebrar em breve. Tal decisão gera complicações junto aos investidores, já que nunca antes alguém havia apostado contra o sistema e levado vantagem. Ao saber destes investimentos, o corretor Jared Vennett (Ryan Gosling) percebe a oportunidade e passa a oferecê-la a seus clientes. Um deles é Mark Baum (Steve Carell), o dono de uma corretora que enfrenta problemas pessoais desde que seu irmão se suicidou. Paralelamente, dois iniciantes na Bolsa de Valores percebem que podem ganhar muito dinheiro ao apostar na crise imobiliária e, para tanto, pedem ajuda a um guru de Wall Street, Ben Rickert (Brad Pitt), que vive recluso.

Pra você entender este filme completo, eu acho que a pessoa tem que ter se formado em economia ou contabilidade. Muuuuito conteúdo, muitas explicações, muitas metáforas, você fica até tonto no meio do filme tentando entender tudo aquilo, mas é sobre o que ocorreu nos Estados Unidos há alguns anos atrás quando o mercado imobiliário quebrou. Eles explicam como algumas pessoas lucraram com a desgraça alheia, mostrando como o capitalismo trabalha (money over everything). Apesar de denso, o filme é bem legal, com uma edição de som de deixar o queixo caído.

ultimos_vistos_9_2

Caça-Fantasmas (2016)


[rating:2/5]

Atualmente uma respeitada professora da Universidade de Columbia, Erin Gilbert (Kristen Wiig) escreveu anos atrás um livro sobre a existência de fantasmas em parceria com a colega Abby Yates (Melissa McCarthy). A obra, que nunca foi levada a sério, é descoberta por seus pares acadêmicos e Erin perde o emprego. Quando Patty Tolan (Leslie Jones), funcionária do metrô de Nova York, presencia estranhos eventos no subterrâneo, Erin, Abby e Jillian Holtzmann (Kate McKinnon) se unem e partem para a ação pela salvação da cidade e do mundo.

Eu entendo que a vibe machista caiu em cima da adaptação do clássico dos anos 80, mas eu vou confessar que não gostei tanto assim do filme. Eu tenho que concordar com meu noivo que muitas partes de comédia foram forçadas (oi prefeito, oi diretor, oi Thor), o que transformou o filme numa palhaçada só. Eu entendo que ele foi feito pra isso, mas não faz meu tipo de filme favorito. Em contrapartida, Kate McKinnon maravilhosa! Melhores cenas, melhores risadas.

Dr. Estranho (2016)


[rating:5/5]

Stephen Strange (Benedict Cumberbatch) leva uma vida bem sucedida como neurocirurgião. Sua vida muda completamente quando sofre um acidente de carro e fica com as mãos debilitadas. Devido a falhas da medicina tradicional, ele parte para um lugar inesperado em busca de cura e esperança, um misterioso enclave chamado Kamar-Taj, localizado em Katmandu. Lá descobre que o local não é apenas um centro medicinal, mas também a linha de frente contra forças malignas místicas que desejam destruir nossa realidade. Ele passa a treinar e adquire poderes mágicos, mas precisa decidir se vai voltar para sua vida comum ou defender o mundo.

É DISSO QUE EU TÔ FALANDO!!!!!!! Que filme pessoal, que filme! Primeiro eu quero dizer que o 3D dele me surpreendeu e eu fiquei triste por não ter um cinema IMAX na minha cidade, porque veria de novo facilmente. Segundo, achei uma história madura, divertida sem ser exagerada e com um final que eu não esperava. Achei demais mesmo!

Leituras: Harry Potter e a Criança Amaldiçoada

crianca_amaldicoada_1

“O oitavo livro da série Harry Potter está chegando, Harry Potter e A Criança Amaldiçoada I & II é a primeira publicação em livro da autora J.K. Rowling sobre o universo do bruxo em oito anos. O texto é baseado no roteiro da peça Harry Potter and the Cursed Child, coescrito pela autora da série, Jack Thorne e John Tiffany, e conta a história após 19 anos os acontecimentos em Hogwarts, onde Harry Potter, Hermione Granger e Rony Weasley enfrentam os Comensais da Morte e Lord Voldemort. Dessa vez Harry tem que lidar com seus trabalhos no Ministério da Magia e ser marido e pai de três filhos.
Enquanto Harry luta com seu passado, seu filho mais novo, Albo, deve brigar, contra sua vontade, com o legado familiar. Uma fusão do passado e do presente, onde pai e filho aprendem a verdade desconfortável: as vezes, as trevas vêm de lugares inesperados.”

crianca_amaldicoada_2

Depois de tanto tempo temos a chance de reviver um pouco da magia do mundo de Harry Potter com o oitavo livro lançado 9 anos após “Relíquias da Morte”. Eu confesso que estava bem com pé atrás com esta obra nova, ainda mais por saber que não é uma coisa 100% J.K.Rowling, mas quando vi na livraria me deu aquela saudade de dias de alvoroço por lançamentos, contagens regressivas e trouxe pra casa um exemplar que devorei em algumas horas, divididas em dois dias. Eu não sabia NADA sobre o livro, pois não quis estragar nenhuma reação e não li nada sobre o assunto, e por isso até me espantei quando vi que ele era em formato de roteiro, o que creio eu ajuda muito na velocidade da leitura.

A história em si corre bem rápida, mas temos pontos fracos, alguns citados neste vídeo que encontrei pela internet, porém entendo que alguns se devem justamente ao fato de ser uma peça e não um filme ou um livro pensado para tal. Apesar desses pontos, foi ótimo saber que eu ainda consigo um feito grandioso de devorar um livro em instantes, que eu posso sim estar empolgada com uma história e me senti novamente com 12/13 anos relendo HP na madrugada.

O que importa aqui em Criança Amaldiçoada é a nostalgia. Crescemos com Harry Potter e hoje temos a oportunidade de sermos como ele, trabalhando, resolvendo as tretas que a vida joga pra gente, não com mágica (que seria realmente bem útil, não?), mas uma vida de adultos. O livro envolve, faz rir, faz você se apaixonar por Escórpio e a Sonserina e deixa mensagens bacanas e lições de pai e filho. Se você quer revisitar Hogwarts, esta é a chance.

Sinopse da Saraiva.

Os Últimos Cinco Filmes que Eu Assisti #8

Opinião dos últimos cinco filmes que assisti, curtas e diretas. Hoje temos “Túmulo dos Vagalumes”, “Truque de Mestre”, “Mogli – O Menino Lobo”, “Star Trek” e “Conan”.

ultimos_filmes_8_1

Túmulo dos Vaga-lumes

[rating:4/5]Os irmão Setsuko e Seita vivem no Japão em meio a Segunda Guerra Mundial. Após a morte da mãe num bombardeio americano e a convocação do pai para a Guerra, eles vão morar com alguns parentes. Insatisfeitos, saem da cidade e acabam num abrigo isolado na floresta, onde lutam contra a fome e as doenças e se divertem com as luzes dos vaga-lumes.

Eu sempre fui curiosa pra assistir esta animação, pois quem curte animes sempre acaba comentando sobre “Túmulo dos Vagalumes”, então resolvi ir atrás e conseguir pra assistir. A história é triste até não poder mais, mas ao mesmo tempo muito poética e delicada. A maneira como duas crianças conseguem se divertir mesmo no meio de uma situação de calamidade é algo que encanta, mas que deixa muito espaço pra você chorar bastante até o final da história.

Truque de Mestre (2013)

[rating:3/5]Daniel Atlas (Jesse Eisenberg) é o carismático líder do grupo de ilusionistas chamado The Four Horsemen. O que poucos sabem é que, enquanto encanta o público com suas mágicas sob o palco, o grupo também rouba bancos em outro continente e ainda por cima distribui a quantia roubada nas contas dos próprios espectadores. Estes crimes fazem com que o agente do FBI Dylan Hobbs (Mark Ruffalo) esteja determinado a capturá-los de qualquer jeito, ainda mais após o grupo anunciar que em breve fará seu assalto mais audacioso. Para tanto ele conta com a ajuda de Alma Vargas (Melanie Laurent), uma detetive da Interpol, e também de Thaddeus Bradley (Morgan Freeman), um veterano desmistificador de mágicos que insiste que os assaltos são realizados a partir de disfarces e jogos envolvendo vídeos.

Apesar da história ser interessante e o plot twist* do filme ser muito bom, achei alguns efeitos especiais muito exagerados, o que fez as mágicas perderem um pouco de graça pra mim, mas apesar disso, o filme é bacana pra sentar de tarde no sofá e matar tempo. Mark Ruffalo está muito bem neste filme!

Mogli – O Menino Lobo (2016)

[rating:4/5]A trama gira em torno do jovem Mogli (Neel Sethi), garoto de origem indiana que foi criado por lobos em plena selva, contando apenas com a companhia do urso Baloo (Bill Murray) e da pantera negra Bagheera (Ben Kingsley), sem nenhum contato com humanos. O menino é amado pelos animais, mas visto como uma ameaça pelo temido tigre Shere Khan (Idris Elba), que está decidido a matá-lo. Com a família de lobos ameaçada, Mogli decide se afastar. Baseado na série literária de Rudyard Kipling.

A versão live action (com atores reais, pelo menos o Mogli) do filme da Disney de 1967 (você leu certo) é uma graça. Deixa você embasbacado com a qualidade da computação gráfica que temos hoje em dia e ficamos imaginando como gravaram tantas coisas com aquele garotinho em telas azuis pra aplicar animais e floresta ali. As músicas continuam alí, principalmente “Somente o Necessário”, clássico pra quem segue e é fã de animações do Sr. Walt. Um filme bem divertido pra ver com a família toda.

conan_star_trek

Conan, O Bárbaro (2011)

[rating:1/5]O grande guerreiro Corin (Ron Perlman) sempre preparou seu filho Conan (Leo Howard) para ser um legítimo representante dos Cimérios, mas o jovem acabou testemunhando a morte do pai, vítima do terrível Khalar Zym (Stephen Lang), que usa o sobrenatural na busca incansável pelo poder absoluto e para ressuscitar a esposa. Mas o tempo passou e enquanto ele continua impondo seu reinado de terror, Conan (Jason Momoa) está pronto para vingar a sua gente e, principalmente, a sua família. Só ele pode salvar as nações de Hibória da maldade do exército de Khalar.

Já começo avisando que nunca vi a versão com Arnold, filme de 1982, mas ai estávamos passeando pelo Netflix e pensamos: “por que não ver este?”. Se arrependimento matasse. Em apenas 1 minuto de filme a gente percebeu que algo estava bem ruim ali (o que foi aquele bebê de borracha? =O) e não deu outra. Efeitos especiais terríveis, história fraquinha, erros de maquiagem, tudo bem ruim pra gente terminar o filme rindo depois de vários crânios explodindo e sangue espirrado. Talvez só o figurino e o tanquinho de Momoa salvem alguma coisa.

Star Trek: Sem Fronteiras(2016)

[rating:4/5]Desta vez, Kirk (Chris Pine), Spock (Zachary Quinto) e a tripulação da Enterprise encontram-se no terceiro ano da missão de exploração do espaço prevista para durar cinco anos. Eles recebem um pedido de socorro que acaba os ligando ao maléfico vilão Krall (Idris Elba), um insurgente anti-Frota Estelar interessado em um objeto de posse do líder da nave. A Enterprise é atacada, e eles acabam em um planeta desconhecido, onde o grupo acaba sendo dividido em duplas.

Que delícia ir ao cinema e ver o arroz com feijão que dá certo. Com uma pegada bem parecida dos episódios da série de TV, com um enredo nada diferente e uma história básica, Star Trek entrega, pelo menos pra mim, um filme muito divertido e gostoso de se assistir. Fiquei morrendo de vontade de ver em IMAX, mas como por aqui não tem, ficamos no 2D mesmo.

Plot Twist é uma mudança radical na direção esperada ou prevista da narrativa de uma obra.

E vocês, o que viram? Indicam algo do Netflix pra eu ver?

%d blogueiros gostam disto: