romance

Assistir: “Como Eu Era Antes de Você” (2016)

como_eu_era_antes_de_voce_2

“Will (Sam Claflin) é um garoto rico e bem-sucedido, até sofrer um grave acidente que o deixa preso a uma cadeira de rodas. Ele está profundamente depressivo e contrata uma garota (Emilia Clarke) do campo para cuidar dele. Ela sempre levou uma vida modesta, com dificuldades financeiras e problemas no trabalho, mas está disposta a provar para Will que ainda existem razões para viver.”

Semana passada fui convidada para conferir a pré-estreia de um dos filmes mais aguardados do mês, a adaptação do livro de Jojo Moyes, “Como Eu Era Antes de Você”. Então eu e o noivo pegamos o carro e fomos conhecer o Taubaté Shopping e o Moviecom, cinema que fez o convite. Primeiro quero dizer que o cinema de lá nos impressionou. As salas são bem melhores das que estamos acostumados aqui em São José dos Campos, tela grandona, cadeiras em posição stadium, daquelas que nem se um jogador de vôlei da Alemanha sentar na sua frente ele consegue te atrapalhar. Realmente ótimas! Fora o teto da entrada que lembra um céu estrelado, quero na minha casa. Outra coisa bem legal são sabores pra colocar na pipoca, isso eu nunca vi em nenhum cinema! Dá pra colocar sabor bacon e queijo e posso garantir que as pessoas ficam doidas lá por isso.

como_eu_era_antes_de_voce_
Saindo do cinema, vamos ao que todos querem saber: o filme! Eu separei a primeira parte sem spoilers e a segunda com spoiler, então é só ler o que você se interessar.
Eu não conhecia a história, mesmo vendo apenas o trailer, e não li o livro para assistir ao filme, então foi tudo bem novo para mim. Emilia Clarke está uma fofura no papel de Louisa, fora as roupas e sapatos maravilhosos que ela usa o filme todo. Sempre combinações descontraídas e divertidas. Já o rapaz que interpreta William Traynor (Sam Claflin) também faz um ótimo trabalho. Deve ser difícil fazer o papel de um tetraplégico e achei que ele convenceu bem. Porém para ser sincera o filme não mostra nada novo do que costumamos ver em outras histórias, como “Um Amor Para Recordar” , ou então “Doce Novembro” . Achei a mesma fórmula de sempre, mas com um pormenor que não me deixou nem sequer chorar com o drama de William, mas se você quiser ler sobre isso, continue na parte com spoilers, é só selecionar o texto abaixo.

>O filme trata sobre um tema bem complexo: suicídio assistido. William decide que, mesmo amando Lou, ele não consegue viver sem ser quem ele era, esportista, atlético e bonitão, e por isso resolve entrar com processo legal para terminar com sua vida.
Um tema polêmico e que envolve muitas coisas. Muitas religiões abominam isso, já eu particularmente acho triste ver uma pessoa desistindo de viver e existir no mundo sem ao menos tentar algo, vi o personagem como um ser egoísta e mimado. Mas aí entra o lado da pessoa, se ela se sente infeliz, não é egoísmo nosso querer tê-la ao nosso lado mesmo ela sendo uma pessoa triste? Onde está o limite do que é e do que não é bom? Aqui entra o julgamento de cada um e por isso não consegui entender o personagem e não consegui concordar com o que acontece com ele no final. Decepcionante para mim.

Resumindo, um filme que não tem nada demais, no dia dos namorados acho um filme bem complicado para levar o namorado, pois saímos de lá com altos papos cabeça. E vocês já leram/assistiram, o que acharam?

Sinopse do AdoroCinema

Dorama: Scholar Who Walks The Night (2015)

scholar_1

Scholar Who Walks the Night é um kdrama, ou seja, um dorama sul-coreano, que foi exibido entre julho e setembro de 2015 pela rede MBC. O programa é baseado no manhwa escrito por Jo Joo-hee, com ilustrações de Han Seung-hee, e que leva o mesmo nome da série. A história fala de Jo Yang-sun, uma mulher que se veste de homem para vender livros e sustentar sua família e que conhece Kim Sung-yeol, um sábio vampiro que está em busca do diário de seu antigo amigo, única coisa que pode derrotar o vampiro Gwi que controla o país e o rei.

scholar_2

Eu vi a dica deste dorama no Love Code, o blog da Mariane, e depois da sinopse eu precisava assistir. Não me decepcionou em momento algum! A história vai se revelando aos poucos e você fica alucinado até o final pra saber o que acontece. Apesar de efeitos especiais em doramas serem bem ruinzinhos, neste isso não me incomodou. Eles conseguem resolver tudo com jogos de câmera e você vai sendo levado pela história de amor de Kim Sung-yeol e Jo Yang-sun. Impossível não se derreter por esses dois. Pra deixar mais bacana, as cenas de luta são bem interessantes e tem sangue que não acaba mais, já que estamos falando de vampiros, nada mais natural né?

Eu não conhecia o manhwa (me lembra mangá), mas quando vi imagens eu pude perceber que os atores ficaram bem parecidos, o que me fez gostar mais ainda de tudo. Os cenários são super legais e os figurinos então nem se fala. Achei super diferente e interessante conhecer as roupas de época dos coreanos. Sobre a trilha sonora: tá no meu pendrive do carro e no meu despertador, porque é linda!

scholar_3

scholar_4

Alguém vendo doramas legais por ai pra indicar? Quem já viu esse?

Dorama: Playful Kiss (2010)

playfull_kiss

Pra quem não sabe, o Netflix liberou alguns doramas (novelinhas orientais) na sua grade e eu, boa viciada em coisas orientais, saí correndo pra conferir. Além de “Você é Linda” (You’re Beautiful) e “Meninos Antes de Flores” (Boys Before Flowers), títulos que já conferi e já era apaixonada, descobri o fim da minha vida: Playful Kiss.

Este é uma comédia romântica estrelada por Jung So-min e Kim Hyun-joong que foi exibida em 2010 na Coréia do Sul. A história foi baseada no mangá japonês Itazura na Kiss, escrito por Kaoru Tada. Apesar de ser coreana, a série fez mais sucesso em outros países e até uma edição especial foi feita para o Youtube após o final da série.

playfull_kiss_1

Oh Ha-ni não é uma menina muito inteligente e nem esforçada, mas é muito determinada. Ela tem uma paixão platônica por Baek Seung-jo, um garoto muito inteligente, porem muito frio e distante das pessoas. Um dia ela resolve se declarar pra ele por meio de uma carta, e é aí que tudo começa.

Eu simplesmente fui pega de um jeito que não podia mais parar de assistir a série. Com seus 16 episódios de uma hora de duração, além de me fazer rir um bocado a série me divertiu, me fez chorar, e eu fiquei fã. Vale uma menção aos looks da personagem principal que me fizeram pirar na frente da TV: muitas sobreposições e cores. Além de sempre ter o cabelo de um jeito diferente e muito legal. Várias inspirações!

playfull_kiss_2

Quem viu? Quem quer ver? Doramas são viciantes: cuidado!

Assisti: Será que? (2014)

Será que?

Será que

[rating:3/5] “Wallace (Daniel Radcliffe) está sozinho há um ano, após terminar com a namorada depois de vê-la com outro homem. Encerrado o período de luto pelo fim do relacionamento, ele acredita que é hora de seguir em frente. Um dia, em uma festa organizada pelo melhor amigo Allan (Adam Driver), ele conhece Chantry (Zoe Kazan), a prima dele. Não demora muito para que o papo entre eles flua naturalmente e Wallace se ofereça para levá-la até em casa. Mas, ao chegar, ele descobre que Chantry tem um namorado, Ben (Rafe Spall), o que o desanima. Dias depois, Wallace e Chantry se reencontram por acaso e, após uma rápida conversa, decidem ser apenas amigos. A partir de então, eles andam juntos por tudo quanto é canto, apesar de Wallace nutrir um sentimento romântico por ela.”

Sinopse do Adoro Cinema.

Olhaí um filme que eu nunca teria assistido se não fosse o avião e sua restrita lista de filmes pra escolher. Este romance água com açúcar é bem fofo e tem algumas coisas bacanas, como ilustrações que ficam voando pelas passagens do filme, assim como nos créditos. Apesar de ter um roteiro um pouco previsível, eu achei uma história de companheirismo bem legal, apesar de algumas passagens nonsenses com a contribuição de Adam Drive, conhecido de quem assiste “Girls”. Um filme que fala sobre amores, paixões, amizades de forma bem leve, gostosa e que pode fazer sua tarde comendo sorvete e pipoca um pouco interessante.

%d blogueiros gostam disto: