HQ: Astronauta Singularidade – Danilo Beyruth

astronauta_singularidade_1

Em ‘Astronauta – Singularidade’, o Astronauta irá investigar um buraco negro. E vamos ter uma bela surpresa, ele terá companhia! Um estranho objeto vai despertar a atenção da equipe, que em conjunto o irá investigar. Mas esta nova aventura reserva muitas surpresas e alguns problemas sérios ao Astronauta.

Eu sou fã de carteirinha da coleção MSP Graphics, a coleção de Maurício de Souza desenhada por outros artistas brasileiros contando histórias de personagens que a gente conhece, e já até falei de Astronauta Magnetar aqui no blog, o primeiro volume feito por Danilo Beyruth, por isso quando vi o segundo volume eu tive que ter pra manter a coleção completinha.

A história continua depois de Magnetar, com Astronauta sendo analisado psicologicamente e com várias dúvidas ao redor do personagem. Estaria ele louco ou abalado depois da última missão? Com o desenrolar de tudo percebemos que tem gente que pode achar sanidade onde menos se espera, até mesmo na solidão.

As artes de Danilo continuam espetaculares e as cores de Cris Peter gritam e trazem um tom mais quente se compararmos ao primeiro volume, dando um ótimo contraste entre as HQs e trazendo um pouco mais de sentimento pra história.

Pra quem acompanha todos os volumes deste projeto, é mais uma ótima aquisição.

astronauta_singularidade_2

astronauta_singularidade_3

Conheça os outros quadrinhos da série: Bidu – Caminhos | Chico Bento – Pavor Espaciar | Turma da Mônica: Laços

Vídeo: Tranças

miniatura_video_blog

Vira e mexe eu tô toda “trançuda”. Na verdade as tranças se tornaram quase obrigatórias nos dias de treinar kung fu e eu adotei mesmo elas quando estava com o cabelo BEM curtinho e não dava pra fazer muita coisa nele, ai as embutidas foram uma mão na roda em formaturas e casamentos.

Já teve bastante gente me pedindo pra mostrar como faço, então finalmente eu fui ali, me montei toda e gravei um vídeo mostrando como faço pra ficar toda trançada. Vale avisar que pra fazer as que eu ensinei, você tem que ter conhecimento básico de fazer uma trança reta que seja.

Gostou? Dá um like no vídeo e assine o canal.

Texto: Marcas da Vida

marcas_2

Em alguns dias eu me sinto mais louca que o normal. Minha cabeça vai e vem num turbilhão de pensamentos que me transformam numa montanha russa ambulante, dez minutos de felicidade e logo depois estou na tão temida bad. Acontece que de uns tempos pra cá eu tenho conseguido externar esses sentimentos, seja pra pessoas próximas ou pra quem me segue no Snapchat ou no InstaStories Opa segue eu: merylliel, e isso era algo realmente difícil pra mim. Me abrir significa expor minhas fraquezas, deixar as feridas expostas e com isso fazer todo mundo perceber que eu sou toda errada da cabeça, pelo menos, esta é a visão que eu tinha.

Nessas divagações e conversas com amigos eu descobri que tudo que eu sinto, minhas dúvidas, meus medos, minhas loucuras, não são loucuras sozinhas e vazias no mundo. Teve gente que me abraçou quando contei o que sentia, pois o sentimento era mútuo. Teve gente que comentou que também se sente frustrado por x,y e z. E gente que mandou corações e disse que também pensa assim. Então nesse meio tempo de abrir um pouco as janelas da minha cabeça pra arejar, eu me vi menos maluca, menos ansiosa do que realmente sou. Na verdade eu sou, mas ao contrário do que eu imaginava estamos todos no mesmo barco, desgovernado, cheio dos mesmos medos e incertezas.

A vida vai moldando a gente e deixando aquelas marcas incômodas de coisas que passaram e a gente carrega elas pra sempre. Alguns acontecimentos podem desencadear um sentimento ruim, no meu caso às vezes acontecimentos bem no passado, coisas que provavelmente só eu lembro, mas esses dias uma pessoa que parece ser sábia e é bem vivida disse: “o que passou, passou, não vai mais voltar, pra quê se preocupar?”. Quando a gente lê “águas passadas não movem moínhos”, pode não significar muita coisa, mas naquele momento, naquela hora, eu peguei a frase pra mim e resolvi começar a esquecer essas coisas que me incomodam, deixar as marcas sumirem. Não é fácil, mas a gente tenta, tudo pelo bem de uma mente tranquila e mais sóbria. Quero deixar o que esses momentos me ensinaram e deixar pra lá o que não agrega, porque dessa vida não se leva nada, só a vida que a gente leva.

marcas

Iraville – Ilustradores Inspiradores

iraville

Ira Sluyterman van Langeweyde, ou Iraville como é mais conhecida na internet, é uma ilustradora e character designer que vive em Munique na Alemanha. Sigo o trabalho dela a muito tempo e sou mega fã das cores e da finalização das artes dela.

Muita delas são cenários, lindos e cheios de árvores e casinhas, lugares tão gostosos que eu sempre me imagino neles. Já os personagens são sempre super fofos e na maioria das vezes usam roupinhas tão confortáveis que eu queria todas pra mim.

Tons de verde e alaranjado são praticamente marca registrada no trabalho da artista, bem como os olhos expressivos dos personagens. Os materiais mais utilizados por ela são a aquarela e o lápis de cor, que ela usa pra dar sombras e detalhes.

iraville_2

iraville_3

iraville_4

iraville_5

Além de postar sempre no Instagram e no Tumblr, a moça ainda faz timelapses maravilhosos mostrando o processo de pintura das artes e eu fico hipnotizada assistindo um atrás do outro.

O que acharam desta artista? Ela é uma das minhas inspirações favoritas! Pra conhecer mais do trabalho dela, clique nos links abaixo:
Instagram | Tumblr | Blog | YouTube