diário

Lista para meu 2016

meu_2016

Todos os anos eu faço um resumo de tudo que passou no ano no blog, mas sempre vejo em blogs que sigo as pessoas fazendo listas. Listas de “25 coisas pra fazer antes dos 25”, de “1001 coisas pra fazer em sei lá quantos dias” e eu me peguei pensando que nunca fiz uma lista dessa. Não que eu não goste de listas, mas é que sempre pensei nisso como algo inútil. Até agora. Uma super amiga minha diz que quando você escreve você guarda isso com você muito mais forte, que isso é como gravar em tinta, não só no papel, mas também na sua memória. Baseada nesses fatos e confirmando que isso dá certo pra muita gente, o que pode ser coincidência ou não, resolvi criar uma lista pra este ano que vai chegar. Ao invés de ressaltar o passado, porque não pensar num presente e num futuro que ainda podem ser escritos?

1. Controlar meus nervos Eu sei que vai parecer subjetivo, mas a ansiedade é uma das coisas que mais me atrapalha a ser uma pessoa mais disciplinada e centrada, então não custa naca colocar em primeiro lugar né?

2. Fazer a Alpaka crescer Ela é uma ideia que tive e que está em processamento ainda, tudo é teste, tudo é novo pra mim e pra Thayná, minha amiga/sócia, e queremos ver ela grande, ganhando espaço, correndo livre na graminha. Que venham produtos licenciados!!!

3. Cores diferentes para um cabelo diferente Quero experimentar cores que ainda não fiz no cabelo. Não sei quais sobraram no arco-íris, mas mudar é sempre bom.

4. Conseguir montar uma aula Eu sei que é estranho, mas acho que quando eu conseguir montar uma aula/palestra sobre algum tema legal, eu estarei com meu pensamento bom, meu raciocínio pleno e me sentirei mais feliz e útil para sociedade. Tenho muitas ideias.

5. Aprender! Aprender sobre muita coisa que não sei, administração, redes sociais, empatia, liderança… aprender sempre na minha lista estará.

6. Melhorar minhas habilidades artísticas Aqui vale meus desenhos e minhas aquarelas. Adoro o que faço, me distraio do mundo e quero muito ser melhor nisso.

7. Fazer trabalho voluntário Eu ando pensando nisso há um bom tempo, mas ainda não sei o que fazer. Já pesquisei algumas instituições, mas nada parece com algo que eu saiba fazer. Bem, não desisti disso ainda.

8. Melhorar meu inglês e meu francês Conseguir assistir um filme todo em inglês sem legenda entendendo tudo, porque hoje eu até entendo, mas perco algumas coisas, e começar a entender e falar o básico de francês. Porque é legal saber falar e entender outras línguas.

9. Terminar de ler meus livros que estão em casa Pra poder comprar e ganhar novos.

10. Organizar uma festa de aniversário Temática e tudo. Eu quero uma dessas faz tempo, então quem sabe este ano?

11. Rever amigos que tenho saudade Tenho amigos em outras cidades e faz mais de ano que não os vejo, quero muito poder reencontrá-los.

12. Passar no exame do kung fu Meu próximo exame é para me tornar uma monitora e quero muito dar meu melhor e passar com nota boa. Pra isso preciso aumentar minha força e controlar o nervosismo.

13. Conhecer pelo menos 5 novos lugares Vale cidade longe ou perto, não importa.

14. Comer menos doce Não é por dieta, mas por saúde. Açúcar é um grande vilão e eu sou quase que uma viciada, então comer menos é sempre bom.

15. Fazer um cosplay Uma vontade que tenho faz tempo é conseguir ter tempo ($$) para fazer uma fantasia bem legal e comparecer em eventos.

Agora é arregaçar as mangas e seguir em frente! E vocês, já fizeram suas listas?

E lá se vai 2015

Apesar de 2015 ter sido um número impar (eu sei lá porque prefiro números pares), eu acho que ele foi um ano de muitas coisas diferentes na minha vida, então acho que vale um flashback aqui pra me lembrar como foi um ano bom. Uma coisa é certa, revendo meus posts deste ano em vários lugares eu decidi que este ano não voou, passou na velocidade da luz.

2015_1

Além de mudar o nome do blog, que já se chamava Chocottone há anos, teve muita coisa bacana. Já comecei o ano diferente, com um Reveillon no Morro da Urca com noivo e amigos. Pouco tempo depois já pude comer um sanduba no Mercadão de São Paulo, que era uma grande vontade que eu tinha e fiz um post aqui no blog falando como planejar uma viagem, um post que muita gente gostou, que deu trabalho e eu adorei.

2015_2

Falando nisso, comecei a colocar sobre a viagem que fiz em 2014 no blog e ainda to falando dela. Adoro falar sobre lugares que visito não impota qual, e com isso organizei páginas aqui na lateral do blog pra vocês acharem todos esses passeios de maneira mais fácil. Tem opinião dos lugares, valores, tudo bem completo pra vocês poderem saber certinho de tudo. Não tem só fora do país não! Tem Cunha, Paraty, Foz do Iguaçu e muito mais! Então tem pra todos os gostos, estados e bolsos.

2015_3

Este ano ainda fiz curso de costura pra poder saber melhor das coisas da Alpaka e foi super legal aprender um pouco mais do que se pode fazer com tecidos, entender mais deles e de moldes em geral. Me registrei como uma microempreendedora individual e sou oficialmente uma MEI, tocando a própria empresa e desejando fazer 1001 coisas lindas nela assim que a gente puder.

2015 ainda foi um ano de recordes: Fui em QUATRO casamentos! Pra quem não tinha ido em mais do que dois casamentos em 26 anos isso foi bastante. Comecei a fazer calendários todos os meses aqui no blog, pelo menos assim tenho obrigação de criar coisas mensalmente. Consegui fazer com sucesso o Inktober, algo que queria participar há alguns anos e finalmente rolou. Participei de uma Bravus Race com os amigos do kung fu, algo que foi um desafio e uma conquista pra mim, fiquei feliz demais, assim como quando consegui correr 10 km nos meus treinos, pena que ganhei uma canelite.

2015_4

Aprendi a fazer fatias húngaras, receita da avó materna e ainda a rosca da minha avó paterna, com cheirinho de canela. Duas receitas de família que eu queria muito fazer pra ter no meu repertório de cozinheira. Foram aprendizados demais em um ano e espero que 2016 venha com muito mais!

E o 2015 de vocês? Como foi?

5 Histórias Constrangedoras Sobre Mim

Faz um tempo que fui indicada pela Mari pra responder esta tag e contar histórias constrangedoras sobre mim, mas é tão corrida a vida que só consegui responder agora, olha só! Achei a tag bem divertida, mas foi difícil lembrar as situações, quando a gente conversa com amigos as coisas saem sem a gente perceber, mas ter que lembrar delas pra escrever foi difícil, bem vamos lá:

porre

1. Aquela do Porre – Quem me conhece sabe que bebo quase que nada e por isso fico bêbada super rápido. Acontece que uma vez em uma festa de formatura de um amigo do noivo eles serviam taças de um champanhe muito gostoso e eu achei que a coisa era suco, quando dei por mim já estava do lado de fora da festa colocando toda a bebida pra fora e logo depois estava deitada em um puf da festa com terno do noivo me cobrindo. Os pais do rapaz estavam na festa e eles que tomaram conta de mim enquanto eu dormia. Foi vergonha porque nunca havia acontecido aquilo comigo e eu fiquei toda sem graça depois. O que não impediu que quase o mesmo fato ocorresse mais uma vez anos depois, malditos champanhes!

caindo

2. Aquela do Tombo – Eu havia acabado de me mudar para o Vale do Paraíba e fui na minha primeira festinha em república com um pessoal da faculdade e da república que eu morava. Foi divertido, tinha música, rimos bastante e tudo mais. A festa era a umas cinco casas de distância de onde morávamos e na volta todas resolvemos correr pra casa. Ótima ideia, não? Eu sempre fui um moleque então disparei a correr, porém um fato importante deve ser colocado aqui: eu estava de saia E sandália. Eu sou uma pessoa genial mesmo. Quando dei por mim eu já havia tropeçado e voado alguns metros caindo de joelho e saia pra cima, pra todo mundo da rua ver minha calcinha. Ainda bem que era de madrugada e só as companheiras de república que viram isso. Mas por um tempo fiquei conhecida como “Mi Peixinho”, pelo meu mergulho no asfalto.

falling
3. Aquela do SUPER Tombo – Estava eu numa sexta-feira de trabalho, super ansiosa para encontrar o então namorado em outra cidade. Saí atrasada, pra variar tinha que fechar alguns arquivos, e fui na pressa para pegar um taxi e ir para a rodoviária pois o relógio estava rodando contra mim. Pra ajudar toda a situação, eu cai. Como uma jaca. Esse gif conseguiu demonstrar exatamente o que aconteceu comigo, eu fui e as coisas foram. Tudo que estava carregando foi arremessado pela calçada. Pessoas passavam por ali e devem ter gargalhado por dias. Doeu. MUITO. Levantei correndo, peguei tudo e corri para o taxi e foi só lá dentro que eu chorei de dor. No ônibus eu não conseguia dobrar a perna e só quando cheguei na casa do namorado que vi o estado do coitado: inchado. Isso me rendeu uma vergonha imensa, duas idas ao hospital, vários meses de bolsa de gelo no joelho e semanas mancando.

esmeralda
4. Aquela do Carinha da Escola – Sempre fui uma menina tímida. MUITO. E como toda garota tímida, eu tinha minhas paixões platônicas escolares. Um belo dia alguém que stalkeava minha carteira na sala descobre minha quedinha por um colega de classe e do nada a turma toda começa a se movimentar para tentar unir os pombinhos. Problema: Nunca havia beijado NINGUÉM, o que imediatamente liberou adrenalina doida dentro de mim e me fez travar na vida. O menino disse sim e todo mundo feliz com o possível desfecho de final feliz ficou chateado quando eu falei: “não rola mesmo, desculpaê”, tudo pela vergonha. Fiquei com vergonha de tudo e todos na sala, mas aprendi a ser mais discreta com meus desenhos e devaneios.

kiss
5. Aquela do Primeiro Beijo – Já que falei de beijo que não dei, que tal o beijo que dei? Mais especificamente o primeiro. Lembro como se fosse hoje. Era um carinha da escola, ele não estava muito feliz de saber que eu nunca havia beijado ninguém, pelo menos é o que me falaram, e eu esperei todo mundo sair da sala no fim da aula pra tomar a coragem. Foi rápido, tipo tirar band-aid, mas eu lembro de falar logo depois: “ah, então, minha mãe ta me esperando, tenho que ir” e sai correndo. CORRENDO. Isso mesmo que você leu. Sai.Correndo.Do.Cara. Meu coração ia sair pela boca e eu quase morri de vergonha dele no outro dia porque, o que dizer quando você faz isso? Resultado, eu ainda fiquei com o rapaz mais uma vez, mas nada aconteceu porque eu era muito devagar nessas coisas de romance real com meus 15 anos.

E vocês? Alguma história parecida? Vou aproveitar a oportunidade e indicar a Duds, a Stephanie e a .

Tag: Minhas 7 Sensações Favoritas

Vi este post lá no blog da Taís, achei tão poética e gostosa que resolvi pegar emprestado e fazer por aqui também, que tal? Quando falamos de sensação logo algumas vem na minha cabeça, coisas bobas, mas que podem fazer um dia ser mais feliz apenas por uma delas acontecer. Aqui um aviso importante: pra que as sensações sejam sentidas, elas precisam ser encontradas e muitas vezes um dia ruim, um mau humor pode te impedir de sentí-las, então é importante ficar sempre atento.

sensacao_1

Vento batendo na pele (ou meu lado Pocahontas) – Quando tem um dia com vento mais forte, eu fico deliciada em senti-lo batendo na minha pele. Ele vem pesado e parece que quase conseguimos tocar e pegar. Gosto de ver as folhinhas caídas no chão fazendo movimento circular, como se desenhassem algo.

cheiro_chuva

Cheiro de Chuva – Principalmente agora no calor, um bom cheiro de chuva misturado com o barulhinho que ela faz, ajudam a refrescar a gente de dentro pra fora. Um som que me trás tranquilidade e por isso uso até uma gravação com ele pra meditar.

janelas

Luz entrando num ambiente – Aqui já vai começar a loucura, mas quando o dia está bem lindo e claro gosto de ver como a luz entrar nos ambientes e deixar eles aconchegantes. No meu quarto e na sala eu gosto quando a luz entra na parte da manhã, dá uma vontade de ficar na cama lendo por horas. Meu sonho é uma casa com janelas enormes e portas enormes, pra ser tudo super iluminado.

cebola

Cheiro de cebola e alho sendo refogados – Pra mim não tem nada melhor pra abrir um apetite que este cheirinho delicioso! Lá na casa da minha mãe ela prefere a praticidade da cebola e do alho desidratados, mas eu prefiro ter um pouco mais de trabalho e jogar este cheirinho no ar quando estou na cozinha.

limpeza

Limpeza – Minha parte maluca batendo aqui de novo, mas é que eu adoro quando termino de limpar a casa e sinto que ela está realmente arrumada e cheirosa. Jogo no ar sempre um cheirinho ou acendo um incenso só pra completar toda essa coisa gostosa de saber que ela está pronta pra mais uma semana, assim como eu.

banho

Banho tomado – Depois daquele dia cheio de coisas pra fazer, calor, sol, exercício, cozinha, tudo junto em você, nada melhor que um banho delicioso pra relaxar, e é depois disso que vem aquela sensação gostosa que fica na pele.

viagem

Viagem – Aquela sensação de ansiedade antes de uma viagem, aquela que vem com fazer as malas e o desejo de encontrar e descobrir coisas novas, não tem nada mais gostoso! O legal é que esta sensação te acompanha sempre em uma viagem e perdura por dias.

Ainda poderia colocar algumas a mais aqui, como correr com uma música empolgante, tomar banho depois de uma corrida, acertar um movimento no kung fu, ou até mesmo a boa e velha sensação de dever cumprido. Mas e vocês? Quais as que vocês mais gostam? Quero indicar essa tag pra fofa da Ana Carô, pra Rê Vitrola e pra Lívia.

Fotos do Unsplash : Michael Hull | Mike Kotsch | Ewa Stepkowska | Webvilla | Breather | Joshua Earle

%d blogueiros gostam disto: