receita

Links Bacanudos #43 – Planner, mulheres e churros

links_43

Como fazia tempo que não tinha Links Bacanudos! SHAMEONME, é que as coisas tem andado muito corridas por aqui, o que é bem bom na verdade, e por isso eu andei sem tempo para garimpar coisas legais e trazer pra vocês, mas deixa de falatório e vamos ao que interessa, né?

A Gabi fez um texto maravilhoso falando de mulher e cabelo curto. Já tive o meu bem curto (e estou querendo de novo) e sei bem como é essa questão de “você está menos feminina”. Falando em temas polêmicos, a Bruna fez um post mais que completo falando como nós mulheres gastamos mais em vários âmbitos da vida.

A Re Vitrola fez um post falando sobre a arte de não desenhar, e como você tem que ficar bem com isso. Sério, você tem que ler.

Pra animar a gente no meio dessas crises existenciais dos 30, a Fernanda fez um post digno com 8 mulheres que arrasaram na vida depois da idade das bads. Não desanimemos!

Já pensou em ter uma bike? Não? Vem conferir este post bem gostoso da Lorenna sobre as vantagens de se andar de bicicleta por ai. Eu tô louca pra ter uma.

Se você tem problemas de estômago como eu, eu vou te dar a dica de ouro da felicidade: churros assados pra comer de monte, com amor e sem medo de ser feliz.

Pra não se perder nos posts e se organizar belezinha, segue a dica da querida Nicas pra você postar muito em 2017 e não se perder: um planner lindo, fofo e prático.

E vocês? Algo legal pra me indicarem? Só deixar o link nos comentários.

Links Bacanudos #36 – Empreender, trabalhar e ser.

links_36

Estou pensando em fazer uma série sobre empreendedorismo aqui no blog, contar mais das coisas que vou aprendendo com a vida de MEI (microempresária individual), afinal estou sempre lendo e aprendendo muito sobre esse assunto, o que acham?

Falando nisso, a Re Vitrola fez um post muito bom sobre as experiências dela com a loja virtual que ela criou, com dicas pra quem começar também. E se você quer entrar nesse ramo, tem um post da Coruja Pop falando de economia criativa que pode ser um norte pra você achar algo que te empolgue.

Pra quem desenha e quer algumas dicas, segue um guia do ilustrador freelance feito pela Mary Cagnim e um outro falando de meninas que estão fazendo quadrinhos pela internet a fora. Falando em quadrinhos, eu separei também esse vídeo bacana com dicas de HQs pra você começar a entender este mundo colorido.

Quando falamos de trabalho individual sempre surge aquele dilema de preço. Tem quente que acha que a gente faz favor, tem gente que reclama, e este vídeo da Nicole Eberharte é um resumo do drama de muita gente.

Pra abastecer seu estômago, tem uma receita deliciosa e mais saudável de rabanada de forno, lá do Vinte e 5. Sério, eu tô doida pra experimentar isso e ver se fica bom mesmo.

E para acabar bem, eu coloco aqui um texto super bacana da Nary lá do Chat Feminino falando sobre ser e ter no mundo de hoje. Uma boa reflexão pra terminar os links desta quinzena, não?

Links Bacanudos #35 – Bolo, DIY e amor

Sexta-feira, aquele dia gostoso pra preparar o fim de semana e sair clicando nos links que vou colocar pra vocês aqui! Esta semana com bolo, DIY e amor.

links_34

Primeiro eu quero mostrar este vídeo que eu gravei com a Stephanie lá do Quase Mineira. Ela me ensinou numa receita MUITO gostosa de bolo de fubá cremoso, e gente, sério, a coisa fica boa demais.

Voltando com nossa programação normal, mas ainda falando de comida, tem este post muito bacana do Corre Mulherada falando 10 mitos e verdades sobre o chocolate. Muito útil.

Quer aproveitar o fim de semana e soltar aquele seu lado craft? A Loma tem um vídeo legal ensinando a fazer um ring light, e se você quer dar aquela cara diferente pra sua casa, tem vídeo da Karina fazendo capas de almofada super fáceis. Ainda no Do It Yourself, que tal fazer colares diferentes com cubinhos de madeira? Ficam uma graça e é a dica do blog Não me Mande Flores.

Há algum tempo estou namorando muitos cortes curtos de cabelo, apesar de estar fazendo um esforço pra ele crescer. Já tive cabelo curto antes e adorei este post do Desancorando falando um pouco disso. Sobre a importância de se amar, a Paty fez um texto ótimo lá no Book Nerd. Outra dica? Pare de mentir pra si mesma, da Coruja Pop.

E tá se perguntando porque o pessoal pode deixar de te seguir? Este post do Sai da Minha Lente pode ser uma luz pra você.

Gostaram dos links? Daqui 15 dias tem mais coisas bacanas pra mostrar pra vocês.

Receita: Rosca da Vó Cida

Prontinha, quentinha e cheirosa.

Quando eu era uma Chellzinha minha avó paterna, a Vó Cida, fazia roscas divinas pra vender. Aquela lembrança sempre ficou na memória de todos, mas ela parou de fazer essas gostosuras há muitos anos e um dia eu resolvi aprender a fazer essas delícias com cheirinho de canela. Foi sucesso e todo mundo se esbaldou e matou as saudades daquele tempo. O mais legal é que já fiz mais vezes e deram certinho, resolvi então dividir esta receita fácil e gostosa com vocês.

Ingredientes

500ml de leite
500g de açúcar
2kg de farinha de trigo
6 ovos
250g de manteiga
50g de fermento biológico
Canela em pau
Canela em pó

rosca_1

Misturando os líquidos.

Coloque o fermento biológico para crescer com um pouco de leite morno * e faça um copo de chá de canela com a canela em pau. Derreta também a manteiga*. Uma dica: derreta ela quase que toda e desligue o fogo para que ela termine de derreter com o calor do que já foi derretido, deixe-a esfriando um pouco. Bata as claras em neve e depois misture o açúcar e as gemas batendo tudo. Reserve uma gema para o final. Misture o fermento, o leite* e o chá* na massa. Depois coloque a manteiga* e misture mais. Vá jogando a farinha aos poucos até começar a dar pra amassar com as mãos. Nessa hora você pode já amassar com as mãos.

rosca_2

Mão na massa.

Sove bem a massa colocando a farinha na superfície para que a massa não grude. O ponto certo dela será quando você passar a faca na massa e ela abrir como uma boca. É bem interessante e fácil de perceber. Depois disso divida a massa fazendo bolinhas do mesmo tamanho em múltiplos de três e comece enrolá-las como “cobrinhas”. É só trançar que nem fazemos em cabelo, apertando o começo e o final para que ela não solte.

rosca_3

Bolinhas sendo enroladas.

rosca6

Trançada.

Passe a gema de ovo que estava reservada por cima da rosca usando pincel próprio (eu não tinha e fiz com os dedos mesmo =D). No meio da trança coloque canela com açúcar e deixe elas em uma assadeira para crescer com espaço de 2 dedos para cada lado. Para saber se a massa já está boa, coloque água em um copo e jogue lá dentro uma bolinha de 1 cm de diâmetro. Quando a bolinha subir, a massa pode ir ao forno!

Em forno pré-aquecido em fogo baixo, deixe as roscas por até 40 minutos assando. Vai do forno que cada um tem, então assim que elas dourarem por cima pode retirar. Sua casa vai ficar com um cheiro delicioso e os vizinhos vão ficar com água na boca.

A receita original é com o dobro de ingredientes, mas dividi tudo por 2 e deram 8 roscas com esta receita. E não se engane, elas crescem MUITO! Então o ideal é uma rosca um pouco maior que sua palma da mão. Esqueci de passar a gema pela rosca inteira bem na vez que tirei as fotos, então elas estão mais branquinhas, mas se vocês fizerem como na receita é satisfação garantida.

rosca_4

Grudadinhas quando saem do forno.

*IMPORTANTE: Esse é um “truque” que quem não está acostumado a fazer massas não sabe: Nada deve ser colocado quente, nem frio na massa, nem o chá, nem o leite, nem a manteiga, então deixe tudo morninho pra adicionar.