Filmes

Hotel Transilvânia (2012)

Em ritmo de feriado, aqui no Chocottone, vamos comentar sobre essa animação que está nas salas de cinema. É hora de falar um pouco  do assombroso: “Hotel Transilvânia” (“Hotel Transylvania”).


Nossa história começa mostrando a pequena Mavis, ainda bebê e crescendo, até que chega seu aniversário de 118 anos. Para proteger sua filha e os demais monstros, dos assustadores humanos, o Conde Drácula manda construir um refúgio para seus amigos e eis que nasce o Hotel Transilvânia. O qual hospeda as mais diversas figuras: Franskstein, Lobo Mau, a Múmia, Pé Grande… Em versões bem caricatas e inusitadas.
(mais…)

A Princesa e o Piloto (2011)

Ainda no ritmo de “Anima Mundi”, que encerrou sua edição itinerante, aqui em Curitiba, vamos comentar sobre o longa-metragem exibido ontem ao final do evento. Hoje, no Chocottone, vamos falar um pouco sobre “A Princesa e o Piloto” (To Aru Hik?shi e no Tsuioku).


Com a proximidade da guerra entre dois reinos, após um ataque em seu castelo, a Princesa Fana Del Moral, numa missão ultrasecreta, é enviada a uma viagem de aérea para um local seguro. Encarregado desse trabalho, o piloto mercenário Charles Karino conduzira o hidroavião de reconhecimento Santa Cruz, um dos modelos mais rápidos.


No entanto, para alcançarem o seu destino, onde a Princesa encontraria seu noivo, o trajeto consiste em atravessar 12 mil quilômetros em território inimigo, desse modo, apenas havendo a cooperação entre os dois, conseguirão concluir a viagem. Nesse momento você pensa que a Fana poderia ser alguém mimada, como muitas personagens assim de filmes de Sessão da Tarde, no entanto, é justamente o contrário, ela é bem colaborativa, e até um pouco atrapalhada.


O foco da narrativa acaba sendo mesmo nas conversas entres os dois sobre as imposições de colocações sociais, o que a incomoda muito, e ele que tem por habito tolerar as zombarias que sofre pelas suas origens não nobres, como se fosse de uma casta muito baixa. De certo modo, o filme me lembrou muito o livro “A Última Princesa”, do Fábio Yabu, mas de um modo mais generalizado dados os personagens da animação.


Mesmo sendo um às dos ares, Charles acaba sendo atingido durante uma das perseguições, o que acaba ocasionando um ponto de virada interessante na história, que mostra um lado de Fana, o qual ela gostaria de poder viver mais aquela maneira. É uma sequência bem bobinha, mas bonita, enquanto estão na ilha, e creio que também uma das partes mais divertidas.


Jun Shishido já trabalhou como animador no anime “Sakura Card Captors”, Diretor em “X”, além do trabalho em “Rizelmine”. A produção tem todas as características desse tipo de produção, com cenários de beleza ímpar para sua finalização, além da narrativa dramática. O filme mostra muito sobre preconceito, e lições de dignidade, principalmente quando a princesa comenta sobre sua infância, e o que aprendeu com a mãe do piloto. Mas no geral, achei bem raso tudo isso. Sobre as cenas das batalhas áreas, ficaram bem intensas, e me lembraram muito “Sky Crawlers” e até “Macross Plus”.


“A Princesa e o Piloto” foi baseado na fantasy light novel – de nome homônimo – com autoria de Kokuro Inamura, tendo a produção pela parceria entre os estúdios TMS Entertainment e MadHouse (que já comentamos aqui, quando falamos de “Redline” e “A Garota que Conquistou o Tempo”). Ficou em 3º lugar, no Rio de Janeiro e em São Paulo, na categoria Melhores Longas Adultos. É um desenho de visual muito bonito, uma história simples onde você fica torcendo pela união dos protagonistas, trilha bacana, e fica por aí mesmo.


Por hora, encerramos por aqui, e um bom final de semana para todos.
Ateh!

Dumbo (1941)

Apertem os cintos que vamos decolar. Para hoje, aqui no Chocottone, trazemos o 4º Clássico Disney do querido elefantinho: “Dumbo”!


Bom, primeiramente, foi muito legal ver os letreiros de abertura desenhados, sem muitos efeitos especiais, mas isso é particularidade minha de gostar mais dos trabalhos manuais, aos digitais, nesse meio. Enfim, o longa-metragem tem um começo muito bonito, pela sua música, cenários, a fábula da cegonha trazendo filhotes para os animais de um circo. Porém,  ao mesmo tempo isso acaba até sendo triste, pois todos recebem filhotes, exceto a Senhora Jumbo, que queria muito.
(mais…)

Frases de Filmes no Dia a dia

Depois do Nerdoffice S03E21 eu fiquei pensando: “Quais frases que eu falo que vêm de filmes/séries/whatever?”. E não é que eu percebi que sempre falo alguma frase de filme ou série?

CAN’T COMPLAIN
Sempre que alguém me pergunta “como vai?”, eu lembro da Dory (Procurando Nemo) no momento em que ela e Marvin estão no escuro e ela acha que ele é a consciência dela, ele pergunta como ela está e ela responde “Não dá pra reclamar”.
Frase que sempre cito com referência à personagem, na maioria das vezes falo em a frase em inglês (“Can’t complain”).

EU RIO NA CARA DO PERIGO

Simba está na porta do cemitério dos elefantes e Zazu tenta fazer eles voltarem, ele responde “Eu vivo na selva braba, eu rio na cara do perigo!”.

“TATOS”? WHAT’S “TATOS” PRECIOUS?

Sam, Smeagle e Frodo estão cozinhando coelhos em algum lugar da Terra Média, quando Sam comenta, em meio a reprovações de Smeagle, que os coelhos ficariam melhores com batatas e então nosso querido Gollum responde a frase mais divertida EVER, logo depois mostra a língua pro Sam. #rimuito

IT’S ALIVE

Sim, tem no Nerdoffice, mas eu não posso deixar de colocar, já que é uma das que mais falo. Sempre que uma luz pisca, algo se mexe, o celular liga lá estou eu…

%d blogueiros gostam disto: