• Fica a Dica
  • Links Bacanudos #40 – Freelancer, conscientização e ilustração

    links_40

    Quando ser saudável não é saudável, um texto ótimo falando sobre alimentação saudável, gordofobia, aceitação e amor próprio.

    A Arrogância segundo os medíocres, texto contando sobre viagens e como muita gente vê quem troca baladas e carro por conhecer lugares. Eu sei como muita gente olha torto, por isso me identifiquei.

    Vida de Freelancer: 6 Atitudes que Mudaram Minha Vida Profissional, ótimo guia de atitudes que um freelancer tem que ter, completinho e super bem escrito.

    5 Dicas Para Comprar Mais Conscientemente, post ótimo da Gabi fazendo a gente sempre pensar na maneira que consumimos, não só roupas, mas tudinho.

    10 Escolas on-line mais legais para ilustradores, dicona de cursos on-line pra você fazer e melhorar suas skills como ilustrador.

    Recebi e não gostei, posto ou não?, dilema que pode acontecer com várias blogueiras por ai, então vem ver o que a Suelen acha disso.

    Por aqui

    Aqui no blog rolaram dicas pra fazer nas férias, a indicação da ENKB como o Pequeno Negócio do mês, coisas que você tem que olhar num imóvel antes de comprar, ilustrações dos looks de Louisa Clark, personagem de Jojo Moyes, e um quadrinho que fiz de presente pra minha nova irmãzinha.

    Ainda teve vídeo contando sobre o passeio ao Pico das Agulhas Negras, uma pesquisa pra saber mais de quem lê o blog, aliás, pode responder ainda e um post com dicas pra eu seguir nesse meu novo ciclo de vida.

    Já tinham visto tudo? Me indiquem coisas legais pra ler também =D

  • Fica a Dica
  • O que fazer nas férias?

    Eu sei que julho já está acabando e que quem tá na vida adulta e não faz parte de instituição de ensino não tem essa de férias de julho, mas vou jogar algumas dicas aqui que você pode fazer até mesmo em finais de semana, que tal?

    montanha_1Vladimir Kudinov

    Entre em contato com a natureza

    Subir uma montanha, correr no parque, fazer um piquenique, sentar na areia e ver o pôr-do-Sol… estar em contato com a natureza já é comprovadamente benéfico pra saúde sabia?

    Cientistas da Holanda e do Reino Unido constataram que quando temos contato com ambientes cheios de verde, flores etc, nosso corpo tem uma queda da pressão e aumenta os glóbulos brancos no sangue, responsáveis pela defesa do nosso organismo. No Japão, o pesquisador Yoshifumi Miyazaki chegou a conclusão em seu estudo que nosso corpo foi feito para adaptar-se a natureza. Então porque não curtir essa beleza toda que está muitas vezes pertinho de nós?

    catioro_1Matthew Wiebe

    Faça uma maratona de séries e filmes

    Com o friozinho que tem feito esses dias você pode preferir ficar em casa, a ideia aqui é tranformar isso num evento. Você pode chamar amigos e fazer maratona de filmes como “O Senhor dos Anéis”, “Harry Potter”, “De Volta Para o Futuro”, ou alguma série legal como “Stranger Things”, claro que com comidinhas gostosas, pipoca e muita risada.

    juntoGreg Rakozy

    Fique perto de quem você gosta

    Vale a pena aproveitar as férias e rever aquelas pessoas que você não vê faz tempo. Aqueles amigos que sempre gritam “vamo marcá” e sempre acaba ficando pra depois, ou mesmo aqueles parentes que moram longe e você faz tempo que não vê. Ver gente que sentimos saudade é uma maneira gostosa de passar um dia, nem que seja só um. Além disso ajuda a recarregar as energias e as boas vibrações.

    jumpDan Carlson

    Curta-se

    A gente corre tanto, trabalha, resolve problemas, estuda, é tanta coisa que muitas vezes esquecemos da gente. Use o tempo livre e dê uma pausa. Pratique seu hobby preferido, veja filmes que estão na lista, leia aquele livro que estava encostado, cuide do seu espaço (pode ser seu quarto ou sua casa), cuide do seu corpo (faça as unhas, comece um esporte etc) e da sua mente.

    As dicas podem ser um pouco bobas ou óbvias demais, mas acho que não custa nada jogar algumas ideias aqui que são simples e muitas vezes a gente esquece, né? O que vocês gostam de fazer nas férias de vocês?

  • Pequeno Negócio
  • ENKB – Pequeno Negócio

    enkb_1

    Eu conheci a ENKB por um amigo da faculdade e ex-colega de trabalho (oi Dé) que levou algumas peças para a galera da agência dar uma olhada. De cara achei as roupas super diferentes e algumas até bem ousadas para o público masculino, o que me chamou super a atenção.

    A criadora da marca é a Mell Barbosa, por acaso namorada do meu amigo, por isso consegui algumas palavrinhas dela pra poder compartilhar um pouco mais da marca com vocês, principalmente sobre o desafio de criar algo seu.

    Como surgiu a ENKB?

    “Sempre pensei em ter uma marca de moda masculina, tenho irmãos e primos, e sempre fui cercada por este mundo, mas também via que não tinha muita variedade no mercado pra eles como temos na moda feminina. Percebi a necessidade de uma moda masculina bacana e descolada, diferente do que encontrávamos e em 2010 lançamos a primeira coleção da ENKB. É uma moda masculina desenvolvida por um olhar feminino, como uma mulher gostaria que um cara se vestisse, com um olhar mais ousado também.”

    enkb_2

    Quais os maiores desafios de se ter um negócio deste?

    “Mão de obra qualificada para produção menor, desenvolvimento e produção, pois a marca presa por qualidade e buscamos uma igual a de marcas grandes e este é um desfio que a gente se propõe a competir com eles. Falta de incentivo do governo com impostos absurdos, o governo não ajuda nem grandes marcas, então as pequenas menos ainda. A moda masculina é menos consumida, mas estudos mostram que ela cresce mais que a feminina, o que pra mim é bom, pois homens tendem a ser mais fiéis as marcas. Funcionários que acreditam no seu propósito. Pontos de vendas, lojistas que acreditam na marca. Tudo é um desafio.”

    Qual a vantagem de ter o próprio negócio?

    “Ter produtos originais e exclusivos. Geralmente em grandes marcas o pessoal é quase obrigado a copiar. Posso fazer um produto do jeito que eu gosto e do jeito que acredito. Eu faço muitos eventos culturais então tenho contato direto com meu consumidor, posso fazer um produto bem direcionado e bem assertivo e tenho feedback direto do meu cliente. O mais importante é ter essa liberdade de desenvolvimento de criação, fazer uma coisa que você acredita que te estimula a todo dia quando você acorda de manhã ir poder trabalhar. Como diz aquela frase: ‘Quando você gosta do que faz, você nunca terá que trabalhar na sua vida.'”

    enkb_3

    Empreender não é fácil, mas tem muita mulher mandando bem por ai, né não? Se você quer presentear ou comprar algo da ENKB é só visitar a loja on-line. Se por acaso você morar em São Paulo, visite também a loja física que fica na Avenida José Maria Fernandes, nº 886 no Parque Novo Mundo.

    Siga a ENKB: Facebook | Instagram

  • Fica a Dica
  • Escolhendo um imóvel para chamar de seu

    Comprar um imóvel e escolher um canto pra chamar de seu é ótimo, mas dá um belo de um trabalho quando você resolve começar a procurar. Eu e o noivo estávamos procurando um cantinho desde outubro do ano passado, quase compramos alguns apartamentos e a cada coisa errada a gente se chateava, mas sempre tinha firme que na hora que fosse pra ser nosso, ele seria. Ia bater aquela coisa do comercial do carro sabe? A gente ia olhar um pro outro e dizer: “é esse”. E não é que foi assim?

    Por conta das experiências que tivemos resolvi fazer um pequeno guia com algumas dicas que você deve levar em consideração e observar na hora que for comprar um imóvel. Você pode usar algumas delas no caso de locação também, então vamos lá:

    comprar um imovel

    Localização

    A primeira coisa que decidimos foi que queríamos continuar na mesma região que já morávamos. A gente adora morar por aqui, continuaríamos perto do kung fu e eu poderia resolver coisas a pé nos dias que o noivo viaja e eu fico sozinha. Caso precisasse eu contaria com ônibus de fácil acesso, ponto perto e tudo mais.

    Vale lembrar que a localização influencia diretamente no preço dos imóveis, bem como no valor dos aluguéis.

    O que olhar? Qual tipo de comércio tem por perto, pontos de ônibus, vias de acesso e vizinhança. É bom saber se tem escola, canil, coisas do tipo se você for morar numa casa por exemplo e você quiser um lugar silencioso, ou se você tem crianças é legal saber se existem creches e escolas boas por perto, tudo vai depender do que você busca.

    comprar um imovel

    Acabamento

    Pode parecer besteira, mas é cada coisa que a gente acha quando começa a pesquisar. Algumas das coisas que eu olhava muito nos apartamentos que víamos era a altura do teto. Alguns apartamentos eram tão baixos que o noivo se esticava e conseguia tocar o teto. Eu e o noivo não somos pessoas muito altas, mas eu com meu 1,70 m e ele com o 1,82 m de altura não achamos legal apartamentos baixos demais.

    Em um apartamento que achamos até legal, desistimos de qualquer coisa depois de ver que o condomínio era todo largado e desleixado: grades quebradas, churrasqueira faltando pedaço, pinturas antigas e descascadas em toda a área externa, bem zoadinho, importante ver pois isso em algum momento é cobrado no condomínio.

    O que olhar? Qualidade das portas e janelas, altura do teto (os banheiros tendem a ser mais baixos que o resto), pisos, azulejos da cozinha e banheiro (eu olhava se era até a metade da parede ou até o teto, que é melhor de acordo com as coisas que mamãe ensinou), acabamento externo do prédio/casa e áreas externas.

    foto_2

    Acessibilidade

    Eu e o noivo moramos longe de toda a nossa família, mas vira e mexe alguém vem nos visitar. Pensando nisso eu tinha a regra de: ou é térreo ou tem que ter elevador. Prédios com mais de 3/4 andares tem que ter elevador, mas por conta disso eles acabam sendo mais caros, assim como o condomínio.

    Deixamos várias opções pra trás por não terem elevador, pois avós e tias não teriam como nos visitar e subir lances de escada. Fora que a mudança fica mais cara se o pessoal tem que subir escada, sabia?

    O que olhar? Acesso para garagem e entrada do prédio, lances de escada e elevadores.

    por-do-sol

    Posição do Sol

    Você está comprando uma casa que vai ser sua, você vai pagar ela por sei lá quantas décadas as parcelas e vai viver por ali no mínimo uns 10 anos, então uma coisa que precisa ser olhada é onde o Sol bate.

    Aqui em casa ele começa o dia pegando na cozinha e no escritório e termina na nossa varanda proporcionando um espetáculo diário, como vocês podem ver na foto. No que isso implica? Humidade nas paredes, roupas secas em menos tempo e luminosidade ($ conta de luz mais barata $).

    O que olhar? Onde o Sol se põe e se levanta.

    comprar um imovel

    O “feeling”

    Você pode olhar tudo, luz, acabamento e o que mais for, mas tem que rolar aquela química com o lugar. É engraçado, mas isso realmente acontece. A gente tentou comprar dois antes, tínhamos gostado? Sim, mas nada comparado ao que realmente moramos hoje, foi tipo um estalo na nossa cabeça. Então leve em consideração o sentimento que o lugar te passa, já que você vai morar lá né?

    Quero fazer um outro post mais pra frente com detalhes mais técnicos de documentação, mas quero saber se vocês gostaram e se querem saber mais sobre isso, então comentem e perguntem o que mais posso ajudar.