Categorias: Maternidade, Vida Real

Enxoval do bebê: o que é realmente necessário?

Vem descobrir o que é útil e o que não é pro enxoval do seu bebê.

Aquelas duas linhas no exame de gravidez aparecem e a gente já quer sair comprando todo o enxoval do bebê: kit berço, bomba pra tirar leite, roupinhas…

Mas apesar desse universo de maternidade e bebês ser enorme e existir produtos pra tudo, muita coisa é desnecessária ou você pode nem utilizar, sabia?

Pensando nisso vim contar um pouco da minha experiência pra acalmar mães aflitas e quem sabe, te ajudar a dar uma economizada.

Quando eu começo a comprar?

Olha, eu sei que a gente se empolga um monte, mas eu sempre indicarei comprar com calma e consciência.

Comecei a comprar as coisas mesmo com 30 semanas de gravidez (isso dá mais ou menos o sexto mês), exceto as coisas que pedi pra virem dos EUA que aproveitei uma viagem do cunhado. Isso me ajudou a economizar um bocado, pois pesquisei bem o que eu queria – custo x benefício – e eu pude esperar os preços ficarem menores.

Fora que muita gente começa a te dar roupinhas e presentes, então isso te adianta um monte! Ganhei tanta roupinha (novas e usadas) que compramos mesmo só um body e uns macacões quentinhos.

Sapatinhos de crochê pra bebê

Sapatinho de crochê é sapatinho?

Enxoval do bebê no exterior?

Muita gente tem a ideia de trazer coisas de fora, mas com o dólar atual não tem compensado muito não. Aqui tivemos uma oportunidade de pedir algumas coisas e foi muita conta pra ver o que realmente iria compensar.

Além disso, compramos coisas baseadas em listas da internet, bem no começo da gravidez, tínhamos estudado pouco ainda sobre amamentação e cuidados com o bebê então algumas coisas não vamos nem utilizar.

O que pode ficar de fora do enxoval do bebê?

enxoval do bebê e Aurora dormindo no berço cheio de coisa de dia nas poucas vezes no começo.

Kit berço e bichinhos que têm que ficar de fora.

Depois que comecei a estudar soube várias informações que me fizeram repensar várias compras, vou comentar algumas aqui pra vocês:

Kit berço – Esses enfeites lindos pra berço são uma das coisas que a gente mais pensa em comprar pra deixar o quarto todo fofo, seja com os novos protetores em forma de trança, travesseiros, almofadas fofas e tudo mais. Mas sabiam que nem a ABP (Associação Brasileira de Pediatria) e nem a SAP (Sociedade Americana de Pediatria) aconselham utilizar?

Poisé, esses acessórios todos aumentam risco de sufocamento, inclusive cobertores, já que bebês não têm domínio de seus movimentos e podem acabar enroscados ou algo assim. Podem também servir de suporte pra que eles subam e caiam do berço quando maiores.

Aqui em casa comprei o kit mais enxuto e ainda assim retirei tudo do berço para Aurora dormir, fica só o lençol. A trança agora serve pra ajudar ela a aprender a sentar (hehehehe).

Mamadeiras e chupetas – Eu não sabia ainda sobre confusão de bico e o impacto que isso pode causar na amamentação, então comprei um kit enorme de mamadeiras e chupetas. Existem até regras para comercialização desses ítens, que devem conter em suas embalagens o seguinte aviso:

“O Ministério da Saúde adverte: A criança que mama no peito não necessita de mamadeira, bico ou chupeta. O uso de mamadeira, bico ou chupeta prejudica o aleitamento materno”.

Pra não dizer que não usei as mamadeiras, uso as menores na minha bomba de ordenha, e talvez as maiores sejam úteis no futuro, mas chupeta está fora de questão por aqui. Se você não pretende oferecer a chupeta de início, eu já digo: nem compre! Elas não são caras e e você mudar de ideia num futuro é simples de resolver.

Ninhos – Por aqui eu ganhei um lindo da minha mãe, mas não rolou usar. Primeiro porque a Aurora dormiu até os 3 meses no meu quarto no carrinho do meu lado na cama, as sonecas ao longo do dia eram no carrinho, na minha cama ou no berço e eu nunca cheguei a usar o produto. Então se você não quiser, pode deixar esse item de fora sem problemas.

Bolsas maternidade – Outro item lindo e que a gente acha que vai usar muito, mas ficam super desconfortáveis de carregar quando estão cheias.

Hoje em dia já existem modelos de mochila feitos para coisas de bebês, com espaço pra trocador, partes térmicas pra levar mamadeiras e modelos bem lindos (e caros). Aqui em casa nos adaptamos bem com uma boa mochila que já tínhamos, então se você não quiser gastar, esse pode ficar de fora.

Dedal de silicone – se eu soubesse que só se escova quando surgem os dentinhos e o bebê come comida (leite não causa cárie), e que o indicado é escovar com escova mesmo, essa compra teria sido evitada.

Sapatinhos – Os bebês não vão pisar no chão tão cedo, então se você quiser economizar, nem precisa se procupar com esses itens.

O que deve ter no enxoval do bebê?

enxoval do bebê - Eu amamentando a Aurora no sling

Sling, salvando vidas.

Cursos de amamentação e sono – não é bem um produto, uma coisa, mas se eu puder indicar coisas que vão realmente te ajudar a não passar perrengue e ainda deixar tudo mais simples, são esses cursos.

Encontre profissionais que sigam um pensamento que você concorde e faça esses cursos antes do seu bebê nascer. Aqui fizemos e já iniciamos as rotinas da Aurora assim que chegamos da maternidade, mantemos até hoje e é sucesso! Além disso já sabia mais ou menos o que poderia acontecer na amamentação o que me poupou de muitos palpites na maternidade e em casa.

Almofada de amamentação – Você vai precisar de uma dessas e ela vai ser sua melhor amiga! Compre uma bem gordinha, pois quanto mais alta ela deixar o bebê, mais sua coluna vai agradecer.

Um bom carrinho – Aqui compramos um que era moisés e bebê conforto. O moisés foi o berço da Aurora até os 3 meses, mas até hoje é onde Aurora tira as sonecas – ela está com 6 agora. Ele serve também pra passeios e o bebê conforto vai do carro pro carrinho, o que facilita um monte se o neném está dormindo.

Sling – Esse pode ser até opcional, mas aqui ajudou muito no começo. Existe uma teoria da exterogestação, que diz que nos primeiros três meses do bebê ele ainda deve ser considerados em gestação. Isso significa que ele gosta muito de colo, peito e soninho bem aconchegado, e aí o sling pode ajudar um monte!

Como você amarra o bebê bem juntinho, ele sente o calor do nosso corpo e fica mais calmo. Consegui almoçar alguns dias graças ao sling! Muitas mães relatam que amarram os bebês ao corpo e vão cuidar dos seus afazeres, sem problemas, então é algo que eu realmente recomendo.

Bomba de ordenha – Um dos itens mais usados por aqui! Comprei de uma elétrica de marca genérica que uma amiga me passou, e funcionou maravilhosamente bem.

Quando tive a apojadura (quando o leite desce pela primeira vez pro bebê) meus peitos ficaram super inchados e a bomba me ajudou a aliviar a sensação de que eles iam explodir.

Hoje em dia eu tiro pra fazer tetolé – picolé de leite materno – que ajudam no nascimento dos dentinhos (sim, Aurora tem dois já) e aliviar em dias de calor. Usei também quando ela me deu uma mordida e fiquei com mamilo doendo por 3 dias.

Mas o principal…

… é que o que seu bebê realmente vai precisar é de carinho, amor e atenção. O mundo da maternidade é cheio de coisas pra você comprar, mas metade é desnecessária. Então se informe antes de comprar e pesquise bastante, você tem tempo.

Lembrando que aqui são as minhas percepções. Se você quer comprar sapatos por exemplo, pra tirar fotos, manda bala e seja feliz.

Temos mães por aqui?
Me conta o que você comprou e não usou e o que foi útil!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *