diário

[Blogagem Coletiva] Que super-herói meu pai seria?

super_heroi_pai

Se tem uma coisa que todo mundo concorda quando fala-se do meu pai é como ele é inteligente. Pra mim ele é inteligente até demais em alguns casos. Me lembro dele tentando me ensinar matemática, como se fosse algo banal e simples, e se irritando por eu não entender. “Mas é tão fácil!”, ele dizia.

Formado em filosofia e devorador de livros, meu pai tem conhecimentos diversos na área de psicologia,  política, antropologia e mais “IAS” por aí, então não tem quem não goste de conversar com ele sobre assuntos mais variados. Aliás, se você quiser bater um papo bacana com ele, é só aparecer no salão de cabeleireiro dele lá na minha terrinha.

Sim caros amigos, ele tem o poder de cortar cabelo como ninguém! As únicas vezes que outra pessoa encostou no meu cabelo pra fazer algo não saí 100% satisfeita, porque ele sabe muito bem o que fazer com o pente e a tesoura.

Outra habilidade que ele tem é o “super poder” de arrumar tudo. Estragou alguma coisa na sua casa que possa ser concertada, lá está ele pedindo as peças pela internet, comprando nos fornecedores da cidade e trocando tudo. Uma vez ele me salvou arrumando a caneta da minha Wacom com um pedaço de um celular estragado. Sério. Claro que todo esse poder de concertar vem com uma “super bagunça” de fios, cabos, resistores, controles, solda e ferramentas espalhadas pelo quarto dele, mas isso é outra história.

Além disso tudo, ele sempre está ajudando as pessoas. Estou pra ver gente nesse mundo pra ajudar tanto os outros como ele. No prédio onde ele mora ele sempre é chamado pra ajudar em algo, ele adora e sempre vai. Já vi ele apagar fogo da panela da casa da vizinha, trocar resistência pra senhorinha do prédio, ajudando a procurar cachorrinho perdido, dando carona… esse é o Guto!

Levando tudo isso em consideração eu fiquei realmente em dúvida em qual super-herói ele seria, mas acho que ele se enquadra bem no Reed Richards, o Homem Elástico. Pela inteligência, experiências e o cabelo! Quando o cabelo do meu pai começou a ficar branco, ficou com mechas, assim como o dele.

Esse é meu pai, super-herói nas horas vagas. Feliz dia dos pais pai!

reed_richard

No mês do Dia dos Pais, quisemos fazer diferente e perguntar pra vocês se seu pai está mais para o Sr. Incrível ou para o Batman. Oferecimento Rotaroots.

Resumão de Julho – Looks e Vídeos

E vamos aos looks e vídeos do mês de julho! Estão prontos? Este mês eu fiquei meio sem gravar vídeos no Instagram. #xatiada. Assistimos poucos filmes e fiquei meio doida com as coisas da Alpaka pra alimentar, então só teve um vídeo sobre o último filme do Exterminador do Futuro.

Looks

Nos looks deu pra ser mais feliz! Esse clima “friozinho, mas nem tanto” me agrada demais e posso ser feliz com combinações meio termo.

looks_julho

Por Aqui

Comecei o mês de julho contanto aqui no blog como surgiu a Alpaka, a loja que eu e uma amiga criamos com roupas para meninas-mulheres com estampas exclusivas e inspiradas na temática nerd. Estamos vendendo os lenços e os vestidos pelo Facebook enquanto nosso site não sai, então é só entrar em contato se você quiser algo. Dá pra pagar pelo PagSeguro ou depósito bancário.

Também continuei os lugares de Londres e desta vez contei sobre o Museu de História Natural, um dos meus lugares favoritos da viagem, e o bairro de Camden Town, cheio de gente e coisas exóticas. Os posts de Londres estão quase acabando e vocês podem conferir todos os lugares agora na lateral do blog, organizadinhos e por ordem alfabética.

Contei como foi correr a Bravus Race em São Paulo e por mais maluco que possa ser, estou inscrita na de São José dos Campos agora no dia 15 de agosto e treinando pra ela. Quando fomos buscar o kit da Bravus, aproveitamos e fomos ao teatro assistir “Mudança de Hábito” no Teatro Renault.

Este mês teve posts do Rotaroots também! Um sobre como seria minha vida em Hogwarts, caso existisse, se eu fosse uma bruxa, e se eu morasse lá. Tantos “ses”, né? E contei também as vezes que a vida me fez rockeira com desenhos em preto e branco pra combinar com o assunto.

Falando em desenho, falei do trabalho MARAVILHOSO da Liana Hee, tudo cheio de brilhos e delicadezas, e ainda de coisas que as princesas da Disney te ensinaram.

E pra não ficar de fora, contei sobre as tintas do meu cabelo novo que tem nome de “Mermaid Hair”, ou Cabelo de Sereia.

Julho não foi desses que passam correndo, mas já estamos em agosto e o ano está quase acabando! Como lidar?

Meme e Ilustração: Coisas que eu já quis ser

oceonografa_eu
Under the sea.
Faxineira – Desde criança, lá na minha cidade natal, temos a mesma pessoa cuidando da nossa casa: a Martinha. Eu lembro de ficar conversando com ela no batente da porta enquanto ela fazia alguma coisa e eu e meu irmão pulávamos de um sofá pro outro enquanto ela passava limpando, ou até enceirando o chão. Lembro também que falava pra ela que queria ser faxineira que nem ela, porque arrumar as coisas sempre foi um certo “passatempo” que tive e sempre gostei da casa cheirosa e limpinha que ela deixava pra gente. Aí eu e meu irmão crescemos e a Marta sempre esteve em casa ouvindo nossas baboseiras. Hoje eu ainda vejo ela quase sempre que vou pra Minas e ela continua ouvindo minhas baboseiras. Martinha merece um prêmio!

Oceanógrafa – “A Pequena Sereia” deve ter sua grande parcela de culpa em eu ser apaixonada pelo mar. Me desculpe quem odeia aquários, mas eu tenho que dizer que eu amo todos eles e sem eles eu nunca teria sido feliz sem ver os bichinhos que mais amo, mas os abissais ainda são os que eu mais adoro. Por conta disso, durante minha fase de “o que ser quando crescer” eu pensei seriamente em prestar vestibular para oceanografia. Foi quando vi uma matéria mostrando a vida de um profissional desta área no jornal e desisti.

Astrônoma – Eu só gosto de mundos profundos demais ou distantes demais. Quando me apaixonei pela física, resolvi por um curto espaço de tempo estudar astronomia. Olhar por telescópios, descobrir estrelas, planetas… tudo muito fascinante e terrivelmente difícil! Por isso, passei pro próximo.

Cantora – Confesso! Já quis ser famosa sim, cantar muito, porque cantar faz bem e eu adoro. Fiz uns 6 anos de coral, contando da escola de inglês e o da faculdade juntos, e era uma delícia. Sinto falta até hoje de participar de algum, pena que só em igrejas.

Maluca? Inconstante? Essa sou eu! hahaha e vocês, o que queriam ser?

O meme “Coisas que eu já quis ser” é um oferecimento do grupo de blogueiros de raiz Rotaroots.

Eu prefiro ser esta metamorfose ambulante

Borboleta

Tem uma hora que as coisas mudam. Você cresce, as coisas começam a acontecer de uma maneira doida e quando vemos já estamos diferentes de tudo que estávamos acostumados. O Chocottone existia desde meus 13 anos de idade (hoje estou com 26) e sempre esteve presente em muitos acontecimentos da minha vida pra me expressar, mostrar coisas legais e quem sabe inspirar as pessoas. Por este motivo continuo aqui firme e forte na blogosfera, e agora de cara nova.
Agradeço tudo que o Chocottone me trouxe, principalmente contato com pessoas ótimas, mas agora eu vou continuar daqui, com nome novo, cara nova e daqui algum tempo, vida nova. Tem muita coisa acontecendo, e não vejo a hora de contar pra vocês.

O “Tinha que ser a Chell” vai seguir como o Chocottone, mas agora quem sabe com um pouco mais de mim. Por que esse nome? Porque quando derrubo um copo, caio no chão, dou uma topada ou falo algo maluco, quase sempre alguém fala isso. É sério. Espero que vocês gostem da casa nova, que foi pensada com carinho pra todo mundo que passa por aqui. BEM VINDOS!

%d blogueiros gostam disto: